segunda-feira, 14 de maio de 2007

IRMÃ ELVIRA...



É natural de S. Jorge e por cá viveu e trabalhou até os cerca de 18 anos. Seguiu
a vida religiosa, na Congregação dos Salesianos e há quase 4 décadas iniciou um trabalho missionário na zona do EStoril no chamado Bairro do Fim do Mundo, tendo
desenvolvido um trabalho absolutamente notável de apoio e estruturação de minorias étnicas, toxicodependentes, mundo de prostituição, etc. Vive de esmolas e alguns
(poucos) apoios da Câmara de Cascais e da Seg. Social e continua a sua vida num bairro
que transformou em zona onde se vive com o mínimo de dignidade.
Em 2002, por iniciativa da Revista Activa, foi feita uma pesquisa para eleição da
MULHER ACTIVA 2002. Um primeiro juri da Revista seleccionou as 10 MULHERES que,
segundo os critérios por ele (juri) definidos, forma consideradas as mais notáveis.
A IRMÃ ELVIRA foi incluida nessas 10 que tinha, além de outras muito ilustres,
a Procuradora Maria José Morgado e a Presidente da Abraço, Margarida Martins. A vencedora foi a Dra. Maria Nazaré Gameiro, da AMI. O Juri era integrado por figuras como Manuela Eanes, Gentil Martins, Padre Vaz Pinto, Cáceres Monteiro, além de outros
cinco, menos mediatizados e os prémios foram entregues durante uma Gala apresentada
por Bárbara Guimarães e presidida pela então Primeira Dama, Maria José Ritta.
Vou inserir algumas imagens alusivas e, posso adiantar, há muito material disponível
ilustrador da grande obra da Irmã Elvira que nós, os da sua geração, muito carinhosamente, ainda tratamos por "Virita do Marinheiro".

José Pinto da Silva

1 comentário:

Anónimo disse...

Os meus agradecimentos sr.josé, por se lembrar da "Virita do Marinheiro",Sou desse tempo e penso realmente que ela é talvez a pessoa mais marcante dos nossos dias.Agradecimentos au BLOG por tudo o que tem sido publicado

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL