quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

...Heróis

Refleti algumas vezes antes de me atrever a publicar este Post,
Mas o que de facto está aqui em causa suplantou a minha hesitação.

Apelo à vossa generosidade para que vejam o(s) video(s) até ao fim.

Para qualquer pedido de esclarecimentos, ou assunto relacionado contactem p.f. via e-mail
marlenefpaiva@sapo.pt

6 comentários:

Anónimo disse...

porreiro pá

Anónimo disse...

Cala-te e sai desse homem?"
hummmm. Cheira-me a vigarice.

Anónimo disse...

O JOVEM E O OÁSIS





"Certa vez, um jovem chegou à beira de um oásis, junto a um povoado e, aproximando-se de um velho, perguntou-lhe:
- Que tipo de pessoas vive neste lugar?
- Que tipo de pessoas vive no lugar de onde você vem? Perguntou por sua vez o ancião.
- Oh! Um grupo de egoístas e malvados - replicou-lhe o rapaz - estou satisfeito de haver saído de lá.
A isso o velho replicou:
- A mesma coisa você haverá de encontrar por aqui.
No mesmo dia, um outro jovem se acercou do oásis para beber água e vendo o ancião perguntou-lhe:
- Que tipo de pessoas vive por aqui?
O velho respondeu com a mesma pergunta:
- Que tipo de pessoas vive no lugar de onde você vem?
O rapaz respondeu:
- Um magnífico grupo de pessoas, amigas, honestas, hospitaleiras. Fiquei muito triste por ter de deixá-las.
- O mesmo encontrará por aqui, respondeu o ancião.
Um homem que havia escutado as duas conversas perguntou ao velho:
- Como é possível dar respostas tão diferentes à mesma pergunta?
Ao que o velho respondeu:
- Cada um carrega no seu coração o meio ambiente em que vive. Aquele que nada encontrou de bom nos lugares por onde passou, não poderá encontrar outra coisa por aqui. Aquele que encontrou amigos ali, também os encontrará aqui. Somos todos viajantes no tempo e o futuro de cada um de nós está escrito no passado. Ou seja, cada um encontra na vida exactamente aquilo que traz dentro de si mesmo. O ambiente, o presente e o futuro somos nós que criamos e isso só depende de nós mesmos."

(Autor desconhecido)

Anónimo disse...

ALGUNS NÚMEROS PARA PENSAR...



Se fosse possível reduzir a população do mundo inteiro a uma vila de 100 pessoas, mantendo a proporção do povo existente agora no mundo, tal vila seria composta de:

57 Asiáticos;
21 Europeus;
14 Americanos (Norte, Centro e Sul);
8 Africanos;
52 seriam mulheres;
48 homens;
70 não brancos;
30 brancos;
70 não cristãos;
30 seriam cristãos;
89 seriam heterossexuais;
11 seriam homossexuais;
6 pessoas possuiriam 59% da riqueza do mundo inteiro (e todos os 6 seriam dos EUA);
80 viveriam em casas inabitáveis;
70 seriam analfabetos;
50 sofreriam de desnutrição;
1 estaria para morrer;
1 estaria para nascer;
1 teria computador;
1 (sim, apenas 1 teria formação universitária);

Se o mundo for considerado sob esta perspectiva, a necessidade de aceitação, compreensão e educação tornava-se evidente.

Considera ainda:
Se acordaste hoje mais saudável que doente, tens mais sorte que um milhão de pessoas que não verão a próxima semana.
Se nunca experimentaste o perigo de uma batalha, a solidão de uma prisão, a agonia da tortura, a dor da fome, tens mais sorte que 500 milhões de habitantes no mundo.
Se podes ir à Igreja sem o medo de ser bombardeado, preso ou torturado, tens mais sorte que 3 milhões de pessoas no mundo.
Se tens comida no frigorífico, roupa no armário, um tecto sobre sua cabeça, um lugar para dormir, considera-te mais rico que 75% dos habitantes deste mundo.
Se tiveres dinheiro no banco, na carteira ou uns trocos, considera-te entre os 8% das pessoas com a melhor qualidade de vida no mundo.
Se puderes ler este texto, é uma benção, pois não estás entre os 2 milhões de pessoas que não sabem ler.
Vale a pena tentar: Trabalha como se não precisasses do dinheiro. Ama como se ninguém nunca te houvesse feito sofrer. Dança como se ninguém estivesse a olhar.
Canta como se ninguém estivesse ouvindo. Vive como se aqui fosse o paraíso.

(Autor desconhecido)

Anónimo disse...

chega por hoje bettencourt

Anónimo disse...

Fabuloso

Ainda a esperança no futuro, com pessoas como esta.
pena que ´´e apenas uma gota no imenso oceano, mas se mais gotas se juntassem poderiamos viver num mundo melhor, mais equilibrado.

parabens por esta publicação e que seja exemplo a seguir para muitos.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL