quinta-feira, 19 de maio de 2011

Censos geram inconformismo por causa das delimitações da vila

A operação dos Censos 2011 veio ressuscitar a questão das delimitações da freguesia de Caldas de S. Jorge com Guizande e Lobão. A divisão das freguesias seguida pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), naquele que é o maior recenseamento da população em Portugal, suscita grandes dúvidas e inconformismo em Caldas de S. Jorge, cuja autarquia vai remeter uma exposição às entidades que superintendem a administração do território.
Em causa estão as delimitações no lugar de Azevedo com Guizande e na Rua dos Namorados com Lobão. Na opinião de José Martins, presidente da Junta de Caldas de S. Jorge, o traçado das freguesias em que se baseou o INE - “que o foi buscar a algum lado” - “retalha casas” e recorta territórios “sem qualquer nexo”. “Qualquer pessoas sensata verá que não está bem” - afirma o autarca, garantindo que não vai “meter a cabeça na areia”, exigindo “cuidado com o que se está a fazer”. “Tem que se ouvir as pessoas envolvidas” - sustenta, referindo-se aos moradores nestas zonas de confluência.
Leia mais na edição impressa do "Terras da Feira"

Sem comentários:

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL