quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Festa do Teatro...

Festa Velha
Em tempos idos quando chegava ao conhecimento dos rapazes da nossa terra o “noivado” de um viúvo com uma rapariga mais nova, organizavam aquilo que se denominava por “Festa Velha” e que decorria durante alguns dias, próximo da casa do “noivo” a coberto da noite.
A festança consistia numa assuada barulhenta, tocando búzios, cornos, gaitas, bater pandeiros e latas velhas, cantando ou proclamando estribilhos vários de condenação ao “velho”.
Este costume de condenação pública que por vezes também se aplicava ao casamento dos velhos, por vezes chegava a gerar conflitos sérios e a melhor forma de os evitar era deixarem correr a festa (os homenageados) ou então juntar-se mesmo á dita acabando por desmobilizar os festeiros.
Situações havia em que chegava a ser organizado (em termos figurativos) um funeral do noivo encerrando com a queima do caixão.
É esta tradição que o Rancho Folclórico “As Florinhas” vai recrear nos próximos dias 14 e 15 de Novembro pelas 21:30 horas na zona envolvente das Termas em Caldas de S. Jorge, convidando todos os interessados em reviver mais uma tradição já caída em desuso na nossa Vila Termal.

De mencionar que esta iniciativa será levada a cabo com a colaboração do nosso Grupo de Teatro LOS, que também organiza uma noite de teatro com um grupo convidado, que se realizará no próximo dia 22 de Novembro pelas 21:30h, na sede do Rancho Folclórico “As Florinhas” de Caldas S. Jorge, com entrada livre.

11 comentários:

Anónimo disse...

Estimados concidadãos ,

Vou avisando que hoje estou particularmente cáustico.

Vi recentemente um documentário no " Descobre " e que passou em reposição na " Nacional Geografia " sobre o cérebro humano .
Dizia que o perímetro encefálico de alguns cérebros pode atingir os 2 centímetros de diâmetro em certos casos de inchaço .

( ops...nem sei bem porque é que vos estou a contar isto . Perdoem-me este devaneio e vamos antes passar para aquilo que realmente interessa. O "Post" .

Começo por dizer que esta é ( em minha opinião )uma daquelas ideias peregrinas como à muito tempo não viamos por estas bandas . Acreditem-me que não é nada de pessoal , nem sequer sei quem a teve , eu hoje é que estou realmente cáustico. Avancemos .

Então não é ... que o nosso mui estimado Rancho Folclórico de seu nome , " As Florinhas " , se propõe recriar nos próximos dias 14 e 15 de Novembro , uma tradição à muito em desuso nas Caldas ( felizmente )que consiste básicamente em "azucrinar a môna " a um nubente e a uma nubente em virtude da sua suposta incompatibilidade de idades e/ou estado civil ?
Reza ainda o " post " que , segundo esta "interessante" tradição , para além da " chinfrineira " que era feita a coberto da noite ( pasme-se. Como se isso fosse possível aqui nas Caldas ), a rapaziada despeitada , batia em pandeiros e latas velhas , soprava em cornos e búzios ( instrumentos típicos cá da terra , sendo que os cornos eram mais abundantes que os búzios como certamente compreenderão ) , numa alegre algazarra que haveria de culminar com a simulação do funeral do felizardo ( digo eu ) , "cromando-o " em lume brando .
E tudo isto , claro está , era salpicado com estribilhos de " homenagem " ao(s) nubente(s) , feitos porventura por algum poeta de circunstância , que , certamente cansado e desgostoso com o " crônho " que lhe calhou em sorte , encontrava desta forma , maneira de exorcisar traumas e frustações sexuais acumuladas ao longo dos anos .
Felizmente hoje a informação sobre sexualidade abunda ( estou-me a lembrar por exemplo do excelente documentário "Chicas Calientes" ) e talvez por isso mesmo não se encontrem nos dias de hoje "poetas" como o que acabei de referir .
Seja como for....deixem-me que vos diga...
Ò meus amigoszz.zzzz...zz . Olhem que isto contado ninguém acredita .

Então , como é que se explica que ... com tantas e tão bonitas tradições para recuperar , o nosso mui estimado Rancho ( corrijo : o mentor da ideia ) haveria de se ter lembrado de semelhante ? hein ?

Tanta coisa bonita ... por exemplo ...tou-me a lembrar assim de repente ....porque não recriar os açoites públicos junto ao pelourinho cá da terra ?...porque não por exemplo um campeonato de bolas de ranho ?...ou então lutas com torrões de erva entre Ranchos rivais? ....estou-me a lembrar por exemplo dos "carôlos" que eram dados com as nós dos dedos a par com as reguadas que levavamos na escola primária e que era tão engraçado mas que entretanto sabe-se lá bem porquê , caiu em desuso ... podiam por exemplo organizar campeonatos de sameirinhas em frente ao Nóbrega que vai passar a ter excelentes condições ...eu sei lá bem que mais....tanta e tanta coisa em desuso a carecer de um espírito iluminado que as recupere e logo haveriam de se lembrar de uma tradição que em nada dignifica os nossos antepassados . ( pelo menos em termos conceptuais , claro está )
Reparem meus caros que esta suposta tradição ( fiz uma pesquisa na net e conclui que a " Festa do Velho" é uma tradição exclusiva das nossas gentes )estigmatiza .....dizia eu ...estigmatiza relações que em muitos casos , senão mesmo a grande maioria , são verdadeiros hinos ao Amor .

E agora ... pergunto eu : Não haverá um melhor destino para os fartos dinheiros que a Junta disponibiliza às Associações para produzirem eventos , e que não passem (ainda que alegóricamente) por queimar caixões numa alusão clara e assumida a uma postura social a todos os títulos condenável ?

Mas isto , meus caros , sou eu a dizer . È que se a moda pega , um dia destes tenho as " Florinhas " atrás de mim a soprar cornos e búzios , ao mesmo tempo que agitam frenéticamente "guizos" e batem patéticamente em pandeiros e latas velhas .
Sabem que vos digo ? Valha-nos aqui S. Jorge e que com a sua Graça possa compensar os descompensados.
A gente ouve cada uma .


termino por hoje com este pensamento profundo .

...O cérebro é uma coisa muito boa. Eu acho que todos deviam ter um .

Fiquem bem

Bettencourt

Anónimo disse...

OLHA LÁ O BETTENCOURT,ESTÁ NA HORA DE COMPRARES UM!!!!!

Anónimo disse...

Oh snr.Bettencourt eu sei porque o snr. não gosta desta recriação pois naturalmente que olhando á sua situação se calhar sente-se ferido mas, esteja á vontade porque o tal dito vai-se chamar um nome que não o seu.Mais qualquer dia até se pode recriar um qualquer vigário.

Anónimo disse...

Sr. Bentocurto,

pelo menos estes apresentam algo,
porque muitos hã, que nada fazem em suas vidas...

Anónimo disse...

Só acho é que podiam ter escolhido outra hora, é que ás 21h quem é que pode lá estar com o friuuuuuuuuu.

Velho disse...

O Senhor bettencourt deve andar à procura de algum taxo.

Não para bater mas para ganhar algum.

Torne-se util.

Dê de comer aos peixes

Veterana disse...

Amigos do Rancho Folclorico "As Florinhas" não desanimem continuem que estão no caminho certo,é necessário que esta freguesia comece a dar nas vistas e a fazer coisas diferentes. Tendes pessoas capazes de seguir em frente. Divulgai o que é nosso.

Anónimo disse...

Porque não publicaram o meu post realmaente já não se pode dizer o que se pensa

Anónimo disse...

A "Festa Velha" era uma forma popular, barulhenta e muito festiva, de critica social ao casamento de viuvos, sendo que costumava ser mais "feroz" quando se tratava de viuvas. À época era entendido, nas zonas mais rurais e interiores (não faria muito sentido nas cidades, nem o vulgo se apercebia tanto das situações) esse segundo (ou terceiro) casamento motivo de crítica.
Porque era um costume local, acho absolutamente louvável a sua "reprodução".
Ao tempo havia os que se abespinhavam (os visados) com a Festa (muitas vezes saiam dichotes que até poderiam ser tidos como ofensivos) e outroa havia que, mesmo visados, galhofavam com a cena. Conta-se que em certa Festa Velha, os "festeiros" foram surpreendidos quando se aperceberam que entre os "tocadores" estava também o visado pela Festa. Claro que terminou ali .
Raproduzam a cena e vejam se recuperam os "ditos" que se faziam ouvir nessas altura.
Que é muito frio nesta época, também acho.

Pinto da Silva

Anónimo disse...

o' pinto aproveita o frio que esta´ e mete o naris onde o poderias aquecer ja´que andas sempre em seara alheia.

Anónimo disse...

o' pinto aproveita o frio que esta´ e mete o naris onde o poderias aquecer ja´que andas sempre em seara alheia.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL