domingo, 5 de agosto de 2012


            Celebrações e  Eventos das Comemorações
             Paróquia de Cristo Rei da Vergada
 
Dos quarenta anos da criação da Paróquia de Cristo Rei 
da Vergada havendo duas datas que não podem 
ser esquecidas pelos seus residentes:
O dia 7 de Agosto de 1972
(data da Provisão Diocesana da Instituição da Paróquia)
e a data de 15 de Agosto de 1972
(data da entrada oficial como Igreja Matriz).
 
 
Para assinalar a data das Bodas de Esmeralda da criação da Paróquia
(40 anos) prevêem-se as seguintes Actividades:
Exposição de Fotografias, documentação 
e materiais alusivos à localidade da Vergada.
Tem como título Alicerces da Paróquia”.
Será aberta  a 4 de Agosto e ficará exposta até ao dia 10 de setembro.
 1 - Conferência no dia 7 de Agosto (terça-feira),
 às 21.00 horas, sobre a Proto-História, História da Paróquia até ao dia 15 de Agosto pelo Sr. Doutor de História Vergadense, Hugo Ribeiro.
Estará também presente o Projectista a Igreja Matriz e da Residência Paroquial  o Sr. Alberto Dias de Almeida.
2 - Conferência no dia 9 de Agosto (quinta-feira), às 21.00 horas.
 Serão conferencistas o Sr. Pe. Casimiro Pinto de Oliveira
e o Sr. Dr. Pedro Ferreira (Director dos Coros da Paróquia).
A Sr.ª Dr.ª Ermelinda Ferreira fará a apresentação  do Sr. Dr. Pedro Ferreira.
3 - Bênção da Igreja, Dedicação da Igreja 
e Bênção do Altar e do Sacrário 
na Eucaristia do dia 15 de Agosto, 
Festa da Assumpção da Senhora ao Céu, 
(Quarta - feira) às 19.00 horas por Sua Excelência Reverendíssima, o Sr. Bispo D. João Evangelista Pimentel Lavrador.
Colocação de placards e placas alusivas às Comemorações.
Convívio/partilha com lanche/ajantarado para todos os inscritos 
e convidados no final do qual se partilhará 
o Bolo de Aniversário com o canto de Parabéns
e do Hino da Paróquia.
 
 

4 comentários:

ATM disse...

O Corpo Nacional de Escutas (CNE) reune 17 mil escuteiros num acampamento em Idanha-a-Nova, no Distrito de Castelo Branco entre os dias 4 e 10 de Agosto.
Segundo o CNE este será o maior acampamento na história do escutismo português.

silva disse...

Ficaram as sugestões no ar mas para nada.
Um orador que nunca foi a igreja a não ser em funerais ou quando andou na catequese,
Quanto ao arquiteto só fez o que o falecido (Rompe) lhe disse, pois ele tinha construído uma assim na Venezuela, quanto a residência foi o vigário, Padre Baptista que mandou fazer e não como relata as suas informações estão mal.
Abre-se as portas a um ateu aquele que roubou a igreja para fazer parte da exposição como vai a igreja!!! até o bispo.

Toni Silva disse...

sr. silva não entendi patavina do seu comentário...

silva disse...

Para entender melhor vá ao blog da vergada ai o comentário está completo.
Está festa de 40 anos de paróquia é uma fantochada de religioso não tem nada.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL