sexta-feira, 22 de março de 2013

Porque não passar pelo Baptistério fonte da Fé Antes da Missa Dominical ?


Em Ano da Fé ir à FONTE DA FÉ
Baptistério - Fonte Baptismal..!!
Porque não passar pelo Baptistério fonte da Fé
Antes da Missa Dominical ?

Papa Francisco sempre visita
o Baptistério da Basílica
onde foi baptizado no dia de Natal,
25 de Dezembro de 1936.
Gesto frequente do Santo Padre Francisco !!!
"Ele foi batizado neste local,
então podemos supor que sua fé nasceu aqui",
afirmou à agência de notícias EFE
o pároco da basílica,
o sacerdote salesiano José Repovz,
que abre as portas do batistério
onde o agora Papa Francisco
recebeu o sacramento que marcou o início de sua vida religiosa.
A casualidade fez com que Bergoglio,
um declarado amante do tango,
fosse batizado na mesma igreja na qual,
no começo do século 20,
o jovem Carlos Gardel cantava no coral,
como adverte uma placa fixada nas paredes do local.
Neste mesmo local, cujo altar foi benzido
pelo próprio Bergoglio em 2007,
Zeferino Namuncurá, conhecido como
o 'índio santo da Patagônia',
realizou sua primeira comunhão em 1898.
Desde a eleição do papa argentino no conclave,
os fiéis passam neste local quase íntimo da basílica
para fazer um gesto mais que significativo:
tocar o Baptistério onde o Santo Padre foi batizado.
No entanto, este gesto não surgiu ao acaso.
O próprio Bergoglio fazia este "rito pessoal",
em particular, durante suas frequentes visitas à igreja,
isso até viajar ao Vaticano há algumas semanas.
Há menos de dez anos,
em homenagem aos 70 anos de batismo de Bergoglio,
a igreja colocou no batistério um pequeno quadro
com a cópia da ata do livro paroquial
que registra a administração do sacramento.
Nesta, os fiéis podem ver que Jorge Mario,
filho de Mario Bergoglio e Regina Sívori,
apadrinhado por Francisco Sívori e Rosa Vassallo de Bergoglio, foi batizado pelo padre salesiano Enrique Pozzoli,
que depois passaria a ser seu diretor espiritual.
Além disso, Bergoglio foi aluno da escola Don Bosco,
situada na província Ramos Mejía e atendida pelos padres salesianos, congregação cujo fundador, São João Bosco,
abençoou pessoalmente a imagem de Maria Auxiliadora - padroeira da ordem religiosa - que é venerada na paróquia onde o papa foi batizado.
A partir daí, Bergoglio passou a ser um devoto da santa, que era homenageada todo dia 24 de maio, na festa de Maria Auxiliadora,
com uma celebração patronal em Almagro.
No entanto, o agora pontífice não reduzia sua devoção
apenas a um único dia, já que, sempre que podia,
visitava o local de ônibus ou metro
para conversar a sós' com Maria Auxiliadora.
De acordo com o padre Repovz, Bergoglio
costumava aparecer em horários não frequentados pelos fiéis,
sentava em um escondido banco aos pés da imagem de Maria Auxiliadora - a mesma que foi benzida por São João Bosco -,
e ficava orando por horas no local.
"Ele tem um afeto especial por Maria Auxiliadora",
contou o pároco, que revelou que Bergoglio visitava Almagro "frequentemente" não só pela basílica,
mas também por causa da capela de Santo Antonio,
onde foi fundado em 1908 - graças ao também sacerdote salesiano Lorenzo Massa - o clube San Lorenzo de Almagro, o time do Papa.
Aliás, foi o próprio Bergoglio que,
durante a celebração do centenário do clube, pediu às autoridades e dirigentes para não tirarem 'nunca' a imagem de Maria Auxiliadora da instituição, cujas cores azul e vermelha,
foram tiradas do manto de Nossa Senhora.
"Bergoglio tem um estilo simples e, por consequência, de muita proximidade com o povo,
que sempre lotava a igreja a cada vez que ele aparecia,
assim como ocorreu no dia em que foi anunciado como papa.
A alegria das pessoas por tê-lo conhecido é enorme",
concluiu Repovz.

Sem comentários:

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL