segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

...e o Portugal encurralado!!


...e o Portugal encurralado!!

Após a Conquista de Ceuta 1415
E a queda do Estado Português da Índia em 1961
São decorridos 466 anos! Portanto cinco séculos!
Assim durou o império Lusíada,
Na opinião de um famoso historiador Inglês: O primeiro Império da Época Moderna e o Último da Idade Contemporânea1
CINCO SÉCULOS É OBRA!
Entretanto veio o Estado Novo 28 de Maio de 1926
A 25 de Abril de 1974!
O estado novo conservou o império entretanto acossado pela ocupação do Estado da Índia e pela Guerra Colonial! E aguentou ventos da História e Marés contrárias! Mas aguentou!
Conservou o Império,
A riqueza
E o ouro!
….. não roubou
nem deixou roubar!!!
Pergunta-se onde pára a riqueza
E o ouro?
Ao Senhor Jacinto Nunes, Director do Banco de Portugal, no Estado Novo e
Ao Senhor Vítor Constâncio, os dois juntos em directo na TV e lhe perguntarem
Sabem a resposta!!! Só se não quiserem responder!!!!
PORTUGAL ENCOLHEU E ESTÁ ENCURRALADO!
E muitos querem dar de mão beijada a Restauração de 1 de Dezembro de 1640!
Mas ainda é tempo de arrepiar caminho!
De sair deste beco redutor!
E abrir de lés a lés as portas do optimismo!
Portugal Continental e Insular com os seus limites marítimos é o maior país da Europa tirante a Rússia! Dará uma superfície entre 5.000.000 a 6.0000.000 de Km2.
É pouco ?!

E se explorasse as energias alternativas??
A viaturas eléctricas….
As energias locomotrizes???
Os fundos marinhos… contas riquezas … piscícolas…. Algas… plâncton…
Caravelas…galeões… naus… afundadas ao heróicos marinheiros pelo audazes e temidos piratas bandidos!!!!
A energia das marés e dos mares!!!
… do petróleo a explorar e não explorado por inépcia e preguiça de um povo adormecido e sentado a cantar a Grândola Vila Morena à beira do garrafão do tintol alentejano.. e ao som do Avante, camarada .. para os lusos recuar imitando … as burras e as mulas nas suas necessidades ligeiras…. e o caminhar dos caranguejos!!!
ASSIM NÃO DÁ!!!

5 comentários:

Anónimo disse...

Que dizer de tanta reaccionarice?
Sem prejuizo de reconhecer que se cometeram erros em todos os processos, será de entender que deveríamos continuar a ensinar nas nossas escolas que "Angola é Nossa?
Acho que se definiu no último parágrafo, porque só a si se pode comparar com o que define nesse último parágrafo.

José Pinto da Silva

Anónimo disse...

Abaixo a reação que quer o 24 de Abril.Sei que custa perder os previlégios do tempo do Salazar.Paciencia.

Anónimo disse...

Salazar viveu sóbrio e morreu pobre!
Os do 25 de Abril vivem ricos,
roubam
e depois morrem!!!
Salazar tinha botas mas não lambia botas como os chuchas...

Anónimo disse...

Sem querer tomar partido, verdade seja dita,que depois de abril de 74 perderam-se muitos valores entre os quais destaco o respeito e a palavra de honra , hoje tudo é permitido ,ha liberdade em excesso O que havia de menos antes, agora ha em demasia hoje rouba-se, mata-se, burla-se e a lei quase proteje os criminosos,quem é rico passa por cima de muita coisa,basta ver no nosso concelho ,qem tem dinheiro e conhecimentos,tudo consegue,basta ter olhos para ver e toda a gente sabe disso, quem faz as leis em Portugal dà a impressao que vive num mundo hà parte.Diz-se muitas vezes a brincar<< para endireitar Portugal era preciso um Salazar>> mas eu digo um Salazar mas em cada distrito E verdade antes Portugal tinha um dos maiores tesouros do mundo e nao se pode dizer que Salazar era rico pois pouco mais tinha do que a casa, que era simples .Hoje nao temos tesouro, pois estamos endividados, mas os nossos governantes politicos esses nao sao pobres ,tudo é feito para os proteger , senao veja-se os salarios e as pensoes reformas se ao menos eles fossem responsabilizados pelo que fazem,para nao falar nos tachos,que se arranja para o depois governaçao.Como sempre,quem paga as favas é o Zé Povinho.Sei que sou um bocado Conservador,mas ha valores que é necessario preservar,. nem oito nem oitenta.Em muita coisa estou de de acordo com esse texto mas gostaria de saber quem foi o autor.UM abraço para todos OLI64

Anónimo disse...

Hoje em vez de um grande tesouro temos um grande défice, é verdade. Mas, por outro lado em vez de 25 anos de atrasamento em relação à média Europeia, temos apenas 12, nada mau. Se actualmente se deixassem pendentes, alguns projectos de elevada envergadura, como: Novo Aeroporto, TGV, terceira ponte sobre o tejo, e alguns que estão em fase final de execução: como a rede viária nacional, talvez tivessemos um PLII positivo face ao exterior e não negativo.Contudo, o objectivo é o desenvolvimento e a qulidade de vida das populações e não acumulação desmesurada de riqueza.
Quanto aos salarios gestores de topo, acho que ganham de acordo com as funções que desempenham, sendo que no caso dos gestores privados, esses deveriam ter um salário base inferior e ganharam prémios de produtividade mais elevados, isto é, se um gestor de topo de empresa Privada apresenta-se uma gestão que explicasse o seu salário mensal global de 200.000€ pois bem, então que fosse esse o valor.
Quanto aos politicos e gestores publicos, esses ganham efectivamente muito mais que a sua produtividade, que por vezes alem de nula chega a ser negativa, devido às más politicas de governação em Portugal: Salário vitalicio (no caso dos politicos), bonus vitalicios (segurança, carros de topo com respectivos motoristas, etc), mais que um emprego de topo, Rendimento minimo Assegurado, subssidio de desemprego com validade superior a 6 meses,...
Poderia continuar a referir inumeras más politicas, originam a má situação financeira do país, contudo, a ideia crucial que convem reter é que apesar dos politicos serem a classe que mais beneficios tem, esses apenas representam uma parcela insignificante de custos relativamente aos que apresenta a segurança Social com o Rendimento Minimo Assegurado, e POLITICAS DE ACOMODAMENTO similares, que servem exclusivamente para pessoas desencorajadas manterem um nivel de vida razoavel sem trabalharem e para diminuir drásticamente a produtividade do país.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL