quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Direcção das termas nega descargas poluentes no rio Uíma

Estância termal garante que as águas residuais e os resíduos orgânicos são lançados para rede pública de saneamento.

Bloquistas falam em “grave atentado ambiental” e pedem intervenção da tutela. Os resíduos orgânicos e as águas residuais do complexo das termas de Caldas de S. Jorge não estão a ser despejadas directamente para o leito do Rio Uima. É a garantia da administração da Sociedade e Turismo de Santa Maria da Feira, que gere o complexo termal, após uma denúncia, em forma de requerimento à Assembleia da República, do Bloco de Esquerda.
Leia mais na edição impressa do "Terras da Feira"

2 comentários:

Anónimo disse...

os afluentes limpos vão para o rio os sujos vão para o saneamento.
e o saneamento vai para onde????
para o rio... Sra Dra. Não tape o slo com a peneira, porque ela tem buracos...

Anónimo disse...

Os sujos são elevados na estação elevatória ali mesmo ao lado e dali passam por uma mini ETAR montada perto do Mourão. Garantiu-me um técnico da Câmara que há ali um processo de pré tratamento antes de serem essas águas projectadas para o rio ali junta da Ponte da Chã. Passo a informação sem agravamento de custo.

José Pinto da Silva

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL