terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Correio de leitores…

1527847_564770080274386_773604839_n

Irmã Elvira: Personalidade típica, simples, singela e singular desta Vila Termal..

Tem esta Vila Termal de Caldas de São Jorge
Personalidades típicas,
simples,
singelas e  singulares.
Ex-libris e modelos a apresentar
e sugerir  um seguimento
 idêntico caminhar na Vocação de entrega

a Cristo e aos irmãos mais desfavorecidos
chamados à comunidade inclusiva,
mesmo que relegados para periferias
e áreas não previlegiadas
economica, social e até religiosamente.
E a Irmã Elvira desta nossa Terra deixa impressos nas Terras da
orla Marítima do Estoril estas imagens
tão significativas, exemplare e excelentes!
Nascida nesta pitoresca Vila de Caldas de S. Jorge
Aos 10 dias do mês de Maio de 1937  e
Baptizada aos quinze dias do mês de Junho de 1937
Na Igreja Matriz de Caldas de São Jorge
Pelo Reverendo Padre José Inácio da Costa e Silva,
Filha de Rodrigo Alves da Silva
E de Elisa da Fonseca Nadais do lugar da Sé.

Eis como a Agência Ecclesia se refere à
Irmã Elvira no dia 27 de Janeiro de 2014
Em Semana do Consagrado.
Com 76 anos mantêm-se no seu posto
de consagrada há
48 anos na Congregaçao Salesiana no Estoril,
Onde se encontra desde 1966
Numa entrega a Cristo e aos irmão com
A jovialidade e
 alegria dos seus 28 anos juvenis
da altura!
 Uma vida no bairro do Fim do Mundo
Irmã Elvira Nadais, salesiana, 
trabalha há mais de 40 anos junto dos mais pobres


SN/Agência ECCLESIA
Estoril, Lisboa, 27 jan 2014 (Ecclesia) –
A irmã Elvira Nadais, salesiana de 76 anos trabalha há mais de 40 anos 
no bairro do Fim do Mundo no Estoril 
onde desde sempre acolhe as crianças desfavorecidas, ajuda os idosos 
e as famílias desfavorecidas.
“Desde jovem comecei a sentir uma inclinação grande 
 para a vida religiosa, tinha o desejo de viver uma vida 
de doação aos outros, ajudar as pessoas, os doentes 
e também de ser uma pessoa despojada, imitando Cristo”,
 começa por contar a irmã Elvira Nadais à Agência ECCLESIA.

No seio de uma família com 5 irmãos, o desejo de Elvira não foi bem recebido: “Disse à minha mãe que queria ser religiosa mas deu-lhe um ataque de choro e eu mudei de conversa e continuei a trabalhar”.

Pouco depois saiu de casa “sem ninguém saber” 
e rumou até ao Estoril onde ingressou na congregação das salesianas.

Já há alguns anos como salesiana, 
a irmã Elvira atendeu a um pedido de um sacerdote 
para que alguém fosse dar catequese ao bairro do Fim do Mundo, 
no Estoril, local onde assim que chegou ficou 
 “imediatamente encantada”.

“Sentia a ternura de uma criança pobre, às vezes 
com os pés cheio de areia e feridos, 
com o cabelo todo desalinhado e cheio de piolhos, 
mal alimentados e mal vestidos mas apesar de tudo para mim era uma compensação, uma alegria muito grande”, recorda.
E se muita gente pode pensar que trabalhar 
com as pessoas do bairro do Fim do Mundo 
“é uma vida de sacrifício” para a irmã Elvira nunca o foi: 
“Tivesse mais tempo, mais horas ainda dava muito 
mais de mim ainda a estas pessoas”.

“Ia correr com eles para os campos, jogava à bola, 
 em novembro fazíamos o magusto, 
tinha um gravador de voz então gravava as nossas conversas, 
as nossas canções para depois ouvirmos 
e eles adoravam porque não estavam habituados a ouvir-se, 
não havia tantos computadores como agora”, relembra a religiosa.

Os meninos do passado são agora adultos que atualmente
 quando se encontram com a irmã Elvira “sorriem 
e lembram-se dos tempos passados”, 
mostrando ter “muito respeito e carinho”.

O convívio, os valores e a educação 
que a irmã Elvira Nadais transmitiu às crianças 
quando chegou ao bairro do Fim do Mundo ajudou 
a torná-las em adultos “diferentes e com outras maneiras de agir, de compreender, colaborar e de ter respeito pelas pessoas 
e a ter uma irmandade entre eles, a serem amigos”, 
uma estabilidade que muitos dizem não existir 
em mais nenhum bairro problemático da zona.

Aos 76 anos, a irmã Elvira Nadais, que tem no bairro do Fim do Mundo, 
agora remodelado, uma rua com o seu nome, acredita que “fez 
 o que podia com o impulso de Deus”.

“Estou de consciência tranquila de que fiz quanto podia por eles 
e por todos, felizmente não tenho inimigos nem nunca tive, 
 procurei sempre cumprir o meu dever, 
aliviando o sofrimento de algumas pessoas e dando alegria”, diz.

“Sou feliz e se voltasse atrás voltava a enveredar pelos mesmos caminhos aperfeiçoando-os”, conclui a irmã Elvira Nadais, consagrada salesiana há 48 anos.
Até sexta-feira, o programa ECCLESIA na Antena 1 (22h45) apresenta histórias de vida de religiosos e religiosas para assinalar a Semana do Consagrado 2014, que a Igreja Católica em Portugal está a celebrar.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Parabéns Sr. António Domingos da Conceição 94º Aniversário!

António Domingos da Conceição
Fez dia 16 de Janeiro

94 anos Anos.
Parabéns por este dia,
 por esta data !
No Centro de Dia de Centro Social Paroquial 
de Caldas de São Jorge
A presença dos pequeninos
da Escola do Jardim de Infância da Igreja deu
um tom de de alegria, jovialidade e de juventude!
Canto da Janeiras!
Gesto significativo de  convívio, encontro  
e de ternura
Visita  histórica, de esperança do Futuro
e  da concretização realização do Passado!

PARABÉNS!

domingo, 12 de janeiro de 2014

O Papa Francisco de 77 anos… É um homem de oração e de Fé.

Interessante e exemplar o dia a dia do Santo Padre o Papa Francisco.
Cedo se levanta
e assim a oração da manhã
a oração do Oficio Divino:
Ofício de Leituras e Laudes
Meditação
Às 7.00 horas a Eucaristia Diária na Casa de Santa Marta com Bispos, Cardeais, Sacerdotes, pessoal do Vaticano, convidados e participantes.
Há sempre uma homilia 
e reflexão própria, 
adequada 
e pertinente.
A partir das 8.00 horas o pequeno almoço 
na companhia do pessoal da Casa de Santa Marta.
As tarefas da manhã: 
Reuniões, 
encontros, 
audiências oficiais e privadas.
Pela 11.00 horas audiência geral, 
Ângelus, 
encontro com a multidão na Praça de S.Pedro
Almoço na Casa de Santa Marta.
Actividades da tarde.
Onde a oração do Rosário
e a Liturgia das Vésperas do Oficio Divino
e a meditação e Adoração do Santíssimo.
‘Que fiz por Cristo? 
Que faço por Cristo? 
Que farei por Cristo?’”.
durante uma hora estão patentes,
refeição da Ceia – Jantar na casa de Santa Marta,
Com oração da noite
Meditação e Oração de Completas
Visita nocturna aos pobres e sem abrigo.
Para um homem de Deus com 77 anos
é sem dúvida tarefa de gigante 
de alma e de espírito.

O jornalista inicialmente escrevia:
Formado nos jesuítas, Francisco é um papa austero e enérgico, que começa o dia às 05h00, com duas horas de orações e meditação, até ir às 07h00 a sua missa diária, 
onde cumprimenta os convidados e os sacerdotes.

Após o café da manhã, no salão geral, com os demais moradores da residência, o papa dedica duas horas a trabalhar em um discreto escritório e lê os jornais. 
Depois vai de carro ao palácio apostólico para as audiências oficiais no luxuoso segundo andar.

Ali recebe bispos, delegações, congregações, chefes de Estado e de governo até as 13h00.

Quase nunca visita o terceiro andar do palácio, onde se localiza o apartamento papal, exceto aos domingos para o Ângelus, quando dá uma bênção à multidão do mesmo balcão utilizado por Bento XVI ou João Paulo II.

Entre as 13h00 e as 14h00, o papa volta a Santa Marta para almoçar no salão geral, onde tem uma mesa reservada. Às vezes convida outras pessoas para acompanhá-lo e com alguns de seus convidados prefere se instalar em uma pequena sala próxima.

Depois, o papa de 76 anos faz uma pequena sesta e dedica a tarde ao trabalho: realiza reuniões, lê documentos, fala pelo telefone (sempre com a saudação "Oi, é Bergoglio falando") 
e pede notícias sobre o estado de saúde de sua mãe.

O papa volta a dedicar, entre as 19h00 e as 20h00, uma hora a rezar, e depois janta na companhia de outros sacerdotes no mesmo refeitório. 
Finalmente se retira ao seu quarto por volta das 21h00 
e dorme finalmente às 22h30.
Em sua carta ao sacerdote Rodríguez, Bergoglio escreveu: 
"Tento viver e agir como fazia quando estava em Buenos Aires. Se tentasse mudar, na minha idade, correria o risco de parecer ridículo".

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

ESTRADA DA VIDA–ALBANO GOMES….

Albano Gomes, residente em França, mas natural do lugar de Arcozelo (Pinheiro) lançou recentemente, mais um magnifico livro  de sua autoria. Quem desejar adquirir esta obra poderá fazer através da chiado editora online…

2014-01-09 22.15.46

30 anos de Paróquia 8 de Janeiro de 2014

8 de Janeiro de 2014 
faz 30 anos de Paroquialidade.
Dia 8 de Janeiro de 1984,
dia chuvoso,
de frio
e cinzento
entrada na Paróquia de Caldas de S. Jorge. 

O Bom Pastor dá  a sua vida
pelas suas ovelhas.
Deve cheirar às ovelhas,
do seu  rebanho ( Papa Francisco).
Como o farol  me devo deixar envolver
pelo Infinito, aspirar  e envolver-me
pela imensidão,

pelo  eterno!

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL