segunda-feira, 29 de outubro de 2007

Jorge Santos garante que em momento algum esteve "desaparecido" do combate político.

"O PS e os Independentes vão ser penalizados pelo povo das Caldas. O Bloco é claramente alternativa"

“Cometidos tantos erros, como cometeram os Independentes, as pessoas verão os nomes que integram cada lista e saberão fazer a melhor opção, no dia das eleições. O próprio PS, de esquerda tem muito pouco e as pessoas começam a chegar a essa conclusão”. São ideias de Jorge Santos, cabeça-de-lista do Bloco de Esquerda, para as intercalares das Caldas, de 25 de Novembro próximo.
O primeiro nome do Bloco na vila termal deixa uma garantia, no que toca ao combate político, no concelho. “Nunca estive desaparecido, apenas um problema de saúde, bastante grave, obrigou-me a ausentar. Superado esse problema, voltar às lides políticas
não será novidade, em espanto para ninguém, uma vez que faz muitas décadas que eu faço política” revelou, em declarações à RCF.
Turismo, potenciar a zona envolvente das Termas, o Ensino, através do “Pólo Escolar,
que faz muita falta há muitos ”e o Ambiente “porque não se pode falar em passadiços, com os rios pelo concelho a apresentarem os níveis de poluição actuais”, são as três áreas, em forma de prioridade, assumidas pelo Bloco de Esquerda.
“Se repararmos bem, o que é o verdadeiro ex-libris das Caldas está sujo, para não utilizar outro termo, que é o Rio Uíma, Não há a limpeza, sequer, das folhas que caem das árvores, o que deixa uma imagem terrível aos aquistas, a quem visita uma vila que está vocacionada para o Turismo”, evidencia.
No campo do ensino, o referido candidato aborda o processo da Escola EB 1 e Jardim de Infância de Azevedo. “Não só é degradante, como vergonhoso para as Caldas de S. Jorge, mas também para a Câmara Municipal. O antigo presidente da Junta de Freguesia, Fernando Coelho, foi prometendo, prometendo uma escola à população de Azevedo, que nunca foi negada pela autarquia, mas tinha se a consciência que não se podia gastar 60, ou 70 mil contos numa escola, num lugar que, de ano para ano, estava a perder alunos. Houve promessas durante as campanhas para a Junta, mas não se avançou com uma solução. Por obrigação, esse vai ser um problema que será resolvido nos próximos anos”, releva.
Com cinco listas, o eleitorado ficará, ou não, confuso? Se há quem pense que serão os Independentes a saírem beneficiados, Jorge Santos tem uma ideia diferente. “O Bloco de Esquerda vai ser a surpresa das eleições nas Caldas. Não há assim tantos candidatos à esquerda para as intercalares”, assevera.
Em relação à queda do executivo da Junta de Freguesia, ressalva o candidato, “o problema começou há dois anos, quando se chegou a este acordo tripartido. Para o candidato do Bloco de Esquerda, a expectativa foi “grande quando apareceu uma Lista Independente e os caldenses esperavam que eles fizessem um trabalho, realmente, independente. Bastou passarem as Eleições para eles se tornarem dependentes dos partidos, com o acordo que foi feito para ficarem os três na Junta de Freguesia. Logo aí perderam credibilidade, para além do PS cedo ter demonstrado que estava ali para derrubar e não para apoiar. Não tenho grandes dúvidas que, com o decorrer da campanha, as explicações vão sendo dadas e que o povo vai penalizar o PS e os Independentes”, conclui.

Hoje em Correio da Feira.

4 comentários:

Anónimo disse...

Pelo artigo ou entrevista do candidato do bloco de esquerda ao correio da feira, esta mesmo a ver-se que já existe uma coligação pré-eleitoral com o PSD o que será caso para dizer que para o bloco a gestão caótica do PSD deve continuar e ainda para mais com autarcas-empreiteiros.
Senhor Jorge Santos, está a prestar um mau serviço à freguesia

Anónimo disse...

É vem visivel o receio do Sr Jorge Santos, de que seja a lista independente a ganhar as eleiçoes, porque sera?

Pelusa

Anónimo disse...

tem sido visto com o martins ultimamente ou quase todos os dias,
devem andar a preparar alguma

Anónimo disse...

Vai uma aposta?
Eu aposto que o Jorge Santos (BE) não ultrapassa os 45 votos...
VAi correr mal a estratégia concertada entre o Bloco de Esquerda e o PSD, para dividir o eleitorado mais à esquerda.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL