quinta-feira, 30 de julho de 2009

Polémica entre « Casa da Gaia » e Junta de Freguesia de Caldas de S. Jorge…

Na sequência do cancelamento do espectáculo “Danças do Mundo” a Casa da Gaia, vem transcrever os factos do que de facto aconteceu…

Exmos Senhores,
Em seguimento dos comentarios escritos relativamente ao "DANÇAS DO MUNDO", a CASA DA GAIA, como instituição idónea e responsável pela organização do mesmo, vem por este meio esclarecer a população das Caldas de S. Jorge do seguinte:

A Casa da Gaia tem todo o gosto em deslocar a todas as freguesias do concelho incluindo as Caldas o Danças do Mundo, como acontece à vários anos.Para tal contactou com a devida antecedência o presidente da Junta de Freguesia de Caldas, de S. Jorge - Sr. José Martins a solicitar a data que pretendiam receber o Danças do Mundo.
Após poderar entre o dia 19/07 e dia 26/07, ficou acordado receber o evento no Dia 26 de Julho pelas 16:00.
Pra conhecimento de todos o " Danças do Mundo" só é possivel se deslocar a uma freguesia com o conhecimento e apoio logistico da referida junta(Palco e som).

Agora pergunto, como é possivel Junta de Freguesia apoiar dois eventos e só se lembrar que coicidem em hora e dia somente na sexta feira passada com o envio do seguinte e-mail que passo a transcrever.

"Exmos. Srs. Vimos por este meio informar que por motivos de incompatibilidade de horário, só nos é possível realizar o vosso espectáculo a partir das 18 horas, e seria como ano anterior no coreto junto ao ilha bar.Caso não seja possível da vossa parte, informamos que seja então cancelado o espectáculo, pois não nos é possível com outras condições.
Atenciosamente
Presidente da Junta J. Martins
-
24/07/09
-
18:27

Infelizmente a resposta da Casa da Gaia teve que ser negativa uma vez que conforme foi publicitado e divulgado na comunicação social na Noite de 26 de Julho a casa da Gaia promoveu na freguesia de Argoncilhe a GALA DE ENCERRAMENTO do Danças do Mundo o que à partida nunca poderia satisfazer o pedido da junta de realizar o danças do Mundo às 18 horas.Posto isto, é lamentavel que um dos eventos de referÊncia do concelho que tem como objectivo promover o concelho e dar a conhecer o que melhor temos por cá seja tão pouco dignificado.

A todas as juntas que nos receberam e colaboraram com a associação o nosso muito obrigado e fazemos votos para que o Danças do mundo - edição 2010 seja ainda melhor que este ano.
Bem hajam
29 Julho, 2009
20:18

A (des)credibilização da política...

A política está em baixa. De facto, nos últimos anos, tem vindo a ser desenvolvida a ideia de que ser político é mau e o que seria necessário era o aparecimento de pessoas técnica, política e socialmente competentes. Diz-se até, por alguns círculos, que a actividade política (partidária) começa a ficar "muito ao nível do assalto à mão armada".

Se, ao nível mais alto da política portuguesa, a tecnocracia está a invadir a área presidencial (veja-se que sendo o Presidente da República um cargo eminentemente político, já se fala que ainda bem que o Presidente percebe de economia), à medida que vamos descendo o patamar dos cargos políticos a coisa vai-se “ajustando”... para pior.

A permanente “disponibilidade dos mesmos… de sempre” continua omnipresente. Ele é uma candidatura a um qualquer lugar de Bruxelas, ele é a candidatura a uma qualquer câmara do país, ele é o “esforço” de fazer o favor de se sentar na Assembleia da República por mais quatro anos. Se não for num, pelo menos que haja a garantia de que se é “encaixado” no outro.

Já ao nível local, a coisa, embora a outro nível, também não deixa de ter o seu “quê” de “interessante”(?).

Se outrora para se ser candidato a uma qualquer câmara municipal ou junta de freguesia, havia que demonstrar, junto da dita sociedade civil, a bondade profissional e social de cada indivíduo, agora, a falta desses predicados não significa o não aparecimento de gente cuja experiência se resume a pouco mais que nada (mas que de tudo julga saber)…

Claro está que alguns dirão “…as portas sempre estiveram abertas… porque só agora… quem pode não se quer aborrecer e expôr… a democracia não escolhe idade, credo, cor, profissão…”, e por aí fora.

Tenho sobre isso, uma opinião clara. Provavelmente haverá que a não compreenda. Mas é a minha opinião. Fazer política é, fundamentalmente pensar. Falar. Quanto mais se está nas hierarquias políticas dos órgãos, menos se deveria ter uma atitude de gestão da carreira e de aparelho partidário, e muito maior deveria ser a atitude política e retórica do indivíduo.

Fazer política é também tomar decisões, mas não deve ser fazer contas. Se calhar, nem sequer é explicar contas. A responsabilidade é outra.

Fazer política é, por isso, saber ouvir, tomar decisões, escolher os melhores intervenientes e saber explicar. Falar. Demonstrar razão. Razão política. Apontar desígnios estratégicos de desenvolvimento.

Mas, nos últimos tempos, anda tudo trocado. Tudo se questiona. Com e sem argumentos (quase sempre).

Aliás, a falta de argumentos, as inverdades, a falta de vergonha e por vezes a calúnia são as características mais visíveis nos meios que se dizem políticos.

Mas continuo a afirmar que não pode valer tudo. As invejas, as “trocas”, o dito pelo não dito, o aproveitamento e apropriamento indevido de algo são coisas muito feias…

É por isso que as pessoas se afastam. É por isso que cada vez mais a abstenção se torna no destino mais provável do voto de muitos portugueses.

Porque muitos dos “políticos” que hoje despontam, não conseguem falar. Porque além de não terem aprendido a ser (bons) políticos, não são sequer bons técnicos.São, entretanto, indivíduos que vamos ter que ir aguentando. Com ou sem razão!


(Post Scriptum: Post não direccionado. Apenas o pensamento de alguém que… anda por aí…)

In www.certasconfidencias.blogspot.com

O BE está solidário com todos os trabalhadores do sector corticeiro que vivem momentos difíceis.


Sector da Cortiça vive momentos difíceis, os pedidos de insolvência e salários em atraso sucederam-se nos últimos meses.

Para o Bloco de Esquerda, esta situação de quase calamidade no sector acontece por inoperância dos sucessivos governos.

O famoso plano de salvação do sector corticeiro, foi como afirmou na altura o BE, apenas e só, uma operação de Marketing com o objectivo único de esconder a realidade do sector.

Encerrar hoje uma empresa é muito fácil, não havendo praticamente qualquer penalização para os proprietários que enriqueceram à custa dos trabalhadores.

Enquanto encerram muitas empresas, as frotas automóveis e os bens patrimoniais dos donos dessas empresas não são minimamente beliscados.

Para o BE este governo com a legislação que criou e aprovou, facilitou a vida de quem quer despedir. O despedimento na “hora” esta praticamente vulgarizado pelo governo Sócrates PS, que ainda se diz de esquerda.

Quem trabalha sabe muito bem qual é a matriz ideológica deste governo, destes governantes e dos ex governantes, que são homenageados em grandiosas jantaradas com patronato corticeiro, enquanto cá fora os trabalhadores nem dinheiro têm para comer, devido aos salários em atraso.

O BE relembra, que o maior grupo do sector, há 3 meses despedia alegando que não tinha encomendas, agora pedem aos trabalhadores para não irem de férias em Agosto. Chegando a ter horários diário de 12 horas consecutivas.

Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Ainda a Grande manifestação de Fé !!!





Ainda a Grande manifestação de Fé e Crença Popular Cristã da Paróquia de Cristo Rei da Vergada
Do Dia 19 de Julho de 2009
Mais que Procissão foi
“Uma majestosa e bem conseguida Actuação - Apresentação -Representação em Puro e Singular Teatro Cénico - Religioso -Bíblico Cristão de Rua e Itinerância Processional.”
Pelas Ruas Principais desta Localidade ímpar,
povoada por gente simples e boa,
respeitadora, criativa e inovadora no âmbito destas Manifestações de Fé
em plena Rua de uma recente Paróquia - Cristo Rei da Vergada - Santa Maria da Feira – Diocese do Porto,
deixa espantado
e embasbacado quem vive, presencia, assiste, participa e orienta esta Iniciativa que todos os anos se repete e vive.
Foram 20 figurações cénicas, dizer andores seria redutor e apoucamento,
de figuras escultóricas de santos
e santas populares da estima
e elevada consideração da suas gentes
em que toda a população sai à Rua,
no silêncio do caminhar
e ao som da marcha da Banda Musical!
É digno de se ver!
Afloram as lágrimas aos olhos dos crentes
e responsáveis desta iniciativa
quando reflecte e pensa nesta MANIFESTAÇÃO
que todos os anos se repete
e verificam e constatam
o aproveitamento
e exploração sem escrúpulos
por pessoas motivadas
por objectivos não crentes,
de falta de Fé
e de impraticância religiosa
quais lobos comendo
e sanguessugando as ovelhas!
GRITOS DE REVOLTA!
De referir que todos os participantes,
estavam todos muito bonitos(as).
Mesmo Excelentes!
PARABÉNS!
Um quarto das figurações escultóricas
e respectivas personagens actuantes e representates
foi iniciativa da Casa – Oficina de Restauro de Imagens
da Família Cardoso
da mesma Localidade da Vergada.
Parabéns ao Manuel Cardoso
e à sua entusiasta esposa,
de fina sensibilidade e Fé Dona Eugénia!
Desculpem tinha que o dizer
PARABÉNS A TODOS

Ainda a Grande manifestação de Fé e Crença Popular Cristã da Paróquia de Cristo Rei da Vergada
Do Dia 19 de Julho de 2009
Mais que Procissão foi “Uma majestosa e bem conseguida Actuação - Apresentação -Representação em Puro e Singular Teatro Cénico - Religioso -Bíblico Cristão de Rua e Itinerância Processional.”
.........

CDS-PP Nas Caldas de S. Jorge já mexe…

hermincds[3]

Se dúvidas havia sobre a candidatura de Hermínio Mota nas Caldas de S. Jorge, a existência de uma página oficial retira todas as dúvidas.

Pode visitar o Blog oficial em : http://cds-caldas.blogspot.com/

Mas que Calvário…

 

Existe pessoas que se não tem “cruz” procuram-na, outros preferem mesmo um calvário. Neste caso é mesmo o que o Sr. Presidente da Junta tem, um grande calvário para resolver.

Segundo o Blog sabe, dia 14 começa a primeira etapa deste calvário, é que o Presidente da Junta vai-se sentar no ”banco dos réus”, e para quem dizia que as negociações iam em fase avançada, o que o documento em que o blog teve acesso, de avançado só mesmo o tribunal.

DR.rAUL

Na Falta de Cantoneiro…

Caldas de S. Jorge está a mudar!!!

O que esta imagem relata é o voluntarismo “forçado”, de um morador no lugar da Sé.

Palavras para quê…Img031[1]

terça-feira, 28 de julho de 2009

CSD-PP Envia SMS a cidadãos…

 

cds

O C.S.J.Blog, também não foi excepção…

Caro(a) amigo(a); é com uma imensa esperança que me apresento como candidato à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira. É um desafio arriscado e uma caminhada difícil, bem sei, mas também estimulante e apaixonante. Não venho pedir o voto, apenas ajuda para melhor diagnosticar os problemas concelhios e apresentar as soluções ideais. Vamos fazer uma campanha modesta em meios mas forte na mensagem e no contacto directo, com a juventude como nosso lema. Conto com a colaboração. Alferes Pereira

Partido Socialista Convida Cidadãos…

convite

O Blog das Caldas de S. Jorge, recebeu convite da Exma.Sra. Fátima Oliveira para apresentação da sua candidatura à Junta de freguesia. Pelo que o Blog sabe, todos os cidadãos vão receber via postal o mesmo convite.

Como Administrador do Blog, confirmo desde já a minha presença. Devo informar que é o primeiro candidato a oficializar o convite ao Caldas de S. Jorge Blog, razão pela qual, não mostramos imagens de outros que já oficializaram a sua candidatura.  

Este sábado, dia 1 de Agosto, Francisco Louçã estará no distrito de Aveiro.



15.30 H Arruada em Espinho, na marginal junto à praia.



17.30h Apresentação dos cabeças de lista à câmara Municipal e Assembleia municipal de Espinho.


19 H Apresentação dos cabeças de lista à câmara Municipal e Assembleia municipal de Ovar.


21.30 H Comício no Furadouro.


Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

Colabore com a festa de S. Jorge…

Pelo que a comissão de festas comentou no C.S.J. Blog, existe um salde negativo de 1.500€.
Como tal o blog associa-se a este pedido, de colaboração.

Quem quiser apoiar, pode enviar o donativo para:

Cristina Fernandes
Rua de Arcozelo,
n 9384505-684
Caldas S. Jorge

ou

Manuel António Gomes Grilo
Rua do Terreiro,
n 98
4505-684 Caldas S. Jorge

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Aprovada nova candidatura para requalificação do Uíma

Horizonte temporal do investimento – de 731 mil euros – termina em 2011.

Está aprovada a candidatura para a requalificação do segundo troço das margens do rio Uima, entre a Rua do Rio, de Fiães, e a ponte da Tabuaça, na confluência de Lobão e Sanguedo. O projecto está orçado em 731 mil euros e, segundo o documento de aceitação de candidatura – a que tivemos acesso – tem um horizonte temporal que expira em 2011.

Curiosidades de campanha ou dúvidas?! Ou mesmo as duas coisas…

101_1462

4 

Curiosidades de campanha ou dúvidas?! Ou mesmo as duas coisas…

O primeiro cartaz da imagem vem assinado pela Câmara municipal.

O segundo vem assinado pelo PSD.

O que mais me intriga é, que ambos foram colocados pela mesma empresa, e no mesmo dia.

Coincidência ou não “não basta ser, deve parecer”…

Disse…

sábado, 25 de julho de 2009

Depois do lançamento e bênção da 1ª Pedra do “Zip-Zip llha Rest.Café”

Depois do lançamento e bênção da 1ª Pedra do “Zip-Zip llha Rest.Café”
São lançados ao Uíma os primeiros calhaus de São Jorge

Seguir-se-ão muitos mais
Para que uma vez afogados

e enterrados todos os calhaus…
então uma vez que o “homem sonha
a obra nasce!”
A obra do ZIP-ZIP ILHA REST.CAFÉ

Serviço Público…

Sabe que desde o dia 14 de Julho de 2009, a Lei nº 33/2009, obriga os hospitais a autorizarem os doentes nas urgências a serem acompanhados?

CALAR OU INFORMAR MENTINDO

Chegou-me, em tempo já um bocado atrasado, uma folha com uma série de perguntas que terão sido feitas ao Presidente da Junta de Caldas de S. Jorge, em sede de Assembleia de Freguesia, perguntas que incidiram sobre a construção dos sanitários no morro do Jardim Carlos Ribeiro, encostados à estação elevatória.
A primeira pergunta era sobre quem abriu o processo de concurso para a obra ou processou as consultas para apresentação de propostas. Terá sido respondido que fora a Junta de Freguesia. Sendo o local de implantação do domínio municipal, sempre ouvi que deveria ser o município a liderar qualquer uso nele, ou então deveria fazer a delegação de poderes. Parece que nem uma coisa nem outra.
O projecto (peça desenhada) e demais elementos não foram tornados públicos, pelo que talvez a obra tenha ido sendo feita com risco dia a dia. Informou o Presidente que pediu 4 ou 5 propostas e que, como seria normal e aconselhável, escolhera a que melhores condições apresentou. Faltou, neste caso, tornar público o lançamento do concurso, por um simples edital ou até uma postura na página oficial da Junta e, depois a publicitação das propostas, cuja abertura deveria ter sido anunciada. Mas não. Nem projecto, nem caderno de encargos, nem anúncio do concurso, nem divulgação das firmas convidadas, nem publicitação das propostas para se ficar sem dúvidas de que se entregou o trabalho à proposta mais vantajosa para a autarquia. Nem sequer foram esses documentos apresentados à Assembleia de Freguesia, legalmente o órgão fiscalizador do executivo. (conf. art. 17º. nº. 3 da Lei 169/99).
Mas dizem muitas vozes (tome-se que vox populi = vox Dei) e não serão vozes de recoveiras, que não senhor, que não houve quaisquer propostas, que nem sequer foram pedidas, e que a obra fora entregue para execução numa espécie de administração directa, sendo o trabalho contado ao dia, com os materiais adquiridos pelo executor e facturados não se sabe se ao executor se à Junta, ou se uns a um e outros a outra. Como não se dão explicações nem respostas às perguntas, nem se mostram papeis nem documentos, começa a ser legítimo tecerem-se conjecturas. Um fornecedor lamentou-se que não recebera e que não sabia a quem pedir a massa.
Dizem também as vozes populares que, para a eventualidade de surgirem interrogações, já depois da obra estar em fase adiantada, terá sido solicitado a um empresário do ramo a emissão de uma proposta com aspecto de formal para ser exibida, se necessário, e dar rosto a uma coisa que não tinha cara. Só que esse empresário terá “feito o manguito”, para utilizar a tal linguagem popular. Terá mesmo barafustado. Era o que mais faltava. Para fazer o trabalho não me dão cavaco e aparecem só para servir de cortina. Não senhor. Não faço coisa nenhuma.
Face a isto e para desfazer suspeições, que, de facto andam no ar, só mesmo tornando públicas as tais propostas ou o contrato, que, por certo, foi celebrado, e passado a escrito, com o construtor eleito.
A obra foi dada como completa e a Assembleia de Freguesia não foi informada sobre quanto custou ao todo, nem se foi paga, nem quais foram os meios de pagamento utilizados. É que, também se ouve muito, que alguns pagamentos não foram, como é costume, por cheque, por transferência ou mesmo em numerário. Que foram em géneros, que foram em materiais. Se sim, foram materiais adquiridos nalgum fornecedor tradicional, ou foram trazidos a partir das tornadas célebres “Requisições”?
São dados que é mais do que legítimo serem pedidos pelas pessoas porque os trabalhos da freguesia, na freguesia e para a freguesia não podem ser tratados como se fossem na cave de nossa casa, para nós.
E já agora, para que as coisas não enublem, a Câmara Municipal deveria facultar, pelo menos às Assembleias de Freguesia, as requisições que emite para cedência de materiais, sejam os fornecidos a partir dos armazéns municipais, sejam fornecidos pelos fornecedores tradicionais da Câmara. E ficar bem explicitado nesses documentos a que se destinam os materiais, com indicação clara da obra e identificação da viatura transportadora. Isto exactamente para que não voem pela opinião pública coisas que, tendo algo de verdade, possam não ser verdades inteiras.

José Pinto da Silva

NOTA: Escrevi algumas vezes, incluindo no TF, a, em nome de integrantes das mesas eleitorais na
Eleição intercalar em Caldas de S. Jorge, reclamar a compensação por aquele serviço. Nunca tive resposta. Como sempre. Perguntei ao STAPE e disseram-me que o dinheiro (mandaram a conta/corrente com a Câmara) (€ 726,40) fora transferido para a Câmara em 21 de Dezembro de 2007. Há dois anos (quase) que a Câmara retém uma verba que lhe não pertence.
In TF

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Homenagem ao Dr. Carlos Ribeiro…

As inscrições para participar no almoço ainda estão abertas. Todos os interessados podem-se inscrever, quer no café S. Jorge, bem como na pastelaria S. Jorge.
Esta é sem duvida uma oportunidade única de ficar na história da freguesia.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

CONCURSO DE VESTIDOS DE CHITA 2009

Cartaz_Conc_Vest_Chita_2009[1]

Na edição deste ano vai ter dois escalões de concorrentes dos 6 aos 12 anos, e dos 12 em diante. As participantes do primeiro escalão irão ter todas direito a um premio didáctico e as do segundo escalão um premio monetário para as três primeiras classificadas.
O concurso realiza-se já no próximo domingo dia 26 de Julho pelas 15 horas, no parque das Termas onde será montada uma passerelle especial para o evento. Haverá também animação e muita alegria à mistura para uma tarde bem passada.

Campanha eleitoral “Bom exemplo”…

IMAG0085[1]3 

2  4

Este é um “BOM” exemplo de onde não deve ser colocado os painéis publicitários. Este painel publicitários ficou a condicionar as caleiras de drenagem da Nª223, obrigando a agua e todos os detritos a transbordarem a Nª223, mesmo numa curva.

Correio de leitores…”Post - Humorístico. ( digo eu )”

OLA! OLA! DE BAGDADE Á NOSSA VILA TERMAL !

Mandaram-me da suisse o endereço do vosso Blog, e cá estou eu daqui de Bagdade a mandar saudações para todos vós aí nas Caldas. Estava para ir aí de férias neste Verão, mas já não vou poder ir. A minha mulher encontra-se hospitalizada porque a semana passada meteu-se a passar a ferro a minha camisa bomba, e o sr Doutor que a está a tratar diz que só lá pró Natal é que acabam de cosê-la.

….E mesmo eu também tenho andado um bocado à rasca dos rins, pra me meter a fazer uma viagem tão grande.

clip_image002

Mando-vos uma foto de quando era pequenino a ver se descobrem onde estou. Dou-vos uma pista, não sou da esquerda nem da direita.

clip_image004

Aqui nesta de certeza que os mais antigos vão reconhecer os meus avos. O Sr. Rashma Ali Carvalho, do lugar da Sé, e D.Genobebeda Carrapatosa do lugar de Azebedo, com o meu pai, a minha tia e a minha mãe ao colo.

clip_image006

Nesta aqui estão os meus pais (salvo seja) por ocasião do meu casamento.

clip_image008

Aqui sou eu no dia do casamento.

clip_image010

Esta é a D. Abduhla de Sousa Gaspar , nossa vizinha. Muito boa senhora. Sempre que há por aqui bombardeamentos juntamo-nos todos em casa dela. Tem resultado.

clip_image012

Nesta aqui vemos a sobrinha da D. Abduhla , num dia em que fomos ao Centro Comercial de Kabul comprar burkas novas. A foto num está lá muito bem tirada mas dá pra ver mais ou menos. È a senhora da direita que leva a carteira de C4.

clip_image014

Alguns momentos de descontracção em Kabul.

clip_image016

Mando-vos também uma fotografia do meu novo veículo, equipado com estofos de pele, bagageira familiar e cascos de liga leve.

Olhem que aqui atrasado, deixei-o mal estacionado e demorei-me mais um bocadito. Não é que quando cheguei fui dar com ele em cima de 4 tijolos.

Isto aqui é uma ladroagem que vocês nem imaginam.

clip_image018

Não sei se vocês ai teem acompanhado as noticias, mas com a queda do regime do Saddam, e tudo isso, parece que finalmente as tropas americanas já começaram a retirar.

clip_image020

O Rajmin, que é filho da sobrinha da D. Abduhla já vai este ano prá escola. O rapaz tem muitas potencialidades e até dizem que pode vir a ser político, se não se deixar influenciar pelas companhias.

clip_image022

Bem, por hoje vou ficar mesmo por aqui. Estava pra fazer um post mais grande mas não quero estar a tirar o lugar a ninguém. Espero voltar em breve com mais notícias.

b.

obs : …levem na boa.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Alcides Branco promete doar o salário se vencer eleições

O candidato socialista à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira comprometeu-se a doar o seu salário de autarca a instituições do concelho caso vença as eleições do dia 11 de outubro.

Alcides Branco diz que "a ideia é equacionar qual seria o valor total dos vencimentos de 48 meses e dividi-los equitativamente pelas instituições de solidariedade social do concelho".
Segundo informação disponível no site da Direcção-Geral das Autarquias Locais, a remuneração mensal do presidente da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira é, actualmente, de 3448 euros, fora despesas de representação.
"Posso dispensar esse salário", garantiu hoje à Lusa Alcides Branco. O empresário dirige o grupo homónimo dedicado à produção de azeites e derivados, e assegura que o rendimento proveniente dessa actividade lhe será suficiente.
Quanto à decisão de encaminhar o seu eventual vencimento de autarca para a acção social, o candidato atribui-a "ao conhecimento das dificuldades que essas instituições enfrentam no seu dia-a-dia".
"Tenho estado ligado a bastantes instituições do concelho e durante 22 anos fui presidente dos Bombeiros Voluntários da Feira", adianta Alcides Branco. "Conheço muito bem os problemas que esses organismos enfrentam e sei que esta medida vai ajudar".
O candidato do PS quer também "oferecer os livros escolares necessários até ao 9.º ano" de escolaridade e criar condições para que, "em famílias numerosas, o ensino se torne totalmente gratuito a partir do terceiro filho".
A. Lusa.

Santa Maria da Feira recebe Oleões para resíduos em Julho

Os munícipes de Santa Maria da Feira vão poder, a partir deste mês, depositar os resíduos de óleo alimentar usado em Oleões, na sequência de um protocolo que será assinado na sexta-feira.
Pelas 15:00 horas de dia 24 de Julho, no Largo da Igreja de Santa Maria de Lamas, a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e a Portary – Gestão de Resíduos assinarão o protocolo.
O acordo estipula a instalação no concelho de diversos recipientes destinados ao depósito de óleos usados.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Festa S. Jorge

Correio de leitores...

Apesar de prolongada ausência, permitam-me tecer neste nobre espaço de tertúlia, algumas considerações avulsas sobre alguns dos mais recentes acontecimentos políticos ocorridos na nossa mui e sempre generosa Vila Termal.

Conhecidos que são os nomes dos protagonistas que representarão em Outubro, as duas habitualmente maiores forças partidárias da freguesia, PS e PSD, e apesar de ainda não conhecermos os elementos que irão integrar cada uma das equipas, (eu não conheço), nem tão pouco os programas que cada uma destas forças irá submeter a sufrágio, parece-me no entanto razoável, diria até saudável, confrontarmos nesta fase o perfil e o percurso político de ambos os candidatos.

Assim, no canto direito do ringue, em representação do “PSD /JÁ”o actual presidente em exercício, José Martins. Político experiente e “JÁ” rotinado na gestão da coisa pública. Este político adoptou como lema neste seu curto mandato o conceito inovador de que “ o que for benéfico pra freguesia….é bom pra freguesia”.

Com uma ascensão quase meteórica, de responsável de condomínio, passando por presidente de uma Associação de Moradores, até presidente de Junta ( …the sky is the limit ) ,exibe com orgulho algumas obras benéficas e admite com menos orgulho, alguma obra (por exclusão de partes)maléfica, nomeadamente os arranjos no cemitério.
Ora, o conceito de “benéfico” é como todos sabemos subjectivo e presta-se muitas vezes a infundadas e maldosas interpretações. Seja como for, e para que fique claro, eu disse “muitas vezes” e não “todas as vezes”, no entanto não disse “poucas vezes” nem disse “nenhumas vezes”. OK, para evitar confusões recorro a uma citação de Siegmund Freud, a este propósito. Segundo ele, “…na maior parte das vezes um pepino, é mesmo um pepino.”
Adiante.
Profissionalmente, este candidato possui ainda “bastos” conhecimentos de pichelaria que tem colocado ao serviço da freguesia sempre que se lhe afigura necessário e de forma totalmente gratuita, como aconteceu ainda recentemente com os novos sanitários públicos. Eis aqui um óptimo exemplo prático, da aplicação do conceito ….benéfico.

Do outro lado do ringue, ou seja do lado do PS, temos a Fátima Oliveira.
Com menos experiência política que o seu principal opositor, é certo, compensa com a força das suas convicções. Aparenta possuir um espírito ganhador e demonstra uma determinação incomum na defesa dos seus ideais.
Tive o privilégio e a honra de ter estado presente, como convidado, na reunião onde o seu nome foi confirmado como cabeça de lista e não cometerei certamente nenhuma inconfidência se disser que houve a esse respeito, consenso absoluto. E já agora, num jeito “en passant” permitam-me acrescentar mais uma pequeníssima nota que me surpreendeu pela positiva.
A presença nessa mesma reunião do candidato PS à Câmara da Feira, Alcides Branco, acompanhado por outros dois elementos que julgo pertencerem ao seu Staff.
E digo pela positiva porque apesar de uma agenda sobrecarregadíssima, como certamente terá, encontrou ainda tempo para emprestar o seu apoio e solidarizar-se com a recèm indigitada Fátima Oliveira, ao contrário de muitos outros socialistas locais que apesar de convocados para a dita reunião preferiram ficar em casa a ver o último episódio da novela “…vai tu melão”.
Mas isto, meus amigos, sou eu a dizer, é claro.
Relativamente à Fátima, que é o que aqui realmente importa tratar, tem vindo a desenvolver um trabalho notável, que se torna mais visível sempre que é chamada a intervir nas Assembleias de Freguesia ( quem habitualmente acompanha estas lides, sabe que falo com conhecimento de causa).
As questões que coloca, são objectivas e pertinentes tendo-se tornado por via disso o principal rosto da oposição ao actual executivo. Sendo uma mulher de fibra, estou certo que apesar de não executar trabalhos de pichelaria, não teria qualquer prurido em tricotar uns “naprõezinhos” em renda de Bilros para pôr no balcão de atendimento ao público da nossa Junta, se isso fosse, claro está, ...benéfico para a freguesia.

Dado que o post já vai longo, despeço-me por hoje com um pequeno excerto do livro –
“Diário de Alcestes” do professor Agostinho da Silva.

“há-de provocar o respeito e dominar as lembranças; teve a coragem de ser cão entre as ovelhas; nunca baliu; e elas um dia hão-de reconhecer que foi ele o mais forte e as soube em qualquer tempo defender dos ataques dos lobos.”


Bem hajam

Bettencourt

quinta-feira, 16 de julho de 2009

nao%20incomodar

Fátima Oliveira encabeça lista socialista à Junta


Os dois principais partidos já definiram os seus cabeças-de-lista nas próximas eleições autárquicas em Caldas de S. Jorge. Fátima Oliveira vai liderar a candidatura do Partido Socialista, depois do convite formulado recentemente pela Comissão Política Concelhia. José Martins que em 2005 e, posteriormente nas intercalares de 2007, encabeçara listas independentes, vai dar a cara pelo PSD nas próxima eleições autárquicas.
Leia mais na edição impressa do "Terras da Feira"

Já foi carro…

IMAG0074[1]

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Correio de leitores...


CONVITE: Apresentaçã o Candidato à Câmara Municipal de Santa Maria da Feira pelo PS, Alcides Branco, Próximo sábado dia 1 8, pelas 21h no audi tório do Colégio de Lamas, em Santa Mari a de Lamas - COMPARECE

Acidente no cruzamento de Casaldoí­do

picture129[1] picture126[1]

Mais um acidente

 
       Mais um acidente ontem, dia 14, por volta das 10 horas, no  
cruzamento de Casaldoído (junto à antiga fábrica Ibopal). Têm sido  
vários os acidentes ocorridos neste cruzamento, com feridos graves e  
por comentários que ouvi dos vizinhos já houve mortes.
     Não é por falta de pedidos junto da nossa Autarquia, para que  
seja construída uma lomba. Pelo conhecimento que tenho este é o  
cruzamento onde se tem dado mais acidentes.
    Será que este cruzamento, passou despercebido após a construção de  
uma lomba à frente aproximadamente 200 metros, que  é igualmente  
necessária, nessa altura também chamei atenção para a urgência de uma  
lomba no referido cruzamento.
    Ouvi o SIM. Mas a sua construção ficou esquecida!
    Penso que seria de repensar a colocação da lomba, pois não será  
das obras mais caras, uma vez que só se fala em crise. Ou vamos  
aguardar que se dêem mais acidentes ou talvez mortes para que esta  
seja construí­da?
Elsa Costa

PROGRAMAS | “O Nosso Café nas Caldas de S. Jorge”

 

A vila termal tem “caractéristicas únicas, como centralidade do concelho de Santa Maria da Feira”. A convicção é manifestada pelo arquitecto Pedro Silva, caldense de gema, e convidado da RCF na rúbrica “O Nosso Café”, transmitido esta terça-feira da Cervejaria Nóbrega. (som Pedro Silva inicial) A partir de um espaço com história, já com mais de 30 anos de existência, Pedro Silva realçou a importância de fixar as pessoas que visitam a vila termal, nomeadamente os aquistas, que preferem as Termas de S. Jorge. (som Pedro Silva fixar é crucial)
Através da Rádio Clube da Feira, o referido arquitecto fez uma comparação curiosa, em relação à sua terra. (som Pedro Silva comparação) De forma a potenciar a zona envolvente das Termas de S. Jorge e do Rio Uíma, Pedro Silva enfatiza a importância do investimento privado. (som Pedro Silva investimento) Como profissional da área da arquitectura há ambições para concretizar (som Pedro Silva profissão) O derradeiro desafio colocado ao convidado foi descrever a vila termal em quinze segundos (som Pedro Silva definição final)
Depois de ter funcionado durante anos como Casa do Benfica das Caldas de S. Jorge, a Cervejaria Nóbrega acentua tradições e procura, através da criação de eventos. (som Ângelo) O espaço encontra-se em área central da freguesia caldense. (som Ângelo localização) O objectivo é simples e passa pela diversidade gastronómica. (som Ângelo eventos)

In RCF…

terça-feira, 14 de julho de 2009

Unidade de Saúde poderá ficar agregada à USF de Fiães



A unidade de saúde de Caldas de S. Jorge poderá ser “agregada” à Unidade de Saúde Familiar (USF) de Fiães, revelou o presidente da Câmara, Alfredo Henriques, na última sessão do executivo municipal quando se discutiam as condições precárias em que funcionam alguns postos de saúde que não evoluíram para o modelo de USF, tendo sido apontados os exemplos de Milheirós de Poiares e Caldas de S. Jorge, que mais recentemente foram referidos na imprensa.

Leia mais na edição impressa do "Terras da Feira"

Ainda se lembram deste comunicado da J. Freguesia?

Quem anda a mentir à população?

Polémica das esplanadas continua…

Email enviado para o Terras da Feira

Exmo Sr director do bissemanário regional “Terras da Feira”
A edição impressa do vosso jornal número 1941 de 13 de Julho de 2009, contem uma rubrica “RADAR” sobre as Esplanadas de Caldas de São Jorge.
Como refere e bem, nas mesmas foi reposta a legalidade quer em termos de concurso, não existente anteriormente, quer em termos de exploração.
Permita-me que, por ventura, refira dois ou três pontos existentes em tão pequeno texto, que quer por vontade de quem escreveu, quer por falta de informação não correspondem à verdade.
Em primeiro lugar nunca fui concorrente ás ditas esplanadas, apenas pedi o caderno de encargos, caderno este que deveria estar ao dispor da população em geral, e que me foi enviado por e-mail.
Como o dito caderno de encargos continha pontos menos claros e susceptíveis de criar dúvidas fiz um pedido de esclarecimentos à Câmara Municipal (entidade responsável pelo concurso?) sobre quatro pontos em 6 de Julho de 2009 as 20.44H, um dia antes do dito concurso.
Recebi como resposta o seguinte email no dia 7 de Julho de 2009 as 16.40H.

Ex.mos. Senhores,
Vimos por este meio informar que foram solicitados esclarecimentos por um dos candidatos, pelo que o presente município está a diligenciar no sentido de responder ao mesmo e de remeter a todos os esclarecimentos prestados.
Face ao exposto e pelos motivos referidos, informamos que será definido um novo prazo para apresentar as propostas aquando do envio dos referidos esclarecimentos.
Agradecendo desde já a compreensão, subscrevemo-nos,
Com os melhores cumprimentos.
Atentamente
Ana Santos

Seguidamente foi-me também enviado o seguinte email pelas 17.20H do mesmo dia:

Ex.mos Senhores,
Junto remeto cópia das dúvidas levantadas por um dos candidatos, bem como
dos esclarecimentos prestados pelo presente Município, os quais passam a
fazer parte integrante do presente processo.
Mais se informa, que foi concedido novo prazo até às 17h00 do dia 9 de Julho
de 2009 para apresentarem as suas propostas nos termos constantes do
ofício-convite já remetido.
Atentamente,
Ana Santos

Devo dizer que todos os prazos foram cumpridos por minha parte , caindo por terra as acusações de que sou alvo quer por parte do autor da rubrica “Radar” quer pelo Senhor Presidente da Junta em declarações ao mesmo jornal. O único responsável pela alteração da data do Concurso é a Câmara Municipal.
De salientar que a frase usada pelo autor “A politica não deve ter qualquer preço” é a mesma que o PS de Caldas de São Jorge adoptou desde á uns anos a esta parte e isso tem-se visto enquanto oposição na Assembleia de Freguesia de Caldas de São Jorge e em toda a nossa forma de fazer Politica.
O PS de Caldas de São Jorge presa pela verdade, clareza e igualdade de direitos, lema que o actual executivo de Caldas de São Jorge e mesmo da Câmara Municipal não tem sabido utilizar.
Sem mais e para que seja reposta a verdade:
Telmo André dos Santos Gomes
Coordenador do PS Caldas de São Jorge

Carta enviada à Câmara

À

Câmara Municipal de Santa Maria da Feira

SANTA MARIA DA FEIRA

Ass.: Concurso para a Esplanada de Verão em Caldas de S. Jorge

Exmos. Senhores,

Ao abrigo do que se indica no nº. 12 (Dúvidas e Esclarecimentos) do CONVITE/CIRCULAR para Ajuste Directo nº. 00016984 de 2 de Julho de 2009, venho solicitar os seguintes esclarecimentos:

Art. Nº. 1, nº. 2 – Espaço de implantação a definir pela Junta de freguesia:

Entendendo-se que se não vê outro espaço que não seja onde funcionou no ano passado, solicito ser informado

em que prazo é que aquele espaço fica disponibilizado, já que está ocupado por uma estrutura montado, ao que

se julga com autorização da Câmara e da Junta de Freguesia;

Art. 2º. Nº. 2 do Anexo A – Sanitários de Apoio (estrutura amovível)

Trata-se de equipamento absolutamente obrigatório, ou poderá utilizar-se os sanitários públicos existentes alguns metros ao lado para servirem de apoio à esplanada?

Art. 7º. (Obrigações do Concessionário) Nº. 2

Os custos de consumo de energia e de água são da responsabilidade do concessionário. É claro.

Mas não é feita referência quanto à fonte de abastecimento. O Concessionário é obrigado a requerer à EDP a instalação de uma Baixada Provisória para fornecimento de energia, ou é feita a colheita numa tomada pública existente nas imediações? Neste caso, como será feita a contagem para imputação de consumo?

Do mesmo modo, para abastecimento de água será obrigatório requerer à INDÁQUA a instalação de um Ramal específico, ou é utilizável a água do fontanário nos moldes em que funcionou no ano transacto?

Solicito também seja claramente especificado se o concessionário fica autorizado a usar os sanitários desactivados para armazenamento e retenção de mercadorias.

A resposta a estas questões é indispensável para a formalização da minha proposta.

Com os melhores cumprimentos.

Telmo André Santos Gomes

Caldas de S. Jorge

--------------------------------------------------------------------------

Resposta enviada pela Câmara

Santa Maria da feira câmara municipal

Esclarecimentos

No dia 6 de Maio de 2009, às 20h44, foram solicitados esclarecimentos via e-mail pelo candidato Telmo Gemes, os quais junto se anexam e passam a fazer parte integrante dos presentes esclarecimentos que se prestam pela ordem em que foram efectuadas as perguntas:

  1. Relativamente ao espaço de implantação da esplanada, conforme consta do caderno de encargos e à semelhança do ano passado, este encontra-se situado junto ao Coreto da freguesia de Caldas de S. Jorge. O local em causa estará disponível para a instalação da estrutura/esplanada a contar da data da adjudicação e respectiva notificação ao adjudicatário.

  2. Quanto à questão dos sanitários de apoio, os clientes da estrutura/esplanada podem utilizar os sanitários públicos existentes nas proximidades, contudo o explorador da esplanada e/ou seus funcionários devem utilizar um sanitário próprio de apoio (estrutura amovível) a instalar pelo adjudicatário.

  3. Quanto aos custos de energia, o adjudicatário fica obrigado a requerer uma baixada provisória à EDP, à qual, em princípio, estão inerentes meios técnicos para imputar o consumo de electricidade ao adjudicatário.
    Relativamente ao consumo da água, o adjudicatário tem de dispor de água potável para a exploração da sua esplanada e de garantir a sua instalação.

  4. Não está nada previsto no Caderno de Encargos sobre esta questão.

Atendendo ao facto, dos esclarecimentos terem sido solicitados, dentro do prazo estabelecido, mas fora do horário de funcionamento do presente Município, não se conseguiu garantir uma resposta atempada (até às 16h00) para apresentação das propostas no prazo estabelecido, dando conhecimento das dúvidas levantadas e dos esclarecimentos prestados a todos os interessados, assim, pelo que se concede um novo prazo ate às 17h00 do dia 9 de Julho de 2009, para apresentar as propostas nos termos já publicitados/notificados aos candidatos e considerando todos os elementos do processo e os esclarecimentos agora prestados.

Santa Maria da Feira, 7 de Julho de 2009

O Vereador

Celestino Portela, Dr.

Está confirmado a cabeça de lista pelo PS…

O PS ontem eu reunião, confirmou que a cabeça de lista pelo PS é mesmo Fátima Oliveira Bastos.

Pelo que o o Blog sabe, o PS optou por um candidato, da nova geração, onde apostará na imagem de seriedade que lhe é reconhecida. Ao que julgo saber deve ser a primeira vez que uma mulher, é candidata à junta de Caldas de S. Jorge pelo PS. Fátima Oliveira reside na Quinta DºInês.

BE aprova lista de candidatos do distrito de Aveiro

assembleia_distrital[1] 

1

Pedro Soares

Coordenador da Concelhia de Santa Maria da Feira

2

Catarina Gomes

Aveiro

3

Nelson Peralta

Aveiro

4

António Torres

Independente

Feira

5

Ana Luzia

Independente

Anadia

6

Fabian Figueiredo

Feira

7

Patricia Veiros

Ovar

8

António Regedor

Espinho

9

Eva Braga

S. João da Madeira

10

Rui Oliveira

Independente

Águeda

11

Catarina Strecht Monteiro

Independente

Feira

12

Ricardo Almeida

Independente

Oliveira de Azeméis

13

Victor Valente

Albergaria

14

Carla Silva

Independente

Arouca

15

Valentino Alves

Mealhada

16

Maria Rosário Fardilha

Independente

Aveiro

Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

domingo, 12 de julho de 2009

Mysterium... Milagre das Rosas...

In SMFtv

“A Feira está de parabéns pelas Mini”

Mais freguesias, mais modalidades, mais atletas, mais fins-de-semana de Mini-Olimpíadas de Santa Maria da Feira. As alterações protagonizadas pela Comissão olímpica do Centro de Cultura e Recreio do Orfeão da Feira marcam a 34.ª edição, de um evento que lançou tantos desportistas pelas 31 freguesias do concelho. As Mini são encaradas com o peso da tradição, mas também com a força do presente, realçada por Aurora Cunha, uma grande campeã que esteve na Cerimónia de Abertura, nas Caldas de S. Jorge. “A Feira dá um exemplo ao País, agora há que esperar que as pistas sejam melhor utilizadas”, disse Aurora Cunha, à Rádio Clube da Feira, já na zona do campo de jogos do Caldas de S. Jorge Sport Clube.Alfredo Henriques, presidente da Câmara da Feira, enfatizou a importância do evento, à semelhança de Márcio Correia, presidente da direcção do Orfeão da Feira. As distintas delegações das Mini-Olimpíadas assumiram preponderância em vila termal.
In RCF

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL