quarta-feira, 7 de março de 2012

Dra. Teresa Vieira “obriga” Junta de Caldas de S. Jorge a Candidatar-se a fundos comunitários….

A Junta de freguesia depois de ter desperdiçado mais de 100.000,00€ de fundos comunitários para obras, ao que se diz, Dra. Teresa Vieira, põe ordem na casa, e obriga, quase no fim do prazo do último concurso do PRODER, a Junta de Freguesia a candidatar-se para a reconstrução da ponte (barragem) pedonal no rio Uíma.

Caldas de S. Jorge foi a única Junta do concelho, em que estava abrangidos apoios comunitários, que deitou ao lixo perto de 600.000,00€, por falta de ideias.

5 comentários:

Toni silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Por sinal que escrevi no blogue inconfidências, há umas semanas, que era lamentável que a Junta de Freguesia de Caldas de S. Jorge se não tivesse candidatado a nada, tendo obras inscritas na vontade. Na altura de campanha. Escrevi isso na altura em que soube que a Junta de Pigeiros tinha apresentado uma candidatura que teve sucesso. Oxalá ainda vá a tempo e, nesse caso, parabéns à Dra. Teresa Vieira por ter servido de despertador a quem dorme sempre.

José Pinto da Silva

Anónimo disse...

Como?????

Grande lata, o titulo e contéudo deste post.
Só compreensível tendo em conta quem o escreveu..!

Anónimo disse...

Trata-se de uma INVERDADE o que está escrito. A história talvez comprove que foi completamente ao contrario do que o escrito.

Anónimo disse...

Quanto aos despertadores da freguesia, esses pecam por ter os ponteiros sempre parados: faz muito tempo que não dão horas.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL