domingo, 20 de maio de 2012

“Ser autarca é envolvermo-nos numa série de sarilhos sem necessidade alguma”

José Martins, presidente da Junta de Freguesia das Caldas de S. Jorge.

A construção de uma unidade hoteleira junto às termas é, na sua perspectiva, a obra mais importante que a freguesia poderia receber. Reconhece qua a conjuntura actual não favorece o investimento privado, mas acredita que cruzar os braços não é a solução. José Martins, presidente da Junta das Caldas de S. Jorge, tem esperanças de que privados venham a concretizar o seu sonho, mas revela pouca fé na vida futura dos autarcas. A crise veio para ficar e, na sua perspectiva, tende a piorar, pelo que ser presidente de uma junta de freguesia é cada vez mais desgastante.

Leia toda a entrevista na edição de imprensa.

In correio da feira.

1 comentário:

Anónimo disse...

Claro que não concordo com a proposição em termos gerais e concordo muito menos no caso concreto. Será um bom tema para uma nota mais alargada a tornar pública noutro suporte e noutra altura. Tocando não só na proposição/título.mas na entrevista toda.

José Pinto da Silva

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL