quarta-feira, 11 de junho de 2008

Caldas de S. Jorge é notícia...

PINTO DA COSTA E A PEDOFILIA
Pinto da Costa, suspenso por dois anos pela Comissão Disciplinar da Liga, voltou ontem a falar aos sócios, em Caldas de São Jorge, em Santa Maria da Feira. 'Se os milhões gastos no ‘Apito’ fossem canalizados para outros processos, quantos problemas seriam resolvidos? Centenas de crianças foram violadas e ninguém é apanhado', afirmou o dirigente.
O dirigente apontou ainda baterias a Maria José Morgado e à justiça portuguesa, relembrando que o próprio PGR disse desconhecer que estava sob escuta telefónica. In Correio da Manhã

Milhões mal gastos com o Apito
PINTO DA COSTA DISPAROU COM TODA A FORÇA
O presidente do FC Porto voltou a ser mordaz na defesa do seu clube, numa visita que fez, ontem, à freguesia das Caldas de S. Jorge. Pinto da Costa recuperou um dos temas da actualidade desportiva, o Apito Dourado, colocando em ponto de mira toda a condução do processo.“É pena que não se diga na UEFA que o marido da procuradora, que dirige o famigerado Apito Dourado, veio para a televisão dizer, dias após ela ter sido nomeada, que o presidente do FC Porto disse em tribunal que ganhava 400 euros por mês. Isso é completamente falso”, reforçou, sem se ficar por aqui.De resto, o presidente do tricampeão nacional ainda lançou novas farpas, desta vez às despesas gastas com o processo do qual tem sido um dos principais alvos. “Se estes milhões fossem todos canalizados para resolver e apanhar os pedófilos deste país...”, sugeriu, concluindo: “Há centenas de crianças que foram violadas ano após ano por gente indecorosa e ninguém é apanhado. Se esses meios fossem realmente para esse pasteloso processo, quantos problemas não estariam resolvidos.”Por fim, refira-se que, acompanhado pela sua mulher, Pinto da Costa foi recebido na Junta de Freguesia das Caldas de S. Jorge pelo autarca local. Seguiu-se um almoço de confraternização, onde deixou a promessa de voltar “caso o FCPorto conquiste o tetracampeonato.”Reinaldo Teles, Alípio Jorge Fernandes, Júlio Marques e Fernando Gomes, o bibota, acompanharam-no nesta visita a uma localidade com grande massa adepta do FC Porto.
In Record
O presidente portista fez várias acusações sobre o processo
"Apito Dourado"Foi em Caldas de S. Jorge, numa homenagem ao FC Porto pela conquista do tri-campeonato, que Pinto da Costa lançou acusações em várias direcções, começando pelo Procurador-Geral da República, que dissera não saber se tinha o telemóvel sob escuta: "É pena que não diga na UEFA que essa afirmação foi feita pelo procurador-geral da República. É pena que não se diga na UEFA, que o marido da procuradora, que dirige o famigerado "Apito Dourado", veio para a televisão dizer, dias após ela ter sido nomeada, de que o presidente do FC Porto disse em tribunal que ganhava 400 euros por mês. Falso".Pinto da Costa aproveitou ainda para dizer que o dinheiro gasto na investigação do "Apito Dourado", devia ser gasto em outros processos mais graves: "Se estes milhões todos fossem canalizados para resolver e apanhar os pedófilos deste país. Centenas de crianças que foram violadas ano após ano por gente indecorosa e ninguém é apanhado. Se esses meios fossem para esse pasteloso processo, quantos problemas não seriam resolvidos."
In Renascença

Sem comentários:

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL