sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Motivo para Pensar!

Recebi de um amigo o video que inseri. É, em absoluto, motivo para meditar e quase de
poderia dizer que é aterrador. O mundo ocidental tem aqui um bom motivo para meditar.
E, sabe-se, lá, um bom motivo para mudar de actuação consigo e com os outros. Agir para
com os outros, como os outros agem com o ocidente. Medite-se.


video


4 comentários:

ATM disse...

Um excelente post do Senhor Pinto da Silva!
Um vídeo bem trabalhado e significativo.
O Mundo Ocidental,
a Europa, a CEE caminha a largos passos para o Islão.
Moamar Khadaph da Líbia tem plena razão:
2 Casais europeus procriam
cada casal tem um filho e uma filha respectivamente.
Estes dois juntam-se e procriam um só herdeiro.
O herdeiro morre estampado de mota grande contra um poste da EDP!
E se acabou a geração dos “incréus cristãos”
e está aberta a herança para os muçulmanos –patriarcas de sete mulheres
e cada mulher com 7 filhos!
Não há fome que não dê fartura!!!!
Depois os “ditos incréus cristãos” afinal já eram muçulmanos:
Só que foram baptizados,
fizeram festanças ,
pavonearam-se
e estava à espera do funeralão que nunca mais chegava.
Também chegou!
E tudo se acabou!
O islão é uma religião natural e vem de encontro aos desejos naturais e primitivos,
No âmbito dos sentidos e caprichos dos homens.
O islão não tem a Santíssima Trindade (Pai, Filho e Espírito Santo),
os cristãos mandam-na às urtigas!
O islão não tem hieraquia ( têm o chamado Chico-espertismo),
os cristãos não se deixam orientar pelos pastores
e são anticlericais primários.
No islão há a poligamia declarada ( só os ricos têm muitas mulheres…
os pobres seguem o trajecto dos eunucos),
nos cristãos mesmo no casamento não faltam mulheres fora,
de graça
e à borla!
No islão quem tem muito dinheiro e é rico compra o céu
mesmo que seja o das Mil e Uma Noites
e dos pássaros azuis-verdes-vermelhos-amarelos,
nos cristão quem tem dinheiro diz não precisar de ninguém
e compra a terra e o céu!
O islão não acredita na ressurreição,
Os cristãos “acreditam” por causa do funeralão.
A Virgem, santos e justos… esses são uns palermas !!!!
Enfim

José Pinto da Silva disse...

Por muitos nomes que pudessem receber, as autoridades ocidentais, por imposição de acordos, não poderão travar a "importação" de pessoas das várias origens, até porque com a abertura de fronteiras seria impossível fazer controlo.
Mas, no meu entendimento, poderia impor o princípio de "à terra onde fores ter, faz como vires fazer" ou
"em Roma sê romano". Os estrangeiros chegados, se legalizados ou legalizáveis teriam que cumprir TODAS AS LEIS do país de acolhimento, nomeadamente no campo da cultura. Porque pior do que muitos, muitos islâmicos - legais e ilegais - é a imposição e postura em prática de actos e normas culturais que, sendo dominantes em número, imporão aos
nacionais do ocidente. Alguém duvida?
José Pinto da Silva

José Vaz e Silva disse...

A Europa que deu ao Mundo, sem dúvida, a civilização mais avança que a Humanidade já conheceu a nível filosófico, social e político. Mas, por diversas razões, essa mesma civilização de que nos devemos orgulhar de pertencer, não sabe como defender esse legado para as futuras gerações e, assim sendo, há o risco de retrocesso civilizacional ou mesmo de colapso.

Sem dúvida nenhuma que temos fortes motivos para uma profunda reflexão acerca do que queremos para o futuro dos nossos filhos.

José Vaz e Silva

P.S. felicito os administradores do Blog pelo facto de terem acabado com os comentários anónimos, acabando dessa forma com a cobardia de alguns.

José Pinto da Silva disse...

Faça-se uma reflexão imaginando o absurdo de podermos ter por cá uma muito grande comunidade hindu, da fanática, e que a propósito de manutenção da sua cultura, resolviam soltar as vacas pelas ruas das nossas cidades. Como se sabe, para eles, a vaca é um animal sagrado.
Por isso é que digo que, não havendo fronteiras, há que receber, com o controlo possível, os estrangeiros, mas forçando-os ao respeito das leis vigentes.

José Pinto da Silva

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL