sábado, 7 de junho de 2008

Polémica nas Esplanadas …

Ao que o Blog apurou, na quinta-feira passada deu entrada na Câmara Municipal, uma queixa de um possível concorrente, contra a ilegalidade do prazo do cumprimento do caderno de encargos, da Esplanada de verão. Sabe-se que a Junta assumiu toda a responsabilidade do incumprimento do mesmo caderno de encargos, alegando como só tinha havido um concorrente, tinha legitimidade para alterar as regras do concurso.
O Blog foi informado que alguns proprietários de estabelecimentos de diversão nocturna, enviaram para a comunicação social as queixas a fim de se tornar público o protesto.
A polémica ao que parece ainda está no inicio, aguarda-se o decorrer e o resultado dessas queixas.

4 comentários:

Anónimo disse...

O que me parece é que a Câmara Municipal, como entidade que tomou a iniciativa de lançar e publicar o concurso e como responsável pela elaboração do Caderno de Encargos e que, por certo, tinha algo na cabeça quando inseriu no dito que o período de funcionamento haveria de ser a partir de 1 de Julho tem que, DEFINITIVAMENTE, ordenar que o estabelecimento não funcione antes de 1 de Julho e, se quiser usar aquilo a que normalmente se chama de equidade, deve cobrar uma renda pela ocupação ilegal do espaço durante um mês. Por que carga de água é que a Junta ou algum elemento dela pode, à revelia do dono do espaço, mandar ocupá-lo contrariando o que estava determinado no documento base? Diz o povo que "não passe o sapateiro da chinela".
Creio que a administração do blogue estará nas melhores condições de "vasculhar" o caso e, claro, denunciar tudo.

José Pinto da Silva

Anónimo disse...

O PRESIDENTE AINDA HOJE ESTAVA LÁ A TOMAR UM COPO Â PALA,
POR ISSO É QUE ELE ABRIU A ESPLANADA, NUNCA ME ENGANOU.

Anónimo disse...

Segundo se sabe o presidente anda a ameaçar um estabelecimento para ele retirar a queixa, sob a pena de chamar as autoridades para multar o estabelecimento por alegado abuso de horário.

Ao que isto chegou, não é possivel esta sitação, alguem tem de ser desmascarado. que vergonha, é este que as pessoas queriam para a junta, é esta pessoa que diz ser do povo.

viva os campadrios.

viva os sacos azuis.

viva o dinheiro dos atestados.

viva os compadrios nas pedreiras.

viva as festas.

o povo quer é festas.

Olho Vivo disse...

Na verdade é uma vergonha com a ilegalidade da abertura da esplanada.Mas não admira porque foram os que financiaram a campanha dos "Independentes" e agora teem que colher contrapartidas.Mas pode ser que lhes aconteça como na viagem Mediaval venha a políciae lhes feche a porta.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL