segunda-feira, 7 de maio de 2012

As Paróquias e Diocese do Porto na continuidade da “Missão  2010” 
celebram de um modo mais vincado a dupla Família e Juventude.
Isto é entre tantos sectores da Pastoral 
e Actualização do Concílio Vaticano II que está á porta 
da Comemoração dos seus 50 anos, urge cumprir as respectivas conclusões, a pastoral e a doutrina.
Em os 50 anos do Concílio Vaticano II tem lugar o “Ano da Fé” 
a iniciar em Outubro de 2012  até  Novembro de 2013.
Será uma oportunidade excelente reactualizar o mesmo Concílio Vaticano II.
Dentro da temática Familia e Juventude é papel das Comunidades colocar em lugar de destaque as Famílias Cristãs, em Matrimónio Cristão e  a Juventude adveniente e proveniente dessas Familias em que se  patenteiam o esforço de ser exemplo,  participação comunitária e celebrativa e empenho social e e humano nas Comunidades Eclesiais a que pertencem.
Na convicção de que não se é perfeito, “ Perfeito só Deus”, mas que se quer seguir  nesse mesmo caminho que Deus quer e a Comunidade o exige há que esquecer e perdoar o passado e lançar-se no Futuro nas mãos de Deus e na colaboração comunitária.
Daí que o comemorar, celebrar os aniversários do Matrimónio: 10 anos, 25 anos, 50 anos. 60 Anos e quiçá 75 Anos são uma iniciativa excelente a não esquecer na s várias comunidades paroquiais e cclesiais.
 Dia 18 de Maio pelas 21.00 horas, no âmbito da Semana da Vida 13 a 20 de Maio tem lugar na Igreja Matriz da Feira a Celebração da Vida com Maria Mãe de Deus para todas as famílias da nossa vigararia de Santa Maria da Feira, cada família trará uma flor para oferecer a Maria em sinal de partilha da Vida.
Com o sentido e intenção acima referidos celebraram Bodas de Prata Matrimoniais no dia 2 de Maio de 2012
O Casal são-jorgense  Alice Maria  e  Joaquim Fernando
Data memorável para o mesmo Casal. 
Celebram os seus 25 anos de Matrimónio Cristão
ou seja as Bodas de Prata Matrimoniais.
Evento singular e comemorativo.
São 25 anos de vida em Família com a presença física
e integral dos seus (suas) filhos (as) Catarina, Pedro, Daniela e André. Evidência ao vivo de uma fecundidade genésica – bíblico-cristã : “Sede Fecundos, Crescei e Multiplicai-vos”.
Na verdade sempre há datas e dias comemorativos.
É bom digno e justo vomemorá-los.
Esquecê-los ou obliterá-los pode acarreter arrependimento tardio e inconsequente de os os não ter lembrado e recordado no seu devido tempo.
Assim serviu o final do dia 2 de Maio de 2012 para o agradecimento,
louvor
e accão de graças perante os pastores da Igreja Local ,
da Família e Irmãos da Comunidade em Eucaristia vivida,
solenizada e participada.
Em ambiente celebrativo diocesano portuense que privilegia a Família e a Juventude nada tão adequado como reviver o Sacramento da Famíla Cristã e da Juventude patenteada e objectivada nos (as) filhos (as) acima referenciados.
Em cânticos festivos bem conseguidos
e textos bíblicos proclamados se referiu ”O Amor é Forte Como a Morte”,
o trabalho criador e criativo, as canseiras é afazeres domésticos,
o cuidado da Família são virtudes exemplares
e significativas na Famíla Cristã.
Nela se evidencia as três virtudes teologais, como muito bem frisou Sua Excelência Reverendíssima D. João Evangelista Pimentel Lavrador:
Fé , Esperança e Caridade.
Das três a Caridade, o Amor a Deus e aos Irmãos são a nota perene e eterna do Sacramento onde a união e a fortaleza da Família se evidencia na casa construída sobre a rocha firme e segura.
Quem ama perdoa.
E perdoa quem ama.
Excelente binómio frásico a viver, conservar, alimentar e desenvolver sempre.
De salientar a renovação dos compromissos matrimoniais de há 25 anos no mesmo templo e altar em tomada de novo fôlego de um casal que se propõe públicamente continuar e prosseguir o caminho vocacionado de Cristo, da Igreja e dos Irmãos.
A presença de tantos amigos, Família e Comunidade conferem o conforto, o entusiasmo e decisão peremptória de continuar e prosseguir a caminhadas iniciada  há 25 anos fazendo os possíveis por melhorar e corrigir o que por ventura haja a fazer no esforço de que o amor tudo perdoa e o perdão é próprio de quem ama. O que passou passou, o que importa é o futuro. Águas passadas não moem moinho, caminhar a olhar para trás é sujeitar-se a encontrar obstáculos e a não prosseguir caminhocerto e exacto.
Foi um fim de tarde lindo, belo em Eucaristia à volta do Altar,
em convívio na mesa que alimenta, robustece, alegra em sadia  e reconfortante convivência. Fica a pairar no ar a melodia dos parabéns com a docura alba do bolo festivo.

Parabéns!
Muitos anos de vida,
Felicidade e Alegria.

3 comentários:

Toni disse...

TAMBÉM MERECEM SER FELIZES.
PARABÉNS.

Anónimo disse...

25 anos a aturar um homem, ela merece uma medalha, ele...um medalhão!

Anónimo disse...

No compreendo pá

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL