sábado, 10 de novembro de 2007

Fraca hora???

Assisti ontem, na comodidade do meu sofá, ao primeiro dos dois debates radiofónicos a cinco, dos candidatos às intercalares de 25 de Novembro. Um ligeiro resfriado impediu-me, à última hora, de me deslocar ao salão (não muito nobre) da Junta de Freguesia.
Tinha a meu lado os diversos documentos que as várias candidaturas disponibilizaram dias ou horas antes nas suas páginas “oficiais”. Por isso mesmo, a primeira palavra vai necessariamente para a Senhora Internet. É ela, seguramente, a Senhora Internet, a novidade mais relevante que por estas bandas mais se tem sentido nesta fase de pré-campanha. Acredito que tal facto (a campanha centrada nas novas tecnologias) se deve, em larga escala, ao trabalho extremamente valioso e interessante que o conhecido Blog das Caldas tem desempenhado na dinâmica socio-política da freguesia.
Mas, como ia dizendo, estava refastelado no meu divã, a ouvir atentamente o que cada um dos “cinco” nos tinha para dizer.
Vai daí, não foi preciso muito tempo, para perceber, o quão difícil é para alguns “dissertar” sobre estas coisas que permitem construir e defender a democracia participativa, que permitem reforçar a intervenção dos jovens e menos jovens na vida social, que permitem a procura de uma simbiose entre a experiência dos mais velhos e a perspectiva dos mais novos na luta por um maior desenvolvimento e uma mais ampla consciência socio-cultural e política do espaço físico que nos encontramos.
Quero por isso referir que o debate não me encheu as medidas.
Não pretendo, de forma alguma, desvalorizar a disponibilidade dos candidatos em avançar para esse desafio que é a liderança da Junta de Freguesia nos próximos dois anos. Devemos antes de tudo, dar graças para o facto de existirem pessoas (todas elas respeitáveis) que “arriscam” o seu contributo na perspectiva de construir um futuro melhor para Caldas de S. Jorge.
No entanto, assumo aqui, perante os leitores, a vontade de questionar os métodos escolhidos para programar o futuro da Vila.
Arrisco “opinar” e apresentar a minha visão sobre o papel que, na generalidade, poderá desempenhar cada uma das candidaturas, na (re)introdução de dinâmicas de desenvolvimento, de inclusão e de participação neste nosso território.
E isso, meus amigos, não está, de todo, a acontecer.
Salvo uma ou outra tímida excepção, as candidaturas vivem mais ou menos na expectativa da construção do passeio, do bar da ilha, das escolinhas, da qualidade das águas. E isso até que nem está mal. O que está mal é que não existe um investimento na definição daquilo em que Caldas de S. Jorge se pode transformar a médio prazo. No fundo, não há uma perspectiva e uma definição da vocação de Caldas de S. Jorge e do seu “modus operandi”.
- O que é que se quer afinal???
Queremos ser, cada vez mais, "mais uma" das trinta e uma freguesias de Santa Maria da Feira ou, pelo contrário, queremos assumir e reforçar cada vez mais a nossa própria identidade, como base para a definição de programas operacionais estratégicos que perspectivem a Vila a vinte ou trinta anos?
Julgo que seria importante a opção pela segunda formula. Tanta coisa que faltou falar: a (não) relação das Termas com a Vila, o papel que a industria da puericultura pode desempenhar na dinâmica socio-económica da região, a caracterização e a relação do património natural que possuímos com a oferta turística, enfim. Falta acima de tudo sonhar.
Bem sei que estão a pensar que uma Junta de Freguesia não possui condições financeiras para pensar (desculpem a redundância) em altos voos. É verdade.
Mas caramba, se não for a Junta de Freguesia a liderar esta conjugação de desejos, necessidades e intenções, quem mais poderá desempenhar esse papel?
Apelo por isso, a todas as candidaturas (e a todos os leitores) que reflictam, nem que por instantes, nestas pequenas e despretensiosas notas que acabo de apresentar.
Votos de uma campanha com nível e elevação.
Caldas de S. Jorge precisa. Caldas de S. Jorge merece.

Atento73

16 comentários:

Anónimo disse...

Bestial o post do Sr Atento73.
Como já nos vem habituando.
Mas essa história de dizer que esteve em casa no sofa a ouvir o debate está muito mal contada. para mim ele estava lá no salao nobre e bem a frente.

Anónimo disse...

será que este blog so sabe falar de politica..

ja mete nojo....

Anónimo disse...

Pedro, tu estavas na na sala que eu vi! o Sofá não era assim muito confortavel...

marlenefpaiva disse...

5 estrelas. *****
Tem vindo a melhorar consideravelmente as suas intervenções .
Subscrevo inteiramente tudo quanto disse.
Parabéns

Anónimo disse...

Concordo! Concordo! Concordo!
Concordo! Concordo! Concordo!
Concordo! Concordo! Concordo!
Concordo! Concordo! Concordo!
Concordo! Concordo! Concordo!
Concordo! Concordo! Concordo!
Em conclusão:
Claro que CONCORDO!

Anónimo disse...

Ah grande Atento73!!
Tu é que devias ser o presidente da junta!
Era trigo limpo.
Ganhavas de caras.
Parabens pelo post!
Como sempre, excelente!

Anónimo disse...

Dores de cotovelo Sr. Pedro Silva não é? Muita inveja do grande amigo com quem estudou muitos anos? Sim porque alguém que prepara a lição para ficar a assistir no Sofá (hihihi)e vai fazer campanha de si próprio para o debate é o que demostra ter. Pois, porque o Sr. não pode candidatar-se não é? poderia criar alguns conflitos com o patraozinho e era chato...pois é mas isso é ao que está sujeito alguém que por muito que prepare o debate e a sua auto promoção fica sujeito, - quando, ao contrário de outros candidatos, não se assume e anda a lamber botas dos dois lados. Decida-se Sr. futuro candidato qual é a sua cor? a do seu umbigo?

Anónimo disse...

Concordo. Isto só mostra falta de carácter e que o que está em causa não são as convicções politicas mas interesses pessoais.

Anónimo disse...

quem dera que ele fosse candidato

E C S disse...

Acho excelente o texto qui apresentado, concordo inteiramente com todas as suas propostas, agora é pena que o Sr. Atento 73 não pudesse estar presente no debate, porque assim iria-mos ter dois discursos completamente iguais, ou será que seriam a mesma pessoa. Ou será que o ATENTO 73 é apenas mais o pseudónimo de PEDRO MELO.

Anónimo disse...

o pseudónimo não, às vezes (quando dá jeito)não assina. É por estas e por outras que tens o meu voto Alexandre. Tu não és assim, e sei que vais fazer o que puderes pela freguesia. Estou contigo

Anónimo disse...

Não vejo mal nenhum as pessoas usarem um pseudónimo, pelo contrário, acho muito bem!

Mas já não acho tão bem mentirem a coberto do tal pseudónimo, isto, claro, na hipótese do sr atento ter estado no debate ...

Se o sr atento não mentiu e não esteve mesmo no debate ainda pior ..., pois trata-se de mais um treinador de bancada que dá palpites e pretende definir a estratégia de desenvolvimento da terra, mas ... sentado no sofá, sendo que um "ligeiro resfriado", como o próprio diz, o impediu de participar num debate importante para a freguesia, no qual se discutia o futuro da mesma.

Enfim, mais um treinador de bancada ... a dar palpites ...

Anónimo disse...

À falta de poder argumentativo, vêm estes artistas das palavras (são sempre os mesmos 2 ou 3)tentar confundir os leitores.
Coitadas das mentes "pequenas", sedentas de espirito democrático.
Ainda por cima, não têm a decência intelectual de comentar o post propriamente dito e fazem apenas comentários depreciativos, inconsistentes ou levantam insinuações despropositadas acerca de quem é ou deixa de ser o autor do post.
Tenho pena. Simplesmente, tenho pena que não queiram contribuir para uma discussão política séria e objectiva.
Continua assim Atento73. O post está excelente. Estás no bom caminho.

Alietório disse...

Adorei o post do atento, demonstrou estar mesmo atento, e se o dito atento é mesmo quem dizem ser, então os meus duplos parabéns pelo facto de ter conseguido ser isento, não obstante o seu conhecido fanatismo e envolvimento na campanhã das rosas.

Como um verdadeiro pessoa, assume verdadeiramente a personagem do seu heterónimo, e quem sabe se o heterónimo atento até é um PSD convicto não obstante o seu autor ser um PS ferrenho...

Confuso? Também eu.

De qualquer maneira, concordo com o que foi escrito no post, e sou obrigado a subscrevê-lo na sua integridade.

Anónimo disse...

É curioso: só nas Caldas é que um mandatário "fanático" consegue ser isento...

Anónimo disse...

Ao anónimo das 03:08:00 PM

O senhor tem um razoável jogo de palavras.
Mas ainda não chegou lá. Não tente induzir os leitores de que o autor do post pode eventualmente ser conotado com este ou aquele partido.
Como o senhor sabe, existem algumas consideráveis diferenças entre a área política do PSD e do PS.
Embora não saiba quem é o Sr.Atento73(há quem diga que é determinada pessoa), não me parece, pela clareza com que apresentou o seu ponto de vista, que seja alguém que tenha dúvidas existenciais nem alguém que esteja em cima do muro a ver para que lado cair.
Caso o autor do post seja a pessoa que têm insinuado, devemos ser correctos ao ponto de aceitar que se há coisa que essa pessoa nunca escondeu foi a sua militância (saudável) no seu partido de sempre. Nessa matéria, não restam qualquer tipo de dúvidas.
Entendidos?

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL