terça-feira, 1 de maio de 2007

"Benefício Paroquial" !!!


blogspot recebeu o seguinte mail para publicação, O mail vem assinado pelo Sr. José M. P. Silva. Todo o conteúdo não é da responsabilidade do blog. O mail diz:

Gerou-se alguma confusão nalgumas pessoas a pretexto de um edital publicado
no Terras da Feira, por certo por não saberem o que quer dizer "Benefício Paroquial", Comissão de Fábrica e Comissão Fabriqueira.

fábrica da igreja
É a pessoa jurídica não colegial a que pertencem todos os bens e direitos destinados à conservação, reparação e manutenção duma *igre­­ja e ao exercício do culto nela. O admi­nistrador da catedral é o bispo com o cabido; o da igreja paroquial é o pá­ro­co, ajudado pelo *conselho para os assuntos económicos, entre nós tam­bém chamado *comissão fabriqueira, de cons­tituição obrigatória (CDC 537); e o de outra igreja, é o reitor. Compete-lhes administrar de acordo com a lei ca­nó­ni­ca e civil, e em particular manter em dia o inventário dos bens e prestar anual­mente contas ao bispo (cf. CDC 1273-1310). O nome de comissão fa­bri­quei­ra vem do Decreto 11.887 de 6.7.1926, que a dá como a pessoa moral reconhe­cida pelo Estado para gerir os bens do benefício paroquial e da fá­bri­ca da igreja paroquial, nome que tem persistido depois da Co­n­cor­data de 1940.

2 comentários:

Anónimo disse...

Obrigado por darem voz a quem permanece calado, vendo uma vila como Caldas de S. Jorge ser administrada por pequenos ditadores, que lutam por interesses de alguns em deterimento de outros. Para terminar, acrescento que a hipocrisia usada para esmagar quem quer evoluir e participar neste processo de ajuda a freguesia, fica mal não só a administração como a quem a deixa reinar.

Anónimo disse...

Seria interessante quem são os pequenos ditadores. O Padre? A Junta de Freguesia? Que favorecimentos? A quem e em detrimento de quem? Camem as coisas pelos nomes.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL