domingo, 4 de março de 2012

PUBLICIDADE DE LUTO NO CONCELHO E NA FREGUESIA DE CALDAS DE S. JORGE...



11 comentários:

Anónimo disse...

Ora aqui está um tema que cabe bem num blogue de base maioritariamente local. A Câmara (como outras)está a tentar obrigar os comerciantes (e outros empresários) a pagar taxas de publicidade (e caras que são!)por reclamos colocados em locais privados, logradouros ou fachadas de edifícios e, segundo a jurisprudência do Tribunal Constitucional essa cobrança é ilegal. É muito útil divulgar inclusive a tontice do Presidente da Câmara quando comparou, em reunião de Câmara, um reclamo que nada custa à Câmara nem ela tem nada a ver, com o custo do fornecimento de água ou luz. Oportuna a abertura deste tema a que também voltarei, inclusive noutros suportes.

José Pinto da Silva

Anónimo disse...

ASSUNTO DAS CALDAS DE S. JORGE..
E SÃO MUITOS A FAZER...

Havia ser aplicada também uma taxa muito cara, com coima para quem este fim-de-semana aproveitou a chuva para despejar a merda das fossas para as sarjetas da via pública.......

Anónimo disse...

Bom dia,

Sou empresario. Tinha alguma publicidade instalada (em terrenos privados)no concelho da feira, nomeadamente junto à nacional nº1, e A1. O montante anual que a câmara me pediu é de 3442,58€. Liguei para a referida instituição a confirmar o valor (dada a exurbitância, o qual foi confirmado.
A troco de 400 ou 500€ anuais era capaz de pagar e manter a publicidade. Contudo, como só tenho obrigação de manter os meus filhos, retirei a publicidade dos moldes em que estava, (tal como a maioria das pessoas na minha situação o fizeram) e comprei 2 reboques de camião, onde irei colocar a publicidade. Estes ficarão estacionados nos mesmos locais onde outrora tive publicidade. Como o registo dos reboques vai ficar em nome do meu irmão que tem residencia em Lisboa, a câmara não vai receber nem 1 cêntimo, por esta publicidade.
Conclusão: eu tive que gastar 2000€ em reboques de camião. Mesmo assim poupei 1442,58€. Quem tudo quer, tudo perde... A câmara que aprenda a fazer leis, e eu e outros como eu, talvez não precisemos de colocar os conhecimentos académicos a funcionar.

Já agora muito obrigado a todos os que anularam as publicidades que tinham. Podem instalar puiblicidades em veículos, que não pertençam a pessoas residentes em Santa Maria da Feira, nada pagando neste caso por essa publicidade.

Anónimo disse...

A "jogada dos atrelados" está bem pensada, ao contrário da lei da publicidade em viaturas foi pensada com a cabeça do dedo polegar. A começar por tributarem a inscrição publicitária num carro particular, o que considero um roubo. Depois ser tributado pelo município onde reside o dono da viatura. Regista-se a viatura onde quer que seja, pinta-se a publicidade e circula-se onde se quiser. Ou será que as autoridades ao pararem um veículo perguntam por licença de inscrição publicitária? Creio bem que não. Apesar que diversos acórdãos do Tribunal Constitucional dizem que a cobrança dessas taxas é ilegal.

José Pinto da Silva

Anónimo disse...

A "jogada dos atrelados" está bem pensada, ao contrário da lei da publicidade em viaturas foi pensada com a cabeça do dedo polegar. A começar por tributarem a inscrição publicitária num carro particular, o que considero um roubo. Depois ser tributado pelo município onde reside o dono da viatura. Regista-se a viatura onde quer que seja, pinta-se a publicidade e circula-se onde se quiser. Ou será que as autoridades ao pararem um veículo perguntam por licença de inscrição publicitária? Creio bem que não. Apesar que diversos acórdãos do Tribunal Constitucional dizem que a cobrança dessas taxas é ilegal.

José Pinto da Silva

Toy Story disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Toy Story disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

Estimava me fosse dito qual a relação do comentário "Discurso aos Deputados" com o post sobre as taxas de publicidade.
Se me for permitida a sugestão, o texto do comentário poderia ter sido enviado por mail para o administrador e ele inseri-lo-ia como post e seria um tema para discussão autonomizada. Isto para que se não misturem alhos com bugalhos.

José Pinto da Silva

Toy Story disse...

já enviei

Toy Story disse...

só que os meus temas são para o caixote do lixo, e depois pimba.

Anónimo disse...

Não sou (não serei) administrador do blogue, mas ao que, ao tempo, me foi dito, o objectivo primordial era o de abordar assuntos locais, concelhios, enfim, temas que dissessem alguma coisa às pessoas de cá. Religião, politica, sociedade, criticando bendizendo e tudo seria aceite dentro de tais parâmetros, desde que usada linguagem "escrevível". Se assim for, o blogue poderá ser útil.

José Pinto da Silva

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL