domingo, 30 de novembro de 2008

Termas de S. Jorge no 2.º lugar do ranking nacional

(...)
"As Termas de S. Jorge já receberam mais de 3.500 termalistas, na época termal em curso, o que lhe vale o 2º lugar do ranking nacional, a nível do termalismo clássico, a seguir às Termas de S. Pedro do Sul, segundo dados estatísticos da ATP - Associação de Termas de Portugal, referentes ao 1º semestre do ano.

A renovação do balneário e a preocupação constante no desenvolvimento de protocolos rigorosos de saúde termal reflectem o reforço de posicionamento de S. Jorge, no panorama nacional.
Pela sua dinâmica, rigor e qualidade, as Termas de S. Jorge são cada vez mais um balneário de referência.As motivações de frequência são especialmente de saúde, mas também de bem-estar, estética ou simplesmente por motivos de descanso ou férias.
Neste sentido, as Termas de S. Jorge dispõe de programas personalizados, prescritos pela equipa médica hidrologista do balneário, à medida das necessidades de cada pessoa, em função da patologia ou seus objectivos.
Neste momento, as Termas de S. Jorge oferecem aos seus termalistas algumas vantagens financeiras de época baixa: preços especiais de época (desconto aproximado de 20%, em relação à época alta); desconto de 50% sobre o valor da inscrição, em séries mínimas de 14 dias de tratamentos, a realizar a partir do dia 15 de Novembro.
Para os actuais termalistas do balneário acresce ainda um desconto de 2%, como prémio de fidelidade.
Nesta época do ano, os termalistas poderão usufruir de um ambiente termal mais calmo, relaxante e muito personalizado".

In http://www.termas-sjorge.com

4 comentários:

Anónimo disse...

muito bem sr administrador lindo texto sera para esquecer ou nao falar mais no tratamento das aguas residuais das termas

Anónimo disse...

Pelas informações que consegui recolher de fonte "bem informada" as águas residuais são elevadas na estação elevatória instalada no morro e dali seguem para a mini ETAR do Mourão e dali seguirão para
lançamento no rio ao lado da Ponte da Chã. Foi-me garantido que no Mourão há um processo de tratamento, não imagino se muito eficiente ou não. Em resumo, as águas residuais das Termas são lançadas na rede da Indáqua.

José Pinto da Silva

Anónimo disse...

Parabéns às nossas Termas, de forma especial a todas/os aquelas/es que a dirigem e que nela trabalham.

Estar em 2º lugar no ranking nacional, é algo que não acontece por acaso, penso que é graças a uma aposta séria na sua divulgação e num serviço de qualidade, fazendo com que os utentes sintam vontade de voltar.

Este será mais um indicativo para que possa haver um olhar diferente por parte do Executivo Camarário, no que se refere às estruturas envolventes necessárias para um passo maior. Sei que não é matéria de fácil resolução, mas deveremos apostar forte nos próximos anos para algo neste sentido possa ir mudando.

Na sexta feira passada, houve uma pequena reunião na sede da Junta de Freguesía, com a finalidade de dar a conhecer alguns pequenos passos com apoios ao nível de fundos europeus. Esta é uma pequena ajuda a quem quer e pode de forma particular e nas associações, investir na sua terra. E muito poderá ser aproveitado desde que a criatividade exista.

Contudo não pode ser só pela parte do investimento privado que poderemos chegar a um nível das Termas de S. Pedro do Sul,( o 1º no ranking) ali existem junto às Termas uns quantos hoteis que dão apoio ao termalismo, onde os utentes vêm para ficar.

Existe muito potencial na nossa terra, existem pessoas capazes, assim exista também vontade nos investidores e em quem possa facilitar a implementação de tais insfrastuturas.

Parabéns...

Anónimo disse...

desculpem,

correção: infraestruturas.

obrigado

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL