domingo, 31 de agosto de 2008

Jogos Sem Fronteiras…

Ontem foi a final dos intermunicipais Jogos Sem Fronteiras.

Parece que a pouca divulgação que haveria um autocarro gratuito disponível, para todos aqueles que quisessem assistir, originou que o autocarro fosse praticamente vazio.

O Blog vem dar os parabéns a todos os que levaram o nome das Caldas de S. Jorge, a esta magnifica final.

A equipa das Caldas, que estava em representação do concelho conseguiu o 4º lugar, ficando a meio da tabela dos concorrentes. Pode-se dizer que as esperanças levaram-nos a sonhar mais alto, mas mesmo assim conseguiram o que nunca tinha sido realizado pela freguesia. Foram os vencedores do Concelho, por essa e por outras razões estão de parabéns.

O Blog deixa um elogio especial, ao “treinador” da equipa o Sr. Barroca, que tudo fez para ter uma equipa vencedora. Hoje não foi possível, quem sabe para o ano…

Parabéns a todos os atletas, organizadores e apoiantes que se dignificaram a apoiarem toda a equipa.

Vândalos à solta!...




Vândalos à solta!..4.45 horas da Madrugada!

Varrem impunes arraial e arredores
pontapeando portas e candeeiros!

sábado, 30 de agosto de 2008

Humor da Terra. "JOGOS SEM FRONTEIRAS"


O Blog deseja as maiores felicidades para os representantes do Concelho de Santa Maria da Feira, nos Jogos Sem fronteiras.

Já agora se não for pedir muito tragam o primeiro prémio...

sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Escritor autóctone das Caldas escreve para revista da TAP...

Chegou-me estes dias a revista da companhia de aviação TAP, que acompanha todos os aviões da mesma, em que vinha mais uma reportagem do jornalista autóctone das Caldas de S. Jorge, mais conhecido internacionalmente.

Não coloquei o nome da pessoa que me fez chegar esta revista, por não o ter solicitado.
Mesmo assim fica aqui o agradecimento pelo acto.

O blog convidou recentemente o jornalista Quim Quim, para visitar e passar uns dias pela terra que o viu nascer.

AVISO...

A Junta de Freguesia de Caldas de S. Jorge vem por este meio convidar todos os que queiram a assistir à final dos Jogos sem Fronteira.

A final será amanhã, dia 30, em Oliveira do Bairro. Há um autocarro disponível para a deslocação, que será gratuito.

A saída está prevista para as 14h 45m, junto á Junta.

Quem pretender ir e apoiar a nossa equipa deve contactar o número 961745860, até ao dia da parte da manhã.
In Site da J.F.C.S.J.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Novo prazo da concessão do Ilha Bar...

Mais um novo prazo foi lançado, pelo presidente da Junta de Freguesia, para a entrada do concurso de concessão do Ilha Bar.

Após meio ano sensivelmente, do último prazo, o presidente da Junta de Freguesia, lança como prazo definitivo o mes de Setembro, para o lançamento do concurso de adjudicação do Ilha Bar.

Após atrasos injustificáveis, parece que o concurso vai avançar, mesmo sem a apresentação pública, prometida numa Assembleia de Freguesia. Nessa mesma Assembleia o Presidente da Junta tinha prometido que o “mentor” do projecto viria “no máximo duas semanas” explicar o projecto.

O importante é que o projecto avance, mesmo com um ano de atraso...

Se tivesse sido grave!

Resumindo, será de dizer, tão alto quanto um jornal concelhio o possa fazer que sejam centralizadores no inferno que os carregue. Se a chamada ao 112 vai cair a Lisboa, que criem lá uma base de dados (será que já ouviram dizer que há computadores?)

Foi cerca das 6,00 horas de sábado, dia 16 de Agosto. Ainda, naturalmente, na cama, ouvi um enorme estrondo nas imediações da minha casa e, em roupa de dentro, vim à porta da rua, a correr, porque senti que poderia ter sido um acidente de carro. Mesmo em frente dois faróis acesos, em posição sobreposta, ofuscavam-me a visão, pelo que, já vestido, corri para o local e, desviado do foco dos faróis, vejo um carro voltado sobre a sua lateral esquerda. Com algum receio me aproximei a imaginar que poderia ver algum(ns) corpo(s) em mau estado.
Logo que cheguei perto uma voz de mulher me chamou e, com o telemóvel na orelha, perguntou-me, oh! Senhor, estou a falar com o 112, mas não sei explicar onde estou para que prestem socorro. Pegue o telefone e indique com precisão onde estamos.
Passou-me o telefone por uma pequena abertura do vidro da porta (as portas, ambas, não abriam e a senhora haveria de ser tirada pela porta de trás) e lá informei com exactidão o nome da rua, do lugar e dei mesmo referência de edifício melhor localizável. Disse que a senhora não tinha sinais aparentes de gravidade, que falava e que só se queixava de uma dor num joelho. Pediram-me o meu contacto e lá o dei. Seriam agora mais ou menos 6,00 horas e 10. Curei de fazer sinais ao que iam passando para que abrandassem, pois o carro estava atravessado na estrada (foi na estrada nacional 223, mesmo na entrada do lugar do Lago e bem junto da fábrica Brincália). Entretanto alguns pararam e foi com a colaboração deles que se fez sair a condutora e única passageira.
Cerca de 15 minutos mais tarde, um pouco antes das 6,00 horas e 30, tocou o meu telefone e disseram-me ser dos bombeiros da Feira. Era uma voz feminina e pediram-me a confirmação da localização que dei com exactidão e confirmei que a senhora se queixava de uma dor num joelho e que tinha um ligeiro hematoma sobre o olho esquerdo, o que a preocupava , não pela dor, mas porque tinha sido submetida a uma cirurgia a esse olho e receava eventuais complicações.
No entretanto, avisada pela GNR da Feira, chegou ao local uma brigada da GNR de Canedo, supondo-se que a GNR da Feira tenha sido avisada lá pelos do 112.
Chegaram também familiares da condutora, por ela própria avisados. Logo se chamou o pronto-socorro para que fosse o carro sinistrado removido.
A GNR fez o seu trabalho de medições e de questionamento e teste de alcoolemia para elaborar o seu relatório e retiveram-se durante um tempo até que, não havendo situação de feridos graves, invocando serviço, foram embora. E entretanto foi passando o tempo e nada de chegarem os bombeiros, porque era preciso que a senhora fosse levada ao hospital, inclusive para se aquele olho teria alguma afectação.
Foi passado o tempo de uma hora e tal que chegou uma ambulância dos bombeiros de Arrifana, a Corporação que cobre o território de Caldas de S. Jorge. Claro que, no entretanto da espera, muitas "bocas" se foram ouvindo a propósito de tanta demora de bombeiros que estão a 5-10 minutos de distância, o tempo que demoraram, segundo nos disseram, desde que receberam a informação.
Resumindo, será de dizer, tão alto quanto um jornal concelhio o possa fazer que sejam centralizadores no inferno que os carregue. Se a chamada ao 112 vai cair a Lisboa, que criem lá uma base de dados (será que já ouviram dizer que há computadores?) que diga que Caldas de S. Jorge é no concelho de Santa Maria da Feira e que são os bombeiros de Arrifana que nos servem e que estamos no âmbito territorial da GNR de Canedo, para que não seja preciso este cruzamento de telefonemas. E assim não sendo, calem esse 112 e informem que cada qual, quando e sempre que preciso, chame os bombeiros mais à mão. Imaginem se estivéssemos perante um caso grave ou muito grave! E se a jovem (era uma moça nova) corresse o risco de vida? Quem haveria de ser acusado de atentado à integridade física ou até de homicídio? Organizem-se, porra!
Caberá dizer que a sinistrada é de Vila Maior, ia para o trabalho (em padaria) e disse que se lhe atravessara um animal na frente e se atrapalhara. O pavimento estava molhado. Não lhe colhi o seu nome nem o dos familiares. Nem precisei. Para nada.
A (des)tempo: Avistámos uma nova modalidade de fazer limpeza em estabelecimento comercial de frequência pública. Normalmente a sujeira que anda pelos pavimentos das casas é aspirado. Vimos num estabelecimento fazer o contrário. A sujeira era "expirada" que é como quem diz que era soprada. E nada a dizer se ficasse tudo em casa. Não. Era soprada para o rio. Não pela quantidade de lixo soprado. Mas pelo princípio tem que ser banida a fórmula. Na circunstância, bem melhor teria sido, soprá-lo para debaixo do tapete, se houvesse, onde estariam agachadas outras porcarias.

♦ José Pinto da Silva (In terras da Online).

Equipa da vila representa concelho nos jogos Municípios Sem Fronteiras


A final está prevista para sábado, às 21h30, em Oliveira do Bairro, e contará com a participação de oito equipas.


A equipa de Caldas de S. Jorge que venceu os jogos “Municípios Sem Fronteiras” realizados em Lourosa, no início de Julho, vai representar o concelho de Santa Maria da Feira na grande final intermunicipal deste evento inspirado nos conhecidos Jogos Sem Fronteiras. A final está prevista para sábado, às 21h30, em Oliveira do Bairro, e contará com a participação de oito equipas.
Leia mais na edição impressa do "Terras da Feira"

terça-feira, 26 de agosto de 2008

Alerta Vermelho...

Alerta Vermelho!
O parque infantil de Caldas de S. Jorge, em pleno Verão está neste estado! Situado em frente às termas, numa estação em que é visitado por muitas crianças… o mais incrível é que, num concelho em que a festa da febra é a bandeira hasteada, ainda não tenham visto a degradação que o melhor parque do concelho está a sofrer. (Opinião pessoal).Fica o aviso! Que não façam só festas da febra e romarias, velem pela segurança das crianças.Fica a nota positiva em termos de limpeza no parque, a ver se a segurança segue o mesmo caminho.
Ass: Paulo Fontes

Bébécar - Brinquedo infantil...

Hoje apresentamos um brinquedo "vintage" da Bébécar ao qual é um pouco difícil atribuir "labels" (ou "palavras chave", aquelas que aparecem por baixo deste texto e imagens), se é fácil dizer que é um "brinquedo" antigo, o mesmo já não se passa com outras possíveis "palavras chave", vejamos: - "Bicicleta" - sim e não, pois tem rodinhas (as rodas principais têm uma grande superfície plana para que sejam mais seguras, pois permitem maior equilíbrio...) e tem tracção dianteira (característica dos triciclos...);- "Triciclo" - sim e não, pois a tracção dianteira é característica dos brinquedos para criança com 3 rodas (este tem ou 2 ou 4...); Independentemente das "gavetas" onde podemos, ou não, classificar este veículo, podemos dizer que o mesmo tem influência directa das bicicletas dos (finais) dos anos 70 e (início) dos anos 80. Se não, comparem este brinquedo com uma Vilar Catita GT ou com uma Esmaltina Fúria...
Na imagem anterior, temos duas informações importantes:- Que este brinquedo foi produzido nas Caldas de S. Jorge, tal como o brinquedo Fabruima que já aqui mostrámos;- Que foi fabricado provavelmente em 1983, pois a matrícula tem "... 19-83". Provavelmente era assim que os fabricantes datavam os brinquedos. Se esta teoria se comprovar, então o brinquedo Fabruima do qual já falámos é de 1961!
Para terminar, aqui fica um pormenor do pedal e do pneu dianteiro.Brevemente haverá mais imagens deste veículo.Um muito obrigado a Manuel Leitão por permitir que o brinquedo fosse fotografado e aqui mostrado.

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Ansiosos por terminar as obras de restauro da Igreja Matriz

Ansiosos por terminar as obras de restauro da Igreja Matriz...

E dar prosseguimento a outras obras de interesse social

e comunitário!

Aqui fica uma pequena reportagem do conceituado “ Terras da Feira”

Com a devida vénia.

Procurou ser uma divulgação acertiva e acertada!

Parabéns Senhor Director AUGUSTO MALHEIRO!

Os melhores bem informados e interessados por esta e outras causas sabem mais!

Mas para os mais distraídos,

contrariantes,

contrariados

e malvontados..

vai chegando!

sábado, 23 de agosto de 2008

Santa Maria da Feira acolhe a 2ª etapa do Troféu Ibérico Trial 4x4

Depois da bem sucedida prova inaugural de Lousada, o Troféu Ibérico Trial 4x4 volta aos trilhos em Santa Maria da Feira, onde a 28 de Setembro será disputada a 2ª prova.

Santa Maria da Feira foi o palco escolhido pela organização do Troféu Ibérico Trial 4x4 (o Trilhos do Nordeste Clube TT em parceria com a empresa Soluções TT), para a realização da 2ª etapa do citado troféu.

A 1ª etapa decorrida em Lousada foi um sucesso, pelo que em 28 de Setembro os organizadores esperam não só reunir um grande número de participantes mas também de espectadores. Esta ronda acontece antes da grande final que está aprazada para meados de Novembro, na Galiza.
Espera-se que aí se venha a concentrar uma forte armada ibérica, que decerto garantirá um espectáculo cheio de animação e salutar competição.

Caso se queira inscrever e competir ao lado da “fina-flor” do trial nacional, poderá fazê-lo até 20 de Setembro de 2008.

No entanto, se o fizer até 23 de Agosto poderá beneficiar de um desconto de 50 euros, ficando o valor da inscrição em 200 euros.

A esta quantia deve adicionar-se 15 euros por piloto correspondentes às taxas da FPTT. Se for estreante nestas andanças ainda ganha uma assinatura da revista Off Road 4x4.

Para mais informações poderá contactar o Trilhos do Nordeste Clube TT, através de Antero Bessa (966 501 745) ou Mário Castro (919 251 196).

sexta-feira, 22 de agosto de 2008

Correio de Leitores...ACIDENTE.

Era 1h e mais qualquer coisa e só ouvi "pru brum pum" lá pensamos "outro acidente" E era verdade. Já perdi a conta dos acidentes que em dias de "chuva que molha parvos" acontecem naquela curva. Qual é a Curva ??? Rua de Arcozelo, junto ao Edf do Engenho e ao Stand de automóveis. Um acidente é sempre lamentável, mas mais lamentável ainda é quando as nossas autoridades não o sabem ser. A GNR levou mais de 1 hora a chegar ao local, é que Canedo fica muito longe... e mais, uma calma.... Era certo que a hora era avançada e que apetecia descansar mas... Um acidente numa curva, numa noite escura, a luz não era muita, era preciso sinalização pois havia muitos destroços na estrada, óleo e viaturas estacionadas em sentido contrário, simmmm estacionadas em sentido contrário, a viatura do INEM estacionou numa curva, em sentido contrário e desligou a luzes todas da viatura. Muito inteligentes !!!! só mais tarde já passados 45 minutos do acidente acontecer é que chegou a ambulância que também estacionou em sentido contrario na curva, mas a esta altura GNR??? Nem vê-la!! E lá telefono eu pela 3ª vez para o 112 a pedir a GNR com urgência e a fim de uns minutos lá vem eles nas calmas... Rondaram a situação e a certa altura houve alguém que disse " Era melhor sinalizarem a estrada, meterem um triângulo ali em baixo antes da curva" e a resposta da autoridade foi " eu meter o meu triângulo, para ficar sem ele como da última vez" Digam-me isto é resposta que um GNR dê?? Outra situação engraçada foi a dos bombeiros e a lavagem da estrada. Nas nossas casas se limpamos ou lavamos uma parede por exemplo é de cima para baixo, pois se fosse ao contrário iríamos sujar o que já esta limpo CERTO ? ? Então não é que os bombeiros decidem lavar a estrada de baixo para cima deixando para o fim a limpeza da zona que proporcionava mais perigo, pois onde havia muita lata, e peças soltas da viatura foi o que foi limpo em último lugar. E tantas coisas mais que se viu nesta noite fria de verão... Sabem o que vos digo, até quando temos o azar de ter um acidente, é preciso termos sorte com as autoridades e aqueles que nos socorrem...
Fiquem, todos bem, tenham atenção nas estradas e aos nossos emigrantes, muito cuidado nas vossas viagens

PATA

Jogos municipais sem Fronteiras

Grande finalíssima

Dia 30 de Agosto - em Oliveira do Bairro

A equipa de Caldas de S. Jorge é a grande representam-te do concelho de
Santa Maria da Feira
In site da JfCSJ

Banhos Públicos de S. Jorge atraíram “mais de 3.000 visitantes”


Prometidas novas ideias para a Viagem Medieval do próximo ano.


Mais de 3.000 pessoas visitaram a recriação de um espaço temático dedicado aos banhos públicos, no âmbito da Viagem Medieval recentemente ocorrida em Santa Maria da Feira. Os números são avançados numa nota de imprensa das Termas de S. Jorge, responsáveis pela dinamização do espaço.
“No espaço idílico da Quinta do Castelo mais de 3.000 visitantes do evento desfrutaram de momentos de relaxamento” – lê-se na referida nota. Um duche pulverizado nas pernas, massagens faciais e corporais foram alguns dos “mimos” proporcionados, ao som da música de harpa. A Botica, o cabeleireiro medieval e o (re)canto do repouso também fizeram parte integrante deste espaço de recriação dos banhos públicos de S. Jorge.
Com esta iniciativa, a Sociedade de Turismo de Santa Maria da Feira, pretendeu apresentar uma oferta única aos visitantes da Viagem Medieval, “reforçando o nível de qualidade e de diferenciação da programação deste evento de recriação e, desta forma, contribuir para a satisfação global dos seus visitantes e o orgulho da comunidade local”.
Outro dos objectivos essenciais desta iniciativa foi – ainda segundo a nota de imprensa – a divulgação e a promoção das Termas de S. Jorge e a valorização da actividade termal, demonstrando a todos os visitantes a sua importância ao longo da história, e na sua actualidade.
“O sucesso dos banhos públicos de S. Jorge foi comprovado não só pelo número de visitantes, mas pelo agrado e satisfação partilhados no final de cada visita” – conclui a Sociedade de Turismo, relevando “a atenção demonstrada pelos mais diversos meios de comunicação social, desde da imprensa, rádios e televisão, que constituíram também prova desse mesmo sucesso”.
Finda esta edição da Viagem Medieval, novas ideias devem surgir para a área temática dos Banhos Públicos de S. Jorge do próximo ano, “esperando poder superar as expectativas já criadas no público”.
In terras da feira online

domingo, 17 de agosto de 2008

Correio de leitores do blog....

Bom dia a todos os Caldenses,


Foi com grande surpresa que encontrei o blog de Caldas de S. Jorge. Parabéns a todos os que tiveram a ideia et os que fazem a actualidade das notícias et dos acontecimentos.

Nós que estamos longe da nossa terra, matamos as nossas saudades, lendo os jornais ( Terras da Feira, ou o Correio da Feira ) que recebo todas as semanas mas como é natural poucas informações traz da nossa querida terra. E normal pois existem outras freguesias no Concelho e os jornais não foram feitos para falar que das caldas de S. Jorge.

Ao ler o vosso blog aprendi muitas coisas que desconhecia. Uma delas foi a existência de um campo de futebol relvado….. Estive aí de férias e não tomei conhecimento dessa novidade. Parabéns aos responsáveis dessa obra. Sou sempre pelo progresso da nossa terra, para quando uma piscina ? Somos das poucas freguesias do concelho sem essa piscina. Mãos à obra !!!

Parabéns ao Ilídio pela entrevista que fez sobre a obra que ajudou a criar e que felizmente ainda continua de pé, o atletismo. Foi uma das poucas coisas que ainda não morreu. Força pessoal ….. não deixem acabar.

Não vou dizer mais nada por hoje pois deixarei alguma coisa por dizer para a próxima. Mais uma vez parabéns pelo vosso blog e a partir de hoje terão mais um visitante.

Um grande abraço para todos os Caldenses e em especial para os que me conhecem.

António Castro ( Tonita ) aqui no frio da Suiça.

7ª De 7 Entrevistas do 1º Aniversário do Blog….



Como é o dia-a-dia do Presidente da Junta de Caldas de S. Jorge?

Qual é a situação financeira da Junta de Freguesia?

Acha possível, com o orçamento da JF, aliada à contenção financeira da Câmara Municipal, levar a cabo os projectos importantíssimos que prometeram ao eleitorado?

Se tivesse de optar, qual seria a obra que realizaria imediatamente?

Como é esta oposição? Dificulta-lhe o trabalho?

Qual é verdadeiramente, o estado das pedreiras? O que vai ser daquele espaço no futuro?

Há quem o acuse de não cumprir com pequenas promessas eleitorais, que não dão nas vistas. Falo por exemplo do arranjo dos balneários do Caldas S. Jorge Sport Clube. O que se passa afinal?

O Senhor é sobejamente conhecido por acompanhar toda a actividade associativa da freguesia. Como consegue ter tempo e disponibilidade?

Qual é a verdadeira situação do Posto Médico?

O Ilha bar. Quando temos obra?

É estimulante ser presidente da Junta?

Como é o seu relacionamento com a Câmara?

Dizem que começa a perder alguns dos seus mais importantes apoiantes.
O que tem a dizer sobre a eventual candidatura do seu amigo Manuel Vilar, pelo PSD?

E o Senhor. Será novamente candidato em 2009?

-----------------xxx------------

O Blog lamenta que todos os E-mails enviados para o Sr. Presidente da Junta de Freguesia tenham ficado sem resposta, como tal foi a única pessoa que o Blog contactou que recusou fazer parte desta edição especial. É lúgubre que noutras alturas previamente à posse da presidência da junta, tenha por diversas vezes solicitado publicações no Blog, e desde a tomada de posse se recuse a dialogar...

sábado, 16 de agosto de 2008

As Ilustres casas desta Vila de Caldas de São Jorge

Casa do Inácio
As Ilustres casas desta Vila de Caldas de São Jorge

http://www.savefile.com/files/1733476

6ª De 7 Entrevistas do 1º Aniversário do Blog….

Quando decidiu tornar-se Padre?
Pelos doze anos optei por ir estudar para o seminário.
Meu pai queria que e fosse serralheiro.
Fui estudar.
Aprendi bem e cheguei a Padre.
E não estou arrependido!

Como foi a sua infância e juventude?
Uma infância igual a muita gente da época.
Passear a pé e de bicicleta pelos montes,
Freguesias vizinhas, ir aos ninhos, domesticar pássaros.
Tratar da vida do campo.
Aos 8 e 9 anos tratava de três ovelhas e uma vaca.
A juventude passou-se no estudo, no convívio, teatro, passeios e festas.
Lia muito.
Num dia e numa noite li o livro de Mila18 de Leon Uris o mesmo autor do Êxodo.
Meu record de leitura!
Não andei às “gajas” se bem que na altura era muito pretendido!
Nascido a l de Novembro 1945 no domicílio, em Molar – Rebordosa – Paredes
Entrei para a Escola Primária em 7 de Outubro de 1951, entrando mais tarde sendo penalizado por ter nascido no mês de Novembro!
Completei o Ensino Primário com exame oficial em Junho de 1955.
Com 12 anos entrei Colégio Seminário de Godim – Régua
Depois os Seminários Colégios do Fraião – Braga tendo completado o Curso de Humanidades em 1962 no Liceu Sá Miranda – Braga!
1 Ano de Probatório -1962 – 1963
2 Anos de Filosofia – 1963 – 1965
4 Anos de Teologia – 1965- 1969
2 Anos de Professorado em Sul de Angola - 1969 -1971
Em 1971 – 1972 – Universidade Católica e ordenação a 16 de Abril de 1972
De 1972 - 1974 - De novo Missões do Sul de Angola, Cuanhama e outras.
De regresso em Setembro de 1974
Ao Serviço da Paróquia local de Rebordosa de 1974 a 1983
Pároco de Caldas de São de 8 de Janeiro de 1984!...
Professor com seis anos de Angola
Professor Ensino oficial 27 anos!
Com 65 anos em 1 de Novembro do próximo ano de 2008 entro no laureado de docência!
Depois a Providência dirá!!

Como é o dia-a-dia do Padre de Caldas de S. Jorge?
Levantar-se cedo e conforme o serviço.
8.30 Na Escola.
Serviço escolar.
Vinda da Escola e trabalho paroquial.
Atendimento, celebração Eucarística.
Oração diária, preparação das aulas e outros materiais para as tarefas do dia a dia.
Ao fim de semana quando tudo vai passear tenho o serviço religioso-pastoral de todos conhecido!

No próximo ano, o Padre António Machado completa 25 Anos à frente da comunidade Cristã de Caldas de S. Jorge.
Como foi a sua integração?
Sente-se bem em Caldas de S. Jorge?

Sim completam-se 25 anos com o pastor da Paróquia!
Como pastor estou e vou à frente do Rebanho!
Por vezes atrás do Rebanho para as ovelhas tresmalhadas, distraídas e preguiçosas!
O Pastor é a locomotiva do comboio da comunidade paroquial!
Como bom pastor devo ser uma boa e excelente locomotiva
e a comunidade ser umas óptimas carruagens!
Não adianta excelentes locomotivas para carruagens velhas e rodas quadradas!
Nem adiante uma comunidade de óptimas carruagens
e péssima locomotiva!
Para mim gostaria de um TGV!

A integração foi com altos e baixos.
Foi normal e adequada!

Sim sinto-me bem até ao presente!
Pelo futuro Deus providenciará!

Qual a maior virtude de Caldas de S. Jorge?
Povo empreendedor, de iniciativa e gosta de ficar bem na fotografia!
O que acho bem e revela excelente auto-estima!

E o maior defeito?
Nada a referir!

O Bispo Januário Torgal Ferreira disse uma vez que uma das tragédias em Portugal era a Igreja ser só e para a direita.
Para ele sim, porque é militar e tem que ser pela direita!
A minha opinião não é idêntica!
Cristo foi um revolucionário, um guerrilheiro pacífico que encontra sucedâneos em Mahatma Gandhi, Martin Luther King, Dalai Lama, para falar em não cristãos
e Madre Teresa, São Francisco de Assis , São Francisco Xavier para falar nos santos e bons cristãos e católicos!
Portanto a Igreja de Jesus Cristo nada tem de direita no sentido que hoje se lhe atribui!
Foi revolucionária no tempo de Cristo, continuada nos Apóstolos e Mártires e nos Santos da Igreja!
É certo que se instituiu como potentado material e temporal de Constantino ao Séc.XIX com o fim dos Estados Pontifícios.
Mas isso foi um capítulo que se encerrou!
Há quem critique a Igreja por algumas suas faltas ou pecados.
A Igreja é Santa e também pecadora!!!
A Inquisição em Portugal em todo o tempo vitimou 653 homens e 522 mulheres! Houve 26.249 penitenciados! (Fortunato de Almeida)
O comunismo no séc. XX matou 100.000.000 de pessoas!
50 Milhões na China!
25 Milhões na União Soviética!
O nazismo matou 20 milhões!
O comunismo matou em média num só dia o que a Inquisição fez em todos séculos da sua existência! (Mártires do Séc. XX – Robert Roal)

Significa isso que a Igreja no nosso país não está totalmente aberta?
A Igreja do nosso tempo abriu-se ao Mundo.
Mas o Mundo não se abriu à Igreja!
Em Portugal segue-se precisamente esse caminho quando se retira os crucifixos das escolas, se faz o simplex das separações e divórcios e se pretende explorar a Igreja nos seus pastores e fiéis seguindo o caminho do Marquês de Pombal, Mata-Frades, Afonso Costa e outros mais modernos!
Houve o Concílio Vaticano II, XXI Concílio Ecumênico da Igreja católica, que foi aberto sob o papado de João XXIII no dia 11 de outubro de 1962 e terminado sob o papado de Paulo VI em 8 de Dezembro de 1965. Mas os governantes e povo em geral não ligaram nenhum. Em 2005 fez 40 anos do seu encerramento!
Nesta data 2008, 43 anos!
Todavia é ignorado por muita gente

Posso perguntar ao Sr. Padre Machado se é de Direita ou de Esquerda?
Sou da direita na condução da viatura na estrada e da esquerda quando vou de peão!

No Vaticano II, defendeu-se o recurso a métodos artificiais para controlar a reprodução.
Mas essa parte não aparece no discurso do Papa.
Pode comentar?

No Vaticano segundo não se aprovou a pílula, nem preservativo, nem aborto, nem homossexualidade, nem lesbianismo, nem união de facto (de fato dizem outros), nem prostituição, nem pedofilia e outros “ias”
Seria interessante ler o Concílio Vaticano II como eu o fiz com o Mila 18.
O que posso comentar é que seguindo o pseudo modernismo…
Apetece-me dizer: queres seguir irmão?
Segue irmão que vais no mau caminho!!!
Acha que a Igreja está adaptada às realidades do Sec. XXI?
Mais do que qualquer instituição a Igreja está adaptada às realidades do Séc.XXI.
Sempre se adaptou em todos séculos!
Por que não nos nossos dias?
Falta mas é criatividade, inovação, muito esforço, luta, amor e carinho, entrega e até martírio!
Falemos de Caldas de S. Jorge.

O Padre Machado é considerado por muitos, como uma das pessoas mais empreendedoras na freguesia.
Considera-se como tal?

Acho-me uma pessoa normal!

Se os paroquianos têm isso em consideração é porque tem boas vistas e são muito complacentes e simpáticos para comigo!
Mas não sou tanto assim!
Que sou ambicioso para a nossa Vila de Caldas de São Jorge.
Sou.
Que a nossa Vila não tem aquilo que merece.
Não tem.
Está bem de se ver!
Disso me faço eco nos posts do Blog e até por vezes criticado.
Mas não me faz mossa.

Onde vai buscar essas forças?
É a ânsia de ver a nossa Vila bonita, bela, progressiva e acolhedora!
Mas acho que não sou compreendido …

O que está a ser feito em termos de obras na Igreja?
Na Igreja fez-se o restauro interior que ficou salvo uma ou duas excepções segundo o que eu projectei!
No exterior trata-se de se fazer a pintura, limpeza da esquadria granítica, adro interior, valorização dos espaços e acessibilidades!
Dentro um mês, penso, estar tudo pronto!

O dinheiro que está a ser empregue nas obras da igreja não poderia ser empregue noutras coisas?
Está bem empregue e falta mais!
Haja quem dê!
Todavia no espaço envolvente e Cemitério está tudo muitíssimo aquém daquilo que eu projectei e sinto-me só nesta luta e nesta guerra!
Daí que volto a afirmar que se as obras da Igreja e envolvência acima referidas são 6/6 ( a totalidade) só com o arranjo da Igreja ficamos apenas a 1/6.

Fale-nos do trabalho social e comunitário que a conferência e o centro social têm desenvolvido?
A Conferência de São Vicente de Paulo tem toda a minha confiança e recomenda-se!
Admite irmãos de coração bondoso e espírito de colaboração e de solidário!
O Centro Social Paroquial tem desenvolvido a sua acção meritíssima por parte de todas as valências tanto de carácter pastoral, social cultural.
Deve-o aos seus utentes, funcionários e particularmente à sua Direcção!
Está excelente, de parabéns e recomenda-se!
Admite colaborantes para a Fundação!


O Senhor Padre Machado é conhecido por ser um fervoroso adepto das novas tecnologias. Explique-nos lá isso.
Sim!
Sem dúvida!
Gosto das novas tecnologias!
Quem não está a par delas e não as sabe utilizar (não digo mexer nelas!) é analfabeto neste Séc.XXI.
Na questão despoletada na Educação por causa do telemóvel da Carolina Micaellis,
eu era na altura para me pôr em bicos de pés por causa e contra os telemóveis!!!
Mas não!
Atenção… a procissão ainda vai no adro!!! (vem aí a prostituição dos miúdos e miúdas, os vídeos das casa de banho das escolas e dos balneários escolares… agora é que vão ser elas!)
Mas não “ se não podes com eles junta-te a eles”! e foi o que eu fiz.
Em comunicação com adolescente e jovens digo-lhes que os telemóveis que têm não passam de simples brinquedos pintados para miúdos palermas, de simples mata pulgas a cães, com jogos de meninos de fraldas, de autênticos tijolos…
Que já há novas tecnologias de 3 G, 3Inov, via internet com e sem fios, via satélite, chips, touchs e in-touchs, pdas, que leva a ter o mundo na palma da mão e ser verdadeiro e sincero.
De resto são tretas!

Foi por isso que desde cedo se tornou um dos mais importantes colaboradores do caldas-são-jorge.blogspot.com?
Sim e não estou arrependido!
Além se convidado como administrador e colaborador deste Blog tenho 8 blogs nos quais espirro e esbracejo à vontade!
Tudo começou pela tampa ou lápide tumular do Adro da Igreja a que chamei na altura eufemísticamente “ chouriço do património”

Era conhecida a amizade que tinha com o malogrado Fernando Coelho.
Como é o seu relacionamento com o actual Presidente da Junta de Freguesia?

É verdade!
Recordá-lo-ei sempre como amigo, colaborador e autarca!
Com o actual Presidente da Junta há um relacionamento amistoso e exemplar!
Acho que os cidadãos de Caldas de São Jorge não seguem o meu exemplo, na maioria no respeitante ao Senhor Presidente da Junta!
Penso que é por ser jovem ou outros razões a que sou alheio!
Não merece da parte da população essa irreverência!
Executivo é executivo!

Como vê estas discussões mais ou menos acesas em torno da actividade da Junta de Freguesia?
Acho inúteis e descabidas!

Acha que a freguesia está no bom caminho?
Acho que não!
A freguesia parou no tempo!
Assim não pode ser cidade e está à rasca para ser Vila!
Falta muita coisa!
Um posto médico que é uma gruta para onde se cai!
Uma Igreja bonita para onde se tomba!
Um Cemitério para onde se é despejado!
Umas Termas rodeadas de malfeitores e marginais!
Era precisa mais criatividade!
Indústrias inovadoras e Know How!
Alegria no trabalho e no trabalho alegria!

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

5ª De 7 Entrevistas do 1º Aniversário do Blog….


Há quanto tempo emigrante? E em que pais está neste momento?
Estou na Suiça desde Abril de 2005.

Quando está longe de Portugal, o que é que lhe dá mais saudades?
Naturalmente, estando longe, é a minha família que me provoca mais saudades mas também sinto falta da minha terra e dos meus amigos, para os quais aproveito para enviar um forte abraço.

Conhece o Caldas de S. Jorge Blogspot?
Curiosamente tive conhecimento do Caldas de S. Jorge Blogspot por intermédio de um familiar que me alertou para o facto de ter sido publicada uma foto do meu bisavô, antigo regedor das Caldas de S. Jorge, em meados de Junho, se não estou em erro. Costuma visitá-lo?A partir desse momento passei a ser um leitor assíduo, até porque, encontrei neste blog, uma forma de "matar" um pouco das saudades quem me enchem a alma.

O que tem a dizer do seu aparecimento? Foi bom ou mau no seu entender?
No meu ponto de vista, o aparecimento deste blog serviu essencialmente para "acordar" as gentes da nossa terra, uma vez que, na minha opinião, Caldas de S. Jorge estava envolvida numa espécie de nuvem de fumo que, ora impedia a visão, ora adormecia os caldenses e era preciso que aparecesse qualquer coisa para que Caldas de S. Jorge saísse deste marasmo. Penso que o aparecimento deste blog foi exactamente este "qualquer coisa", que, em meu entender, foi deveras positivo para Caldas de S. Jorge.

Visto que o visita frequentemente, o que é que gosta mais de ver no Blog?
6° A história da nossa terra e das suas gentes é, sem dúvida aquilo que mais me chama a atenção no blog, embora eu ache que este tema poderia ser um pouco mais aprofundado, até porque, conheço algumas histórias contadas pelo meu avô (Neca da Ester), que poderiam muito bem ser retratadas neste espaço, não esquecendo também a preciosa colaboração do Sr. padre Machado e do Sr. José Pinto da Silva que, com o seu manancial de informação, possuem um conhecimento que eu considero riquíssimo sobre Caldas de S.Jorge. Também as crónicas do Sr. José Pinto da Silva e do Atento73 trazem sempre temas que merecem a minha particular atenção.

Acha que devia terminar?
O facto de se terminar com qualquer coisa, depende sempre das pessoas que a criam. No entanto considero que este blog deveria continuar na sua senda informativa.

Que temas gostava de ver mais vezes publicados?
Acho que já respondi a essa questão. A história da nossa terra e das nossas gentes.
Ao fim de um ano do seu aparecimento, acha que mudou alguma coisa na freguesia?
A esta pergunta pouco poderei responder, uma vez que vivo actualmente longe da realidade caldense. Mas pelo que tenho ouvido falar, penso que agora as pessoas estão mais atentas ao que se passa nas Caldas de S. Jorge.

Que acha da iniciativa de sair uma publicação especial em papel, para o festejar o aniversário?
Penso que é uma excelente iniciativa, dado que, desta forma, chegará informação sobre Caldas de S. Jorgeàquelas pessoas que ainda não possuem Internet.

quinta-feira, 14 de agosto de 2008

Santa Maria da Feira: Tiroteio à porta da discoteca


Dois grupos rivais envolveram-se ao início da noite numa rixa à porta da discoteca Hollywood em Lobão, Santa Maria da Feira, em que foram disparados pelo menos três tiros de pistola.

Não houve feridos e, quando a patrulha da GNR de Canedo chegou, já não havia ninguém para identificar porque os envolvidos já tinham dispersado. As autoridades policiais não têm uma explicação para o confronto entre os dois grupos. Sabe-se apenas que saíram da discoteca cerca das 20.30 horas, tendo-se envolvido numa rixa já no exterior do parque de estacionamento. Dois dos envolvidos terão ido buscar as armas ao carro e terão efectuado três disparos, um deles na direcção do estabelecimento, que ficou “cravado” na parede. Por sorte, na altura do confronto não se encontrava ninguém em frente à discoteca. Logo depois dos disparos, os suspeitos fugiram desconhecendo-se qual a direcção tomada.

4ª De 7 Entrevistas do 1º Aniversário do Blog….

Pode confirmar se a notícia dada em primeira-mão pelo blog, na qual diz que o Sr. vai ser o candidato pelo PSD nas eleições de 2009 tem fundamento?
Não posso confirmar, apenas fui abordado pelo PSD, mas ainda não existe nada em concreto.

Segundo se fala, caso seja candidato pelo PSD, será acompanhado por elementos que fazem parte da actual lista do Futuro Já, será uma verdade caso venha a aceitar?
Caso venha aceitar será possível,

Mas se vier a confirmar essa situação será um duro golpe na lista dos independentes, não acha que essas pessoas devem deixar de fazer parte activa da lista FUTURO JÁ?
Eu pessoalmente, acho que em parte devem deixar, de outra forma acho que não. Pois no meu entender eles tem de agir da forma que acham ser correcta, no entanto algum tempo ante têm que decidir de que lado vão ficar, e naturalmente aí sim.

Se fosse neste momento presidente da junta, qual seria a obra que realizaria imediatamente?
Primeiro; tentava organizar a junta de freguesia, como se sabe não existe organização nesta instituição. Depois passava para os trabalhos básicos, nomeadamente como as limpezas. Depois de ver a situação financeira da junta, é que poderia saber que obras em concreto podia avançar.

Sendo morador de Arcozelo qual é a sua opinião sobre as pedreiras?
As pedreiras, quando eu fui para lá viver elas já existiam, como tal se eles trabalharem dentro da legalidade, só temos que deixa-los trabalhar.

Como vê a comparticipação dos proprietários das pedreiras, nas obras da Junta de Freguesia, nomeadamente na construção do calvário?
Eu acho positivo, visto serem contrapartidas, que as pedreiras têm por obrigação dar, visto prejudicarem bastante a população, tem como obrigação colaborar nesse sentido

Sei que tem participado activamente em associações e actividades na freguesia, pode-nos nomear algumas dessas associações e actividades na qual tem sido um elemento activo?
A Associação de Pais; No Carnaval; Comissão de Festas e a Associação dos Moradores de Arcozelo.

Acredita que o prazo dado pelo presidente da junta para ter a ilha a trabalhar a 100% vai ser comprido?
Não vai ser comprido.

Agora que o caldas-sao-jorge@blogspot.com, vai fazer um ano de existência, acha que foi bom ou mau, para a freguesia o aparecimento dele?
Eu acho que foi bastante interessante, embora ache que as pessoas deviam entrevir não como anónimos, mas sim assumindo mais um bocado. Mas acho interessante, e tem tido temas, bastante interessantes.

Costuma-o visitar?
Sim.

Como vê a recusa do actual Presidente da Junta de freguesia, em responder e dar uma entrevista para esta edição especial do Blog das Caldas?
Eu acho que na posição em que ele está, ele deveria aceitar e dar a cara. Ele só tem é que como entidade oficial, responder.

E aos cidadãos das Caldas de S. Jorge, como aconteceu na última Assembleia de Freguesia?
Acho que posição que ele está ele só tinha era que ter humildade e responder, se ele já tinha respondido, tornava a responder, exemplificando melhor as suas respostas.

Esta opinião é mesmo o que sente, ou gostava dizer coisas que não se atreve a falar publicamente?
Na generalidade é o que sinto.

quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Da navegabilidade do Rio Uima ... de Crestuma ao Engenho !!!

Da navegabilidade do Rio Uima ... de Crestuma ao Engenho !!!
Com porto e praia fluvial para Azevedo...


Está para se lançar um estudo do projecto acima referido!
O impacte ambiental e protecção às aves, mamíferos e peixes não será descurado!!
Os barcos a utilizar serão de fundo chato-tipo bateaux mouche do Sena - Paris - France!
Serão movidos se possivel a energia solar,
a electricidade
ou por tracção cavalar ou mular
em passeios apropriados para ambas as margens!

Dicionário geográfico do ano de 1758

Arquivado na Torre do Tombo

Vol. 18 – Nº 34 – Folhas 241

Notícias do Abade de S. Jorge

Respostas aos interrogatórios:

Ao 1º – Esta freguesia de S. Jorge está situada na província da Beira Baixa; pertence ao bispado do Porto, comarca da Esgueira, no secular e no eclesiástico à Feira e do termo da cidade do Porto.

Ao 2º – É terra do donatário; o qual, no presente, é o sereníssimo Infante D. Pedro.

Ao 3º – Tem 5 lugares, nos quais tem 112 vizinhos ou fogos, e 406 pessoas eram os menores e ausentes dela por pouco tempo.

Ao 4º – Está situada em um vale com um monte mais alto da parte do poente, pela qual vai à estrada de Lisboa para a cidade do Porto;

por causa do mesmo monte se não descobre dela terra alguma para a parte do poente;

porém para a parte do nascente e norte se descobre alguma parte das freguesias de Lobão e Sanguedo;

e para o sul se descobre parte da freguesia de Pigeiros;

e tudo fica em distância de meia légua, pouco mais ou menos.

Ao 5º - Não tem termo seu, antes pertence as da cidade do Porto, e concelho de Vila da Feira.

Ao 6º - A Igreja paroquial, qual à matriz de S. Silvestre, de Duas Igrejas está a alguma coisa dos logares, e mais próxima do de Caldelas – Tem a freguesia 5 logares, a saber: Caldelas, Casalduido, Arcozelo, Azevedo, e Sé.

Ao 7º - O orago ou padroeiro é S. Jorge.

Tem a igreja 5 altares:

- o Altar-mor, no qual está o Santíssimo Sacramento,

e da parte do evangelho está as imagens de S. Jorge (e de São Lourenço – sic agora não está nada);

e da epistola a de S. José;

os altares laterais estão dois da parte do evangelho,

e dois da parte da epistola,

no corpo da igreja;

no 1º da parte do evangelho está uma imagem grande de N.S. Jesus Cristo Crucificado;

no segundo da mesma parte a Imagem de S. António

– da parte da epistola no 1º está a imagem de N.S.ª do Rosário, e de N. S.ª da Graça, e a de Santa Ana,

e no 2º ou ultimo está a imagem do Mártir S. Sebastião.

Não há nela irmandade alguma.

Veneram-se os Santos com as esmolas que os moradores, digo os mordomos anualmente tiram pelo tempo de S. Miguel pelas portas dos moradores da mesma freguesia.

Ao 8º - É a abadia da regra 8ª da apresentação das religiosas de S. Clara da cidade do Porto, em que o Senhor ordinário tem os mezes da sua alternativa; manda 500 mil reis, pouco mais ou menos, de que paga ao Santo ofício 50000, e de pensão ao meu antecessor, que reservou quando renunciou, 227 mil reis.

Ao 9º – Não tem beneficiados.

Ao 10º – Não há no distrito dela convento algum.

Ao 11º – Não tem hospital;

Ao 12º – Não há nela casa da misericórdia;

Ao 13º – Não há no distrito dela ermida nem capela.

Ao14º – Não nela romagem alguma.

Ao15º – Os frutos da terra que os lavradores cultivam e colhem em mais abundância são: milho, centeio, e algum vinho verde.

Ao 16º – Não tem juiz ordinário, e está sujeita ao juiz de fora, ouvidor, e mais justiças da dita vila da Feira.

Ao 17º – Não é couto, cabeça de concelho, nem honra.

Ao 18º - não há noticia quem dela houvessem ou dela saíssem homens em virtudes, letras, ou armas; em tudo é gente comum.

Ao 19º - Não tem feira alguma franca, nem cativa.

Ao 20º - Não tem correio.

Usam os mercadores dela de que vem à vila da Feira, que lhe fica distante uma légua e as pessoas que melhor querem segurar os seus negócios usam dos da cidade o Porto, cabeça de bispado.

Ao 21º - 4 léguas, e da de Lisboa, cabeça do Reino 48 léguas.

Ao 22º - Não tem privilégios, nem antiguidades algumas mais do que a tradição de que no rio Uíma, que por ela passa no distrito ou sitio do mato da Negrinha, Passais, d’esta Igreja, houveram uma caldas que se desfizeram para se romper uma pedreira no mesmo sítio, no qual ainda há sinais de água tépida que curte linhos verdes em rama em 3 ou 4 dias, sendo necessário 8 dias e mais em outros sítios; e no tempo de Verão se conhece um laço por cima da água a modo de enxofre.

Ao 23º – Não há nesta freguesia nem parte d’ela fonte ou lagoa célebre.

Ao 24º – não há porto de mar.

Ao 25º – Não é murada nem praça d’armas, nem tem castelo ou torre.

Ao 26º – No tempo do terramoto não sucedeu nesta freguesia coisa de que se possa fazer menção.

Ao 27º – Não há coisa que se possa declarar neste lugar.

Ao nº 2º

1º - Não há n’esta freguesia serra, mais do que uns montados, que só produzem queiró e pedra grosseira.

Ao nº 3º

1º - Corre pelo distrito desta freguesia o rio Uima, que nasce e principia na freguesia de Milheirós de Poiares e passa pelas terras de S. Martinho de Escapães e Pigeiros.

2º - Não é caudaloso no seu princípio; porém corre todo o ano, sem secar de todo no Verão.

3º - Até aos limites d’esta freguesia não entram nela outros rios.

4º - Não é navegável por pequeno e ter lavados.

5º e 6º - Corre do sul para o norte, e é mais arrebatado em algumas partes.

7º - Cria bogas e trutas em pouca quantidade.

8º - Não n’ele outro género de pescarias.

9º - Pode n’ele pescar toda a pessoa que quiser.

10º - Cultivam-se em partes as sua margens, mas não onde passa por matos e montes e maninhos, pois n’estas criam as terras somente tojo, arvores de carvalhal e outras semelhantes.

11º - Não se sabe que as suas aguas tenham as presentes virtudes particulares especialmente perto d’esta freguesia.

12º - Conserva em toda a parte o mesmo nome nem se sabe que em algum tempo tivesse outro.

13º - Morre no rio Douro, no qual se vai meter entre os sítios de Carvoeiro e de Arnellas.

14º - Tem levadas e açudes bastantes, por cuja razão, ainda que mais águas tivera e levara não podia ser navegável.

15º - Tem no sitio d’esta freguesia 2 pontes estreitas de pau para passar gente, e uma também de pedra larga que passam carros põe ela e se administram pela mesma os sacramentos aos moradores do lugar d’Azevedo.

16º - Tem alguns moinhos no distrito desta freguesia, e nos sítios inferiores tem abundância deles e alguns pizões, e não tem engenho alguns nem noras.

17º - Não há noticia que em tempo algum saísse nele oiro.

18º - Usam os povos livremente das suas águas para regar os frutos nos campos circunvizinhos.

19º - Terá 3 léguas pouco mais ou menos desde o sitio em que nasce até ao em que se mete no Rio Douro e todos os lugares por onde passa são de pequena povoação;

20º - Não há que responder a este interrogatório.

Por ser verdade hoje 16 de Abril de 1758.

S. Jorge

O Abade Caetano de Azevedo

3ª De 7 Entrevistas do 1º Aniversário do Blog….



Agora como coordenador da secção de Caldas de S. Jorge do PS, vai ser o candidato à Junta de Freguesia em 2009?
Como disse aquando da minha eleição conjunta para a Comissão Politica Concelhia e para o Secretariado da Secção, estou e estarei sempre disponível para aquilo que o Partido Socialista precise. Se a necessidade do mesmo for a minha Candidatura, desde que seja o melhor para a Freguesia, para o PS e para mim porque não? Apesar disso penso que o PS tem em caldas de São Jorge nomes, no mínimo interessantes para ocupar o lugar que, como espero, será deixado livre pelo actual Presidente de Junta.

Quem gostaria que fosse o candidato à junta pelo PS?
Mentiria se disse-se que não tenho um possível candidato em mente. Contudo, e apesar de a escolha passar não só por mim, penso que ainda é cedo para lançar nomes para a Praça Publica. Ainda muita água chegará aos moinhos até 2009 ...

Qual é a sua opinião da escolha de Manuel Vilar para encabeçar a lista do PSD?

Pessoalmente não conheço o Sr. Manuel Vilar. Não posso falar muito acerca dele, nem o quero fazer na medida em que, segundo as informações que tenho, não está confirmado que este seja o candidato dos Sociais-democratas. Sinceramente não creio que seja...

No seu ponto de vista como tem sido o trabalho da actual Junta de Freguesia?
Precário. Muito falta fazer para que pelo menos sejam cumpridas as bandeiras de campanha.

Como se sente depois de ter perdido a liderança do PS Feira, para o candidato Alcides Branco?
Muito bem. Como disse logo no encerramento das urnas ao meu opositor, estaria disponível para trabalhar com ele. É isso que tenho feito e continuarei a fazer, sempre em prol de um PS Feira mais coeso e mais forte.

Segundo sei foi uma das pessoas que apresentou queixa sobre as esplanadas. Porquê?

Apresentei uma queixa na Câmara Municipal contra a abertura das esplanadas na medida em que estas não estão a cumprir o caderno de encargos. Devo dizer que apresentei esta queixa não como Coordenador do PS Caldas mas sim a nível pessoal, pois, juntamente com alguém ligado ao ramo hoteleiro eu seria um dos candidatos à exploração da mesma se a abertura fosse antes do EURO2008. Como tal senti-me lesado e apresentei a queixa, queixa esta que ainda não obteve resposta.

Certamente já ouviu falar do Blog das Caldas, que acha do seu aparecimento?
Quem não ouviu falar? Sou leitor (apenas leitor) assíduo. Penso que se deveria optar mais pelo debate fundamentado e não tanto pelo diz que disse.

Como vê a recusa do presidente da Junta de responder a uma entrevista a este jornal que vai ser publicado? Mesmo sabendo que ele já deu entrevistas a outros Blogs congéneres.
É típico... Não vou comentar

Na sua opinião o aparecimento de um jornal, dedicado à freguesia era bom ou mau?
Qualquer meio de comunicação numa freguesia é muito bom... Bem-haja todos os que trabalham para que este jornal seja uma realidade.

terça-feira, 12 de agosto de 2008

2ª De 7 Entrevistas do 1º Aniversário do Blog….

Ainda se lembra quando começou nas lides do atletismo com o nome de Caldas Sport Clube?
Na minha ideia o atletismo com o nome de Caldas de S. Jorge Sport Clube, foi na altura que se iniciou o futebol, porque até lá era meia dúzia de amigos, creio que em 1984, mais coisa menos coisa.

Os mais sépticos em Caldas de S. Jorge, dizem que o atletismo terminou com a construção da pista de atletismo?
De modo nenhum, a pista de atletismo tem sido o suporte do atletismo em Caldas de S. Jorge, evidente que eu não sei o que as pessoas consideram atletismo em Caldas de S. Jorge, mas tivemos sempre uma dúzia ou duas de atletas não em competição propriamente dito, não federados, mas a pista esteve sempre em funcionamento.

Mas ainda se lembra do tempo em que se juntava muita gente em frente às termas para correr?
Mas isso era antes do Caldas S. Jorge Sport Clube, em que se juntavam mais de 60 pessoas, era uma altura em que meia dúzia de amigos, Eu, o Barroca, o Quinzinho, vinham mulheres, garotos, nessa altura nós treinava-mos nas Termas, com o Carlos Barroca a fazer alguns exercidos físicos, depois começamos a correr, então mais tarde que se começou a levar mais a sério, nomeadamente quando se formou o Caldas de S. Jorge.

Quais as diferenças que sente do atletismo dessa altura do de agora?
Os velhos continuaram da mesma forma, por isso estou convencido quando os velhos acabarem o atletismo também vai terminar, apesar de há dois anos para esta parte, tenha surgido novos atletas que tinham abandonado, e regressaram o atletismo está mais forte nesse sentido, no entanto acho que quando Eu, e mais dois ou três acabarem, vai ser difícil. Caldas de S. Jorge é diferente de todas as Parvónias, não sei porquê!!! Não sei!!!, ainda me falta saber porque é que os outros têm e nós não temos. No meu entender tem faltado em S. Jorge um professor de educação física, uma pessoa mais culta no aspecto desportivo, para incentivar ainda mais o que tem acontecido. Não esquecer que nós levamos longe o nome de S. Jorge, isso que ninguém tenha duvidas. Com a veterania, meia dúzia de atletas, não somos bons mas estamos lá, pois não andamos a correr para ganhar nada, estamos só pela saúde, pela convivência entre pessoas e isto é que é realmente mais importante. Acho que o atletismo não acaba tão cedo simplesmente por essa situação.
Em relação aos novos, quiseram organizar um bocado mais as coisas, e não sei até que ponto poderá ser, ou não viável!!! Eu acho que não, lamento um bocado mas acho que não. No meu entender todos os atletas do Caldas de S. Jorge, levaram isto como tempo de lazer, por brincadeira para se divertirem, e nunca houve, não sabendo se será a falta de uma pessoa estratégica, para realmente organizar o clube em termos de federar, e levar as crianças para a associação de atletismo de Aveiro, não sabendo se passa por aí.

Durante muito tempo, o grande prémio de atletismo foi organizado por si, tendo deixado de se organizar durante alguns anos, recentemente foi ressuscitada. No seu entender como acha que tem corrido esta prova?
A prova quando era feita por mim... não, não era feita só por mim, não sou só eu que organizava, eu tinha a ajuda dos meus companheiros, que sempre me apoiaram e de facto, na nossa prova eu dava a cara, pedia dinheiro, ia à associação, mas tinha mais dois ou três colaboradores, e que ainda hoje fazem parte da colectividade. A nossa prova era de facto muito boa, muitíssimo boa mesmo, o não continuar foi exactamente por não querer assumir, ser sempre a mesma pessoa a fazer. Tentei parar um, ou dois, ou mesmo três anos, para se havia alguém que pegava nela, mas infelizmente foram muitos anos que esteve parada.
Quando o Jorge foi presidente da direcção do futebol, tentou, e organizou uma prova que não correu muito bem, mas a partir dessa data, nunca mais ninguém deixou de fazer. Agora os novos estão a dar seguimento, estando convencido que eles vão fazer uma rica prova no próximo ano, este ano acho que vão fazer um bocadinho melhor, porque eles têm algum dinheiro, pois não é o problema financeiro que tem impossibilitado a organização da prova. Quando eu deixei de organizar a prova não foi por falta de dinheiro, eu tinha o apoio das pessoas de S. Jorge todas, chegando ao ponto de dizer “Ilídio compra e apresenta a conta”, eu só não continuei, porque vinha-mos de uma ditadura, e andava farto de ouvir as pessoas durante 50 anos que estavam fartas de ser mandadas pela mesma pessoa. Eu perguntava, porque é que tenho de ser sempre Eu??? Pois não queria. Simplesmente por esta razão, pois fazia-se a prova sem problema nenhum, agora estão os novos, em termos de prova, acho que vão continua-la a fazer e bem feita.

Mudando um pouco de desporto, diz-se que o futebol pode terminar novamente no final desta época! Como vê essa possibilidade?
Eu costumo ser muitas vezes pessimista em relação a essas coisas, e a conversar com o Couto, pois é o meu companheiro de treino, acho que não vai ser fácil aparecer alguém que assuma o futebol. O Bé tem sido excelente, mas é sempre o velho problema as pessoas cansam-se, e acho que falta alguma coisa...estava-mos a falar do atletismos, mas no futebol parece ser a mesma coisa. Fora de S. Jorge, aparece sempre um Sr. da terra, que aparece, depois à volta dele surge uma quantidade de pessoas e as coisas rolam, e aqui esses senhores nunca aparecem, e por isso S. Jorge vai ter bastantes dificuldades. Oxalá que apareça outro Bé, que este está a ficar realmente cheio de tanto trabalho, pois é uma responsabilidade muito grande, e é pena que hoje em dia já tem 4 ou 5 equipas, que é muito bom. É não esquecer, que essas crianças são o futuro de amanhã, e o futebol é muito mais fácil de conseguir atletas que propriamente o atletismo. Não se pode esquecer que o atletismo é feito normalmente em estradas, tem que se ir para longe etc., enquanto eles, treinam todos no campo de futebol, tem a carrinha que os vai levar, acho mais fácil o futebol. Quanto à questão financeira, é muito mais difícil no futebol, visto que no atletismo que é o carro hoje levas tu, amanhã levo eu, e normalmente não se paga nada. No entanto agora começa-se a pagar, e eu sou um atleta diferente dos outros todos, pois não represento S. Jorge quando as corridas são pagas. Nós agora para fazer uma inscrição tem de se pagar, e eu que ando no desporto por amor à causa, acho que não pode ser o atleta a pagar, felizmente posso pagar também como os outros, mas acho que é uma aberração, não recebo prémios, mas não interessa, estou na corrida, uso uma camisola diferente para não confundir com os de S. Jorge. Quando existe corridas como no dia 25 de Abril, 1 de Maio, corridas dessas que não é necessário pagar, eu corro sempre com a camisola do S. Jorge. Os outros entendem que devem pagar, eu aceito, cada um tem a sua forma de estar no desporto.

A Pastelaria S. Jorge era conhecida por ter centenas de taças expostas, recentemente sofreu obras de remodelação e esses troféus foram retirados. Pode-nos dizer o que é que foi feito desse espólio desportivo?
Posso, o espólio foi todo para o campo de futebol. No tempo do falecido Fernando Coelho, chegou-nos a ser prometido uns armários para os troféus que estavam em melhor estado, visto algumas estarem bastante degradadas. Depois acabaram por ir todas para lá, depois julgo que houve um assalto, pois não sei se ouve ou não, embora aquilo só tenha o valor estimativo, pois está ali muito suor. Na altura foi a forma que eu encontrei para ter muitos atletas comigo, o ganhar uma medalha, o ganhar uma taça fez com que a gente avança-se, e agora já estamos há quase trinta anos, na estrada a ganhar troféus. É de lembrar que ganhamos sempre, pois ganhamos muitos amigos e é sem duvida o melhor troféu sem sombra de dúvidas.

No seu caso aplica-se o ditado “atrás de mim virá, quem bom de mim fará”?
O ditado é velho, e atrás de mim virá alguém, até porque não somos eternos. Eu costumo dizer muitas vezes por graça, que o que virá será sempre melhor que eu, o que vai vir atrás de nós é melhor. Neste caso não sei se será assim, muito honestamente eu tenho muito receio que o atletismo vá ter continuidade quando os mais velhos acabarem, e que vamos acabar, eu tenho muito receio que isto vá para a frente. Se surgir efectivamente uma pessoa que esteja ligada ao desporto, nomeadamente um professor de educação física, pois são Jorge tem capacidade como os outros. É de salientar que o atletismo não é preciso grande dinheiro, e felizmente temos quem compre os equipamentos, à parte disso é comprar umas sapatilhas por ano.

Qual é a obra mais necessária no seu entender para o atletismo das Caldas de S. Jorge?
No meu ponto de vista é ter a pista sempre em condições de praticar o desporto. Quanto aos jovens o maior pedido é de facto os balneários, no entanto acho que nem dez porcento vai utiliza-los, mas depois de estar lá se calhar começam a tomar banho lá. Mas este é o meu entendimento, mas uma coisa é certa aquilo está a necessitar, em termos de cobertura, visto o Zé já lá ter posto os canos, tendo agora agua quente, mas uma coisa é certa ter água quente e não estar vedado por cima, não faz sentido nenhum.

Já ouviu falar do Blog das Caldas de S. Jorge?
Ouvi, ouvi falar várias vezes, mas eu sou alérgico a computadores, ouve-se dizer, que já está no blog.

O que é que acha do aparecimento do jornal da freguesia?

Eu sou sempre da opinião que coisas novas devem surgir, no entanto acho a freguesia um bocado pequena, mas existe sempre notícias interessantes. Não direi um semanário, um mensal talvez fosse interessante, pois no meu caso eu não vou ao Blog, mas se sair um jornal eu leio de certeza absoluta.

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

1ª de 7 Entrevistas do 1º Aniversário do Blog….



Agora como elemento da oposição como tem sido o trabalho da actual junta de freguesia?
Do trabalho da actual Junta de Freguesia, vejo que eles estão a abrir muitas frentes de obras, estão a fazer muitas coisas, apesar de não saber se eles tem suporte financeiro para fazer, ou se tem alguém a financiar, há quem diga que estão outras pessoas por detrás com interesse a financiar, mas sou como o S. Tomé gosto de ver para crer.

Que acha da obra que a actual junta está a fazer no fontanário de Casaldoìdo?
Em relação ao fontanário, acho bem, gosto, e naturalmente que eles se inspiraram no fontanário de Pigeiros com duas bicas, pois facilita as pessoas encherem a água. Quanto ao lavadouro sinceramente não acho que esteja muito bem primeiro está muito fundo, segundo tem uma entrada em que uma mulher não passa uma pela outra, ficam lá encurraladas atrás. Acho que aquela obra, principalmente o lavadouro é para fazer favores e pagar votos, porque os consortes daquela preza na maioria são familiares dum elemento da junta, que apoiaram o “Futuro Já”.

Como é o agora dia-a-dia fora da Junta de Caldas de S. Jorge?
Devo dizer que concorri para ganhar, não ganhei, fiquei desanimado, mentia se dissesse o contrário, mas hoje estou todo contente porque tenho tempo disponível, a freguesia de S. Jorge é bastante difícil de gerir porque há muitos críticos e pouca gente que colabore e de maneiras que agora tenho umas propriedades tenho máquinas e entretenho-me em casa, principalmente quando não tenho que fazer dedico-me a fazer um bocado de artesanato em cantaria, em granito e passo bem assim o meu tempo.

Essa ocupação de fazer miniaturas, tem sentido comercial, ou é mesmo só por gosto?
Eu faço isto apenas por gosto, gosto de expor, gosto de mostrar às pessoas, mas não é para vender. Já disse a um jornal local e confirmo que se houver, quer nas Caldas de S. Jorge, quer em Lobão que foi a terra que nasci e ainda tenho ligações fortes lá, se houver um rancho folclórico que construa um museu ou uma Junta de Freguesia que faça um museu eu ofereço estas peças para ficarem, visto que felizmente ou infelizmente, não tenho filhos e os meus sobrinhos não vão ligar nada a isto, pois era meu gosto doar estas peças a quem preserva-se para toda a vida.

Como vê a criação da “escola velha” num espaço museológico para expor quer as suas peças, quer peças ligadas à igreja como a “Carreta Fúnebre” entre outras?
Via com muito bons olhos, e acho que devia-se pensar de facto nisso. Em relação há carreta, sei que em Lobão existe, em S. Jorge não sabia que existia, quando a vi no Blog gostei muito e ainda bem que houve alguém que a descobriu e lembrou-se de mostrar ao povo que ela existe. Em relação da escola, acho que era um local ideal e até devo dizer que a Junta em vez de andar a fazer algumas obras para fazer favores a este ou aquele, que é o caso do campo de erva ou relvado, que eles querem fazer ali, porque é que não se une esforços para o terreno do Dr. Raul, pois no tempo que eu estive na Junta, chegou a haver alguns contactos, e com a Câmara comprar aquele terreno para fazer ali um pólo escolar, e libertar essa escola para esses fins, e assim achava muito bem.

Como vê a comparticipação dos proprietários das pedreiras, nas obras da Junta de Freguesia, nomeadamente na construção do calvário e do campo de futebol relvado?
Tudo o que seja para beneficio da freguesia eu apoio, agora o que me custa a engolir é que essas obras sejam feitas à custa das pedreiras, quando no passado a Comissão de Moradores, o próprio Presidente da Junta protestava contra as pedreiras, e agora só que as pedreiras já tem outra firma agora estão calados e pela surdina andam a buscar estes apoios para a freguesia. Quer dizer a freguesia vai ser beneficiada naturalmente à custa do povo de Arcozelo, porque esse lugar vai sofrer com toda a certeza, porque na minha opinião a outra pedreira vai ser novamente reactivada e além de tudo isso é a poluição do rio como se viu recentemente. De maneira que estar a receber benefícios à custa de outros prejuízos especialmente no ambiente.

Sei que tem participado activamente em associações, na rádio e em actividades na freguesia, pode-nos nomear algumas dessas associações e actividades na qual tem sido um elemento activo?
Desde novo que eu gostei de fazer parte do associativismo, já em novo fazia parte da juventude agrária católica, era responsável pelos adolescentes. Depois na tropa eu fiz parte da obra do soldado de Moçambique, tendo vindo para cá fui director do futebol de Lobão, tive dez anos no Rancho S. Tiago de Lobão, na qual fui presidente, tesoureiro, passando um pouco por tudo. Aqui estou no Rancho “As Florinhas”, e na rádio já estou há dezoito anos, é um programa semanal, que vai para o ar ao Domingo entre as 7:00h e as 10:00h, em que a musica é tradicional, procurando-me documentar com documentos de rezas, superstições etc., e o programa é baseado nisso.

Acredita que o prazo dado pelo presidente da junta para ter o ilha a trabalhar a 100% vai ser comprido?
Não, nem pensar nisso, então faltam 40 dias ou perto disso, por isso nem vale a pena pensar. É outra lacuna da Junta de Freguesia, pois quando lá estive, eu batalhei para que se pusesse à concessão para este verão, para esta época a partir de Março até Setembro, uma esplanada ali, para que desse vida àquele local que está morto, o que vai acontecer, é que não vão ser feitas obras nenhumas neste verão e as pessoas vão fugir da zona de lazer, indo para Fiães para o monte das pedreiras.

Agora que o caldas-sao-jorge@blogspot.com, vai fazer um ano de existência, acha que foi bom ou mau, para a freguesia o aparecimento dele?
Devo-te dizer que de computadores não percebo nada, mas a partir do momento em que saí da Junta, tenho mais vagar e gosto de ver, pois dou os meus parabéns ao Blog, porque embora haja muita gente que faz criticas desnecessárias é uma coisa boa para a freguesia, porque se sabe de muita coisa que não se sabia se não houvesse o Blog, pois dou os parabéns ao administrado do Blog.

Como vê a recusa do actual Presidente da Junta de freguesia, em responder e dar uma entrevista para esta edição especial do Blog das Caldas?
Não sei se compreendi bem, ele recusou-se dar a entrevista!!! Eu sei que infelizmente o Blog às vezes cai-lhe em cima e as pessoas não são capazes de viver em democracia. Ele já sabe que ao ir para o lugar de Presidente de Junta tem que ouvir as criticas que as pessoas lhe disserem, algumas naturalmente injustas, mas a democracia é isso mesmo. Mas a mim não me admiro pois eu lidei com o Sr. José Martins, e sei que ele é assim. Nós temos a prova na última Assembleia de Freguesia, em que ele recusou falar a dois cidrões da Freguesia.

Esta opinião é mesmo o que sente, ou gostava dizer coisas que não se atreve a falar publicamente?
Acho que o essencial já está dito, quero dizer que não interpretem as minhas palavras por estar ressentido por não ter ficado na Junta de Freguesia, porque eu nas eleições fui acusado de não ser da freguesia e de querer ir para Lobão, eu que vim para aqui em 1967, pois estou aqui nas Caldas de S. Jorge à 41 anos, nunca deixei de votar aqui nas Caldas, pois recenseei-me aqui, fiz a minha vida sempre em Caldas de S. Jorge, naturalmente tenho a minha família em Lobão, fiz parte das colectividades lá e tenho lá as minhas raízes, também colaboro com Lobão, até tenho sido um pouco sacrificado com isso batem-me à porta para as associações, para as festas de Lobão bem como para as Caldas, e eu tenho que dar em duplo.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL