quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

...Patético

...onde eu vim parar

Furto de 77 cêntimos de feijão-verde


«O DIAP de Coimbra teve de abrir um inquérito sobre o furto de 77 cêntimos de feijão-verde, num supermercado Lidl.
Uma procuradora-adjunta arquivou o caso por se tratar de bagatela, mas o supermercado reclamou, exige julgamento e, agora, o caso ocupa uma procuradora da República. [...]
A 5 de Janeiro último, três dias depois de o processo lhe ser distribuído, a procuradora-adjunta Ana Sabino decidiu que os factos não integravam o artigo 203.º do Código Penal. [...] a magistrada arquivou o processo nos termos do chamado “crime formigueiro”, previsto artigo 207° do Código Penal. [...] o Lidl fez, no passado dia 13, uma reclamação hierárquica, requerendo a uma superior da titular do processo que decida que está em causa o furto simples previsto no artigo 203.º. Alegou que os factos não integram o “crime formigueiro”, porque este só se verifica em “furto de coisa que satisfaça fome ou sede imediata”. O que não acontecia neste caso, na sua perspectiva, porque o feijão-verde ainda teria de ser cozinhado.»

2 comentários:

Toni disse...

0 comentar 0 recomendar E-mail Primeiro nome Apelido E-mail destinatário Imprimir A+ A A- Numa operação de fiscalização conjunta da GNR, PSP, PJ SEF, ASAE e Autoridade Tributária Aduaneira a 34 estabelecimentos de compra e venda de ouro foram apreendidas barras de ouro e balanças no valor de milhares de euros e 38 pessoas foram detidasEntre os dias 20 e 22 de janeiro, 792 elementos da GNR, da PSP, da Judiciária, do SEF, da ASAE e da Autoridade Tributária Aduaneira fiscalizaram 34 estabelecimentos de compra e venda de ouro. A mega-operação policial inclui também a fiscalização de veículos suspeitos de transportar ouro roubado.

No comunicado que faz a síntese da operação policial, as autoridades reconhecem que o pressuposto da ação policial é que este tipo de casas contribuem para o mais rápido escoamento de artigos de ouro roubados.

Operação de fiscalização a casas de compra e venda de ouro:

•Fiscalização de 34 agentes económicos;•Levantamento de 5 processos de contra-ordenação;•Apreensão de 3 balanças no valor de 1 800 euros;•Apreensão de 7 barras de ouro no valor de 28 000 euros;•Elaboração de 32 notificações para posterior apresentação de documentos.Operação de fiscalização de veículos suspeitos de transportar ouro roubado:

•Fiscalização de 2735 viaturas;
•Detenção de 38 indivíduos (21 por excesso de álcool, 8 por falta de habilitação legal para conduzir, 2 por posse de arma ilegal e 1 por tráfico de estupefacientes);
•Testados 1060 condutores, tendo 40 sido detetados com excesso de álcool no sangue;
•Autuados 279 condutores por diversas infracções à legislação rodoviária.
•Foram apreendidas 2 viaturas, 1 arma de fogo, 68 doses de haxixe, 2577 de liamba;
•Identificados 408 indivíduos, tendo 2 cidadãos estrangeiros sido detidos por situação ilegal e 8 notificados para abandono voluntário do território nacional.

Toni disse...

A CAÇADEIRA ESTÁ PRONTA....

PJ investiga roubos em Santa Maria da Feira
2012-01-25


A Polícia Judiciaria foi chamada, pela GNR, a investigar dois roubos a residências em Santa Maria da Feira.
Indivíduos de arma de fogo em punho ameaçaram os proprietários.
Os assaltos ocorreram em Canedo e Souto, à tarde e noite, desconhecendo-se a eventual relação entre ambos. O primeiro caso envolveu dois assaltantes e o segundo apenas um indivíduo.
Os ladrões levaram, sob ameaças, ouro.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL