segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

...ui qui liques.

Presidente do BCP propôs oferecer informações sobre o Irão aos EUA
O jornal espanhol El Pais noticiou hoje, domingo, que o presidente do Millennium BCP, Carlos Santos Ferreira, propôs aos Estados Unidos recolher informações sobre o Irão a troco de poder fazer negócios no país, operação com o conhecimento do governo português. As relações com a Venezuela, a redução de tropas do Afeganistão e o carisma de José Sócrates também são referidos nos telegramas.
.BCP e o Irão
O "El Pais" citou um telegrama "confidencial" da embaixada dos Estados Unidos em Lisboa, enviado para Washington a 11 de Fevereiro deste ano e que integra o lote de 250 mil documentos que o «site» Wikileaks tem estado a divulgar.
Segundo o jornal espanhol, Carlos Santos Ferreira propôs "fazer trabalho de espionagem ao serviço dos Estados Unidos" tendo "proposto ir ao Irão e, em troca, oferecer a Washington informação das actividades financeiras da República Islâmica".
A operação, segundo um telegrama remetido em Fevereiro deste ano pela embaixada norte-americana em Lisboa, conta com o "conhecimento do primeiro-ministro português, José Sócrates, e de membros do seu Governo", referiu o jornal.
O responsável do BCP terá, segundo o telegrama citado pelo El Pais, "oferecido à embaixada o controlo das contas iranianas".
O caso remonta a Abril de 2009 quando uma delegação do BCP viajou para Teerão, a convite da embaixada iraniana em Lisboa, para discutir o interesse do sector bancário do Irão que pretendia estabelecer possibilidades de negócios com o banco português.
Dez meses depois, Carlos Santos Ferreira, "bom amigo da embaixada dos EUA em Portugal, debate o assunto com a conselheira política e económica norte-americana e os eventuais benefícios que Washington poderia obter da operação", escreveu o El Pais.
"Ainda que considere que os custos podem ser maiores do que os benefícios, Santos Ferreira deseja estabelecer uma relação com o Irão para ajudar o Governo dos Estados Unidos a investigar fundos e atividades financeiras iranianas", referiu o telegrama.
"O BCP informou o primeiro-ministro Sócrates e altos funcionários do Governo, incluindo o Governador do Banco de Portugal, do interesse do Irão em estabelecer uma relação com o Millennium", refere o telegrama citado pelo diário.
"Ainda que Santos Ferreira não o tenha referido explicitamente, a embaixada acredita que, no mínimo, o Ministério dos Negócios Estrangeiros está ao corrente da proposta do banqueiro", acrescenta o El Pais.

in JN

2 comentários:

Anónimo disse...

que se lixe....

José Pinto da Silva disse...

Se calhar deveriam ser publicados, com o mesmo destaque, os comunicados quer do BCP, do B P e dos governantes a desmentir toda a parafernália de telegramas e comunicados.

José Pinto da Silva

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL