segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

( pra consumo interno )

...HUMOR SEMANAL

...E VÊ LÁ SE NÃO TE ESQUECES DE TOMAR A MEDICAÇÃO, OUBISTES ?

11 comentários:

Anónimo disse...

A VASELINA RECOMENDADA POR TI PARA 2012

Anónimo disse...

Na aula de Inglês, a professora pergunta ao Zezinho:
— Como se diz peixe em inglês?
E o Zezinho prontamente responde:
— Fish
— Muito bem — aplaude a professora. — E vamos lá a ver se o menino sabe como se diz cardume...
O Zezinho pensa, pensa e responde orgulhoso:
— Ora, é fácil, senhora professora... bué da fish.

Anónimo disse...

Há três coisas que podem destruir uma pessoa: a ira, o orgulho, o não perdoar.
ass. s. teotoino

Anónimo disse...

portanto estás perdoado Bettencourt......

Anónimo disse...

SABEM QUEM TRABALHA NO CASINO DE MINI SAIA. CU CU

Juiz disse...

Defacto o betencurt devia ter mais seleção nos post, pois isto não dignifica nada a tua imagemn nem a do blog. esta de mal a pior.

Anónimo disse...

Tens razão Juiz.
bettencourt

Toni disse...

A EUTANÁSIA

A Eutanásia: Crime Disfarçado

A palavra “Eutanásia” deriva de duas palavras gregas. O seu significado na Antiguidade era uma morte suave, sem sofrimento. Tem como finalidade evitar aos doentes ou feridos sofrimentos horríveis.
A Eutanásia pode ser Activa (de forma Directa ou Indirecta) e também Passiva.
A eutanásia não é moralmente aceitável, quaisquer que sejam os motivos invocados.
Actualmente o termo Eutanásia tem um sentido diferente: dar a morte por piedade.
A eutanásia deve entender-se como uma acção, ou uma omissão, cuja intenção é dar a morte para suprimir a dor.
Ninguém deve pedir a eutanásia, autorizá-la, consenti-la ou legalizá-la, pois representa uma violação da lei de Deus e é um crime contra a vida.
De certo, quem pede a eutanásia não é a morte que deseja, mas uma maior ajuda médica e mais calor humano.
A vida é um dom de Deus e a morte é apenas o fim da existência terrena e a passagem para a vida imortal e assim nada deve tentar provocar a morte mais cedo do que de facto deva acontecer.

Anónimo disse...

Este texto da Eutanásia ( a ser original ), está bem conseguido. Reflete um ponto de vista susceptível de poder ser comentado ( com elevação naturalmente ) por todos os leitores do Blog.
Mesmo não sendo um assunto que faça parte da "agenda" não deixa de ser o tipo de conteúdo que "dignifica" o Blog.
Muito bem Toni.
Bettencourt

Toni disse...

APENAS A MINHA CONCLUSÃO SOBRE A EUTANÁSIA



As leis que legitimam a eliminação directa de seres humanos, por meio da eutanásia, estão em contradição total e inconciliável com o direito inviolável à vida, próprio de todos os homens, e negam a igualdade de todos perante a lei.
As leis que autorizam e favorecem a eutanásia colocam-se, pois, radicalmente não só contra o bem do indivíduo, mas também contra o bem comum e, por conseguinte, carecem totalmente de autêntica validade jurídica.
A eutanásia são crimes que nenhuma lei humana pode pretender legitimar. Leis desse tipo não só não criam obrigação alguma para a consciência, como ao contrário, geram uma grave e precisa obrigação de opor-se a elas através da objecção de consciência.

Toni disse...

JÁ AGORA OBRIGADO BETTENCOURT

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL