quarta-feira, 26 de novembro de 2008

O Interesse Municipal...

Na Sexta-feira passada a Câmara Municipal, aprovou a isenção fiscal de uma empresa que vai ser construída nas imediações do Europarque alegando o interesse municipal do projecto de investimento.

Na segunda-feira neste Blog surgiu um texto do Sr. Arquitecto Pedro Castro e Silva que propõe uma Pousada de Charme para a “casa da Pines” e terrenos adjacentes.

Agora estão a perguntar, o que é que uma coisa tem a haver com a outra!!! A resposta é muito simples, como podemos procurara investidores interessados em desenvolver esta freguesia, que toda a gente já descobriu que passa pela criação de mais alojamento, e de alternativas hoteleiras, sem que sejam criadas condições de investimento. Todos os empresários hoteleiros sabem qual os valores fiscais para a construção de uma unidade hoteleira. Todos os empresários deste sector são bombardeados, com propostas quase irrecusáveis para se instalarem noutras freguesia e noutros concelhos. Como querem que alguém invista em Caldas de S. Jorge, sem que a autarquia local promova facilidades de impostos e de terrenos?!

Mais uma vez a Junta de Freguesia das Caldas de S. Jorge entrou muda e saiu calada desta assembleia. Mais uma vez não teve o sentido de oportunidade para exigir as mesmas condições para quem queira construir unidades hoteleiras na freguesia. Mais uma vez não viu definido o que a Câmara quer e deseja para o terreno da “Pines”. Eu tenho pena que esta Junta, que tanto empolou o seu poder de revindicação nunca tenha feito usou da palavra na Assembleia Municipal, limitando-se a ir levantar o cheque de presença. Julgo que está na hora da Autarquia terminar em definitivo com esta inércia, que é mais visível na exigência do concurso público do Ilha Bar. É hora do Presidente da Junta divulgar os empresários que tinha para a construção de unidades hoteleiras na freguesia, e dizer em concreto, que iniciativas já tomaram para trazer em definitivo esse investimento para Caldas de S. Jorge.

27 comentários:

Anónimo disse...

Só por curiosidade, em mandatos anteriores, a Junta das caldas levantou a voz à câmara, em mandatos anterior a juntas das Caldas impôs que a câmara esquecesse os impostos de alguém? É que eu não me lembro... Por isso acho que este Presidente não lhe deve ser apontado o dedo por não o ter feito, o homem até anda a fazer umas coisas, não o critiquem tanto...

Anónimo disse...

Sr. Administrador,

Como o Sr. sabe, muitas das vezes os finais pretendidos, exigem determinados meios, ou seja, penso que não será numa assembleia onde estão outros presidentes de junta, entre outros, que se deva tomar posições do género da que refere na sua peça.
Uma actitude dessas serviría para arranjar boa antipatía com o executivo camarário. Agora, pelo contrário deve ser um assunto da nossa junta, junto da camara em reuniões privadas. E pelo que sei, é assunto por várias vezes abordado.
Não basta só parecer, mas sobretudo ser...

Anónimo disse...

Para o primeiro anónimo, que eu saiba, não houve nenhum presidente da junta que tenha dito que ia entrevir muito na aasembleia, só este. Quantas vezes falou!? nenhuma.

Para o segundo; sabe que os presidentes da junta que mais vezes falam na assembleia é onde se vê mais obra? Não sabe, já deu para notar.
quanto ao que este presidente ter feito umas coisas é verdade, temos os dois a mesma opinião.
1ª grande obra deixou de falar para a população, armou guerras contra o dr. Raul, contra a Bébécar, e todos aqueles que trabalham em prol da freguesia. por isso quanto a relações publicas estamos bem servidos.
2ª grande obra, a cagada da urbanização da bébécar, gastando centenas de contos em movimentações de terras para deitar ao lixo
3ª grande obra, o campo relvado. Foram gastos milhares de Euros que estão no caixote do lixo.
4ª grande obra a porcaria que está nas valetas, a freguesia mais porca.
5ª grande obra, os raides colocados em frente ao visinho, encurtou a estrada meio metro, ficando um verdadeiro nojo de vista paisagistico.
6ª grande obra, começar o calvário, o ilha, a rua da quinta dº ines para a sóbrinca, e deixar estas obras paradas à varios meses.

6 grandes cagadas, que ele fez na terra. Mas ainda existe quem coma e goste. Por isso bom apetite.

Anónimo disse...

Convem não esquecer que essas obras serão para terminar no periodo antecedente ás próxima eleições...elas não vão ficar eternamente inacabadas...Calma, já faltou mais para as próximas eleições.
Relativamente à suposta isenção fiscal municipal, que ninguem julgue que consegue obete-la, legalmente, sem esta ser mencionada em assembleia municipal...
Relativamente á inércia do Sr. Presidente da junta,pois bem, até que não tem feito mais que a sua obrigação, a questão é que tem que se lembrar que estamos numa sociedade capitalista e meritocratica, e sem capitalistas do "nosso2 lado nada feito...A menos que o respectivo senhor, ainda acredite que, nos dias de hoje, consegue fazer algo sem dinheiro e apenas com boas vontades e "coisas" do genero. Quanto á bebécar, no paragrafo acima me referi.
Para finalisar, felicito o Senhor presidente da junta pelo que tem feito, mesmo sendo pouco, e desafio-o a pensar mais no dinheiro...

Anónimo disse...

Martins vai-te embora que já vais tarde.

Anónimo disse...

Caro colega anónimo n.º3, fazendo referência às suas palavras "...ficando um verdadeiro nojo de vista paisagistico.", tenho a informá-lo, caso não saiba, que um rail de protecção não é nenhuma peça arquitectónica, nem tem que ficar "bonito", tem é que desempenhar correctamente as funções para as quais foi concebido, ou seja, protecção contra eventuais quedas de veículos motorizados em zonas que ofereçam potencial perigo.
Uma sugestão, informa-se melhor antes de escrever a sua opinião.

Anónimo disse...

Mais uma coisa, não de diz raide, porque isso, se não estou enganado é uma marca comercial de insecticida, mas sim rail. É como eu disse, informe-se primeiro antes de dizer besteira.

Anónimo disse...

Os rail's encurtaram a estrada em meio merto?? pq? o sr. anónimo por acaso passava com o seu carro por ali em que 2 rodas assentavam no alcatrão e as outras 2?? devia de ser no ar não?? é que aquilo tá a ocupar um espaço....

Anónimo disse...

Os rail's encurtaram a estrada em meio merto?? pq? o sr. anónimo por acaso passava com o seu carro por ali em que 2 rodas assentavam no alcatrão e as outras 2?? devia de ser no ar não?? é que aquilo tá a ocupar um espaço....

Anónimo disse...

ja agora, o corrector de RAILS, podia tambem corrigir o RAIL que se enconta na curva da da estrada que vem do alto viso...

Anónimo disse...

A questão é que nunca caiu carro nem pessoa nenhuma, isto em primeiro lugar.

A segunda é que existe alternativas bem mais seguras, bem mais económicas e muito, mas mesmo muito mais bonitas.

mas gosto é algo que não abunda para esta Junta de freguesia.

Anónimo disse...

Concordo inteiramente com o Administrador e Autor do Post.
Só acrescento mais uma pequena promessa eleitoral que o Sr. Martins fez e que falhou redondamente como foi o caso do novo centro escolar. Ele disse que se ganhasse, tinha alguem que oferecia o terreno em casaldoido. Mais uma vez, meteu água. Estamos a ficar cheios de promessas falhadas. Estou completamente arrependida de ter feito parte do projecto "Futuro Já" e de ter sido uma das mulheres que sempre esteve ao seu lado em termos politicos.
Como pessoa o Sr Martins merece todo o respeito e consideração, agora como presidente,não tem condições de desempenhar um bom trabalho.

M.

Anónimo disse...

eiiiiiiii ...e projecto do ilha que demorou 6 anos a ser concluido...e foi preciso uu gabinete do eng.orlando acabar...anda ai cada arq.......e eng.....doutores é o que a mais...esta gente pensa que á caldas lhes pertence...sooo sabem criticar

Anónimo disse...

ó ultimo anónimo lava a boca quando falares de pessoas que dão muito à terra sem nada em troca.álem de não saberes do que falas és mal agradecido e invejoso e tens muita dor de cotovelo.
coisa feia

Anónimo disse...

Por favor indique as alternativas que diz existirem, em alternativa aos rail´s lá colocados, se forem viáveis dou-lhe total razão. Quanto a nunca terem caído lá pessoas nem veículos, não me posso pronunciar, pois não tenho conhecimento de causa, mas o azar acontece...e um dia pode acontecer, e se alguma vez chegar a esse dia, se não estivessem lá os rail´s de protecção iriam acusar a Junta e a Câmara de nunca terem pensado no assunto, como já é habitual neste "infeliz" país, se alguém toma a iniciativa está mal, se não toma é um gajo que não faz nada, sinceramente... Confesso que alguns aspectos poderiam estar melhores, mas os rail´s estão bem colocados, do meu ponto de vista, e julgo não haver razão para tanto alarido. Quanto ao outro rail de protecção que fala, desconheço o local, e se está assim perigoso, ou danificado, ou outro motivo, porque não vai até à Junta informar, ou envia uma carta para a Câmara Municipal. Já experimentou alguma destas alternativas antes de criticar?? Para terminar, tenho a dizer apenas mais uma coisa, as coisas não aparecem feitas do dia para a noite, e parece-me que alguns de vós estão a "entrar" na onda de sonhar à noite para acordarem no dia seguinte e estar feito, como se fosse tudo assim tão simples, e como todos os dias observamos que na política o que hoje é, amanhã pode não ser, mas depois de amanhã pode já estar feito, cada um que julge da melhor maneira e de acordo com a sua opinião. Afinal agora é que é mesmo para terminar, acho muitíssimo bem que o povo da freguesia tenha a sua opinião e queira ver a sua freguesia a melhorar de condições, mas eu por mim falo e não sou dessa vila, quantas vezes foram às Assembleias de Freguesia? Quantas vezes foram expor os vossos problemas e sugestões? E já agora que tanto criticam já pensaram ir tentar "conquistar" o poder.

Anónimo disse...

Mas em relação projecto do ilha à alguma dúvida de que ele tive-sse ter que ser acabado por o eng. orlando, tecnicamente ou arquitectonicamemte?...
È que se ouver alguma dúvida, eu posso apresentar aqui as provas, ou em outro blog qualquer!...
A questão aqui é tratar-se de valorizar-se quem nunca teve de se esforçar muito para ter alguma coisa, agora andar a fazer publicidade de determinado individuo, isso é grave e não é nada dignifivante, pois as pessoas começam a saber o que vem dentro da sacola.
Desde já dou os parabèns a quem deu continuidade a este blog, mas tentem ser mais parciais e não entrem em excessos, pois o dever de cada pessoa é dar provas daquilo que são, sem precisar dos outros para isso.
Quem se quiser fazer notar que passe mais à acção e que ponha as mão ao trabalho e dê a cara por isso.

cpmts a todos.
sjm

Anónimo disse...

O SJM é METIROSO.

Anónimo disse...

eiiiiiiiii...sera que náo uu...ARQ....com as suas politiquices e amigos que anda á travar ...uuuuu concurso do ilha....penso que sim.....

LLL disse...

A VERDADE É QUE A MAIORIA DAS PESSOAS TEM INVEJA DO ARQ. PEDRO.
A VERDADE É QUE ELE TEM OBRAS ASSINADAS POR ELE DE GRANDE NOME.
VER A IGREJA,
VER O JARDIM FERNANDO COELHO,
VER O CALVÁRIO, ENTRE OUTRAS.

Anónimo disse...

Concordo com o ultimo comentador e ele tambem tem projectos que vieram em revistas nacionais. E o mais importante e que ele poe sempre a terra à frente e nunca o vimos a pedir nada em troca nem nunca quis outros voos pois ate ja podia ter ido para vareador.

Anónimo disse...

A mediocridade é tanta que nem dá vontade de comentar,
tanta dor de cotovelo...
ao ponto de alguém de outro partido e provavelmente do sexo oposto, assinar como mulher do futuro já.

A questão é: Quem conseguirá derrotar o Martins?

Anónimo disse...

O comentário do dia 26 às 16.50h. é tão ridiculo e cinico que só dá vontade de rir.
É de tal forma, que quem o lê, pensa logo em sentido contrário ao que lá está escrito.
O Sr. faz uma boa publicidade e markting à actual junta de Freguesia.

1- quem armou guerra contra o Dr. Raul,???
(foi um dito barão de um partido da oposição)...
2- Quem é que gastou milhares de euros em movimentações de terras??(nem uma criança de 4 anos diria o tal)...
3- Milhares de euros no campo relvado?? (não estamos a falar do mesmo estádio, pois não!??)
4-As valetas....
5-Os rail`s??...
6-O Calvário.. o ilha... a rua de azevedo....

Realmente, contrariamente em relação aos ultimos anos, num ano(eleições foram a 25 de Novembro de 2007) fez-se muita "cagada" por acaso sem cheiro, porque se não estavamos todos intoxicados...

Anónimo disse...

Pelos vistos a Junta está a tentar negociar com alguns proprietários de terrenos junto às margens do Rio Uíma a tira de terra para execução do "passeio pedestre" ou lá como se chama.
Estou para ver como é que o José Martins vai proceder com alguns proprietários, nomeadamente com o Grupo Bébécar... Vai ter que usar muita diplomacia!!!

Anónimo disse...

Este ultimo comentário não tem razão de ser porque não passa em terreno da Bébe-Car.Agora quero ver é como ele vai ter autorização do snr. Alcino da D. Inês pois ele denunciou.o á G.N.R pelo abate das árvores.

Anónimo disse...

Ao anónimo do dia 28 às 20:09

Porque é que tem tanta certeza de que uma mulher do Futuro Já não mudou de opinião.
Mediocridade é a sua.
A verdxade é que os apoios vão começando a perder-se e o senhor martins e companhia começam a ficar preocupados.
Esta é uma Junta muito fraca e isso está a começar a ser provado.

Quer exemplos de mulheres que já não o apoioam:

Sónia Peixoto,
Teresa Catequista,


Eu chamo-me M.
Sou mulher.
Apoiei o Martins e o Futuro Já.
Mas já não acredito nesse projecto.
Vejam que até as pedreiras deixaram de ser falados. Interesses?

Anónimo disse...

O tema base do "post" é a concessão, ou não, de isenções fiscais e/ou outros benefícios por banda da Câmara a quem se proponha investir no território do Concelho. E vem a propósito a isenção de IMI a uma empresa que irá instalar uma fábrica nas imediações do Europarque.
Normalmente, quando uma empresa admite instalar-se no(um) concelho, apresenta um ante projecto de investimento, onde prevê volume total de investimento, produção previsível, se para o mercado nacional se para exportação, mão de obra a ocupar, enfim, um estudo económico. E com base nesses dados propõe receber apoios: terrenos mais baratos, isenção de impostos (muitas vezes pedidos também ao Min. das Fimnanças) Aí é que as autoridades analisam os previsíveis benefícios para o concelho com a instalação e tomam as decisões.
O primeiro passo será o de incentivar empresas a vir para o concelho e particularmente para um determinado local, incentivo tornado, ou não, público antecipadamente. No caso de Caldas de S. Jorge, estou em crer que se houver uma empresa verdadeiramente interessada em investir concretamente nos terrenos da "Pines" e se apresentar o tal estudo a Câmara não deixará de estudar a concessão de alguns benefícios de ordem fiscal, ou outros. Digo eu.

José Pinto da Silva

Anónimo disse...

Dª M.

sou o anonimo do dia 28 das 20.09h.
a Senhora diz:

"Porque é que tem tanta certeza de que uma mulher do Futuro Já não mudou de opinião".

Eu pergunto: quando é que no meu post eu digo isso??

Se calhar não foram só duas ou três mulheres que mudaram de opinião, provavelmente mais, são livres de o fazerem e merecem todo o respeito. Outros terão aderido.

Contudo a única questão que deixo é:
- Será a politica um meio para querermos protagonismo pessoal, ou um serviço a toda a comunidade?

Cumprimentos

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL