quarta-feira, 16 de abril de 2008

Junta de Freguesia trabalha a todo gás...



Desde a entrada desta junta de freguesia, tem sido iniciado várias obras de relevo para a freguesia. A obra mais avançada é sem duvida a zona envolvente do fontanário de Casal-Doído.

Esta obra que constava no programa eleitoral da lista independente, é sem duvida uma obra que se tem de elogiar pelo gosto que têm tido. No entanto é desconhecido o custo total da obra, mas acho que se ela está feita é porque decerto que existe verbas para o financiamento da mesma.

Não podia deixar de lamentar o pequeno erro ortográfico no fontanário, na qual foi esquecido parte do nome da freguesia, pois no local onde está as iniciais «J.F.C.S» devia estar «J.F.C.S.J». É um pormenor, mas que não passa despercebido a quem lá se desloca.

15 comentários:

Anónimo disse...

Para quem não sabe escrever Casaldoído, tem muita moral para escrever...

Anónimo disse...

Já agora dúvida tem acento no "u" e Junta de Freguesia deve ser escrita com letra maiúscula por se tratar de uma entidade, como por ex.: Câmara Municipal, Futebol Clube do Porto...
Gostamos de apontar erros, mesmo quando não sabemos escrever correctamente...

M disse...

ERROS NÃO É A MESMA COISA DE ESQUECER O NOME!!!

ÑÃO LI NESTE TEXTO NADA QUE O SR. POSSA APLICAR O QUE DIZ!!!

Anónimo disse...

A freguesia mudou de nome?

Este martins é sempre a inovar, ainda vai ficar só caldas do martins.

Anónimo disse...

Para mim, erros são erros..."Desde a entrada desta junta de freguesia", neste caso Junta de Freguesia devia estar escrito desta forma.
"é sem duvida uma obra", neste caso dúvida devia ter acento...
Penso que estes exemplos estão neste texto...

Anónimo disse...

Tem-se que aceitar esta falha, até porque não existe nenhum fontanário para copiar, como se fez no plano e orçamento.

Já agora para quando o relatório de contas???

Ou não existe contas nesta junta, é tudo à grande e à francesa.É pegar e andar.

Eu fui á junta esta semana buscar uma certidão, tive que pagar, mas não passaram recibo??
Porque será? Ninguem sabe as entradas nem as saídas.

JERVÁSIO disse...

NO BLOG AINDA DÁ PARA CORREGIR OS ERROS, AGORA NA PEDRA, NÃO SEI SE SERÁ FACIL. aTÉ PORQUE EM 4 LETRAS DAR UM ERRO, COMO ESTARÃO AS ACTAS.

Luis Fontes disse...

Para mim, acho que as pessoas devem escrever como sabem. A Junta não sabe mais, não se pode pedir muito, os comentadores dão erros paciencia, pode ser que amanhã seja melhor. O importante é escrever, mesmo que se esqueça de metade do nome da freguesia.

Anónimo disse...

o problema maior é que hoje já lá existe lixo atrás da fonte, nas costas dos cantoneiros...
pede-se um lugar para esta gente porca....

Anónimo disse...

Em relação a este texto do Sr. Mensageiro, quero aqui expressar os meus parabéns.
Eu dizia à dias, que só se viam os aspectos negativos das noticias, contudo está em parte aqui provado, que se pode noticiar com maior isenção, mas ainda poderá melhorar.

Em relação à falta da inicial "J", antes de se dizer o que quer que seja, teremos que averiguar de quem é a culpa, pois não terá sido a junta a esculpir a pedra.

cumprimentos

Anónimo disse...

Eu concordo com o Luis Fontes, cada um escreve como sabe, é preciso é expressar a sua opinião, com educação e críticas construtivas.
Já agora coma existem vários reformados licenciados em S. Jorge, que nos corrijam os erros que não levo a mal, estou disposto para aprender com a v/ ajuda

Beatriz ferreira disse...

Será assim tão dificil, colocar mais uma letra?
E, deixemos só de criticar.
Mas, que deveria ter sido inspecionado o trabalho na devida altura, deveria sim. E assim não exesteriam estes comentários

Anónimo disse...

Entõa não aconteceu nenhum tsunami. Pensei que sim, ja que os arquitetos não eram grande coisa.

Anónimo disse...

Não aconteceu mas pode vir a acontecer. é de lembrar que o maior tanque ainda não foi cheio.

só depois se pode falar em tsunami.

mas tem-se que dizer que o lavadouro está uma verdadeira "cagada", na forma como foi construido e desenhado.
Só quem não tem olhos na cara é que não vê

Anónimo disse...

O lavadouro nem deveria existir,as pessoas que lávem a roupa em casa,estámos no sec.21.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL