segunda-feira, 19 de novembro de 2007

«Os portugueses devem castigar o PS»

António Guterres e José Sócrates desbarataram o crédito de desenvolvimento que tinha sido deixado ao país pelos governos de Cavaco Silva, considerou Luís Filipe Menezes, nas Caldas de S. Jorge, em Santa Maria da Feira.

«Os portugueses devem castigar de forma irreversível o PS», afirmou o presidente do PSD, sublinhando que está crente de que o seu partido vai entrar «num ciclo eleitoral vitorioso», que fará dele o novo primeiro-ministro, em 2009. Realçou que o país «vai continuar a empobrecer face à média da União Europeia».

E fez as contas, constatando que, após os governos de Cavaco Silva, o PS ocupou o poder «durante três quartos do tempo». «O país está mal devido às governações de Guterres e de Sócrates», sublinhou.

Informa a agência Lusa.

2 comentários:

Anónimo disse...

Pinto da Silva observa:

O Dr. Luis Filipe Menezes deveria ter-se entretido a ler o que estava escrito na Times na última edição. (Levantou-se-me a dúvida se foi na Times ou se no Finantial Times). Eu vi a referência num diário português.
A menos que esse jornal internacional não se tenha documentado bem, o Dr. Menezes vai ter que esperar sentado até ver
o José Sócrates penalizado como ele aspira.

Anónimo disse...

ACho que os portugueses das Caldas de São jorge devem penalizar e muito. Basta verem a vergonha que a candiadtura está a fazer. Até já existem jornalistas ao serviço da candidatura. Haja justiça. O povo das Caldas não é burro e não se vai deixar enganar por nenhum Anginho nem nenhum emigrante das terras de cima.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL