sexta-feira, 20 de junho de 2008

Festival das Termas reúne quatro ranchos folclóricos...

O XVII Festival de Folclore das Termas de Caldas de S. Jorge já tem data marcada. Este sábado, dia 21, o parque das Termas de S. Jorge recebe os ranchos folclóricos “As florinhas” de Caldas de S. Jorge, o A.C.R.S. das Termas do Carvalhal, o de Flor do Monte de S. Tiago da Carreira e ainda o grupo da Alegria de Alqueidão de Santo Amaro. Danças e cantares tradicionais a partir das 21h30. O Festival incluiu-se no programa de animação das Termas de Caldas de S. Jorge, numa organização do rancho “As florinhas” com os apoios da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Caldas de S. Jorge.


A Animação Termal tem mais uma actividade na agenda. Ou seja, o III Concurso de Vestidos de Chita que terá lugar a 13 de Julho no parque das Termas, a partir das 15h00. As inscrições estão abertas até amanhã, dia 20, e podem ser feitas através do 96 5336696. O regulamento explica as condições de acesso. Podem concorrer pessoas do sexo feminino dos quatro aos 10 anos e dos 13 aos 100 anos. Na confecção dos trajes e seus acessórios só serão permitidos tecidos de chita, algodão, rendas e espiguilha. Criatividade do modelo, graciosidade no desfilar, tipo de confecção e rigor no cumprimento do regulamento são os aspectos valorizados na hora da escolha dos vencedores. Serão premiadas as três melhores concorrentes na categoria dos 13 aos 100 anos. As mais pequeninas serão todas distinguidas. A iniciativa está a ser organizada pelo rancho “As florinhas” e conta com a colaboração da Junta de Freguesia de Caldas de S. Jorge, da Câmara Municipal e da Sociedade de Turismo da Feira.

6 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns aos que divulgam as tradições dos nossos antepassados.
e nos trazem mostra de tradições de outras regiões do país.

Olho Vivo disse...

Correu tudo bem pelo que apreciei a organização esteve perfeita.O publico não era muito mas olhando a que havia festa na vizinha freguesia de Lobão a assistência era razoável.Mas quase sempre há um senão aqueles apagões e obrigar o público estar ás escuras por a sub-carga da esplanada isso foi feio perante os Ranchos participantes.

Anónimo disse...

A junta tem de optar se quer as festas ou as esplanadas. Pois esta história de apagões, foi uma verghonha, tudo culpa do presidente da junta de freguesia

Anónimo disse...

Deu para reparar que as esplanadas tem a luz ligada directa ao poste. E deu para reparar que não tem luz nem sinalética de imergencia

Anónimo disse...

Mas o Caderno de Encargos diz expressamente que o Adjudicatário da Esplanada é responsável pelas despesas inerentes à energia eléctrica e água, além da montagem de sanitários amovíveis.
Resultaram os apagões, mas na tentativa de minimizar o mau da situação, apagou-se o recinto dos ranchos, para dar prioridade à esplanada que deveria ter requerido uma baixada provisória para abastecimento de energia. Que dirá a EDP? Claro que a Junta de Freguesia é conivente com esta transgressão até porque era o Presidente que procurava resolver em cada apagão. E a Indáqua, terá autorizado a abertura de um estabelecimento sem que lhe tenha sido requerida a ligação provisória? Há que indagar. O que será feito.
José Pinto da Silva

Anónimo disse...

e assim se corta as pernas a quem quer andar num mundo de perfeccionismo imperfeito

batman

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL