quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

O Primeiro Presidente da Junta a Tempo Inteiro – Ordenado mais de 600€ mês…

Pessoalmente acho legitimo que o presidente se dedique a tempo inteiro à freguesia, achando que agora tem mais responsabilidades e moralmente obrigações que anteriormente não existiam.

Se dantes dizia que estava a fazer um grande sacrifício pessoal e profissional em prol da freguesia, agora esse sacrifício passa a ser remunerado, sem que haja desse sacrifício uma desculpa para não trabalhar em prol da freguesia.

Agora falta saber se uma freguesia com pouco mais de 3.000 habitantes justifica ter uma funcionária de secretaria e um presidente da Junta de Freguesia a tempo Inteiro!!!

Para mim apesar de ser legítimo nunca justificou, e com esta exigência cai por terra trabalhar com muito sacrifício… Trabalha porque é pago para trabalhar…

16 comentários:

Anónimo disse...

É bom que os fregueses (habitantes de uma freguesia) saibam quando aufere o autarca. Não há razão para choradinhos acerca de sacrifícios e tretas do género. O cargo profissionalizou-se, e é bom que os cidadãos se lembrem que os autarcas são pagos a partir dos seus impostos. Se o eleito não cumpre, será dever do cidadão lembrar-lhe das promessas ou do programa proposto e votado. Se o tipo persiste no erro e lhe sobra tempo para empalear os fregueses, então a música é outra. Terá de ser interpelado e demitido. Será altura de passar das palavras à escrita e a outros tipos de acção cívica. Tenham um muito bom 2010. Octávio Lima (ondas3.blogs.sapo.pt)

Anónimo disse...

É uma vergonha Candidatar-se apenas com essa intenção sem nunca ter abordado o assunto na campanha.Não sei qual foi a posição da Oposição mas,na verdade é um bom ordenado que vai dar para andar de costas ao alto.

bc23 disse...

Os votos de um excelente 2010!

Anónimo disse...

claro, claro... é uma vergonha as pessoas serem pagas pelo seu trabalho... e um presidente da junta não deveria dedicar tanto tempo à sua freguesia... por favor, senhores.não se pode ser preso por ter e por não ter cão... (e, sim, parece-me óptimo que tenhamos um presidente totalmente dedicado à freguesia, o que em nada põe em questão a empregada da junta... são trabalhos completamente diferentes).

pv

Anónimo disse...

Tenho a certeza que durante a campanha eleitoral , o senhor presidente fez saber que iria trabalhar a tempo inteiro e iria receber a sua remuneração !!!!!!!!

Anónimo disse...

Numa Freguesia com a população que as Caldas tem nada justifica ter que suportar mais esta despesa.Eu pergunto quais são as mais valias de ter um Prsidente a tempo inteiro? Agora é que te damos valor Fernando Coelho.

Anónimo disse...

Não,o Martins enquanto candidáto nunca disse que iria exercer funções a tempo inteiro.Chama-se a isto oportunismo primário.Os membros da assembleia de Freguesia eleitos na lista PSD, dois deles se tivessem vergonha já se tinham demitido,um(florista)passou de cavalo para burro,o outro(Grilo)queria tacho mas a Rosa não deixou.

Anónimo disse...

Mas esta gente critica por tudo e por nada. Então não acham que é melhor ter um presidente a tempo inteiro?! Qual o mal nisso? O ordenado? É assim tão alto? Não acho. Que gentinha...

Anónimo disse...

Ou muito ou pouco não importa para o caso,o que está em causa é a falta de ética do Presidente que sempre disse que se candidatava para servir a Freguesia,e agora o que vemos é ele a servir-se dos nossos impostos.Simplesmente vergonhoso.

pv disse...

Parece-me haver aqui um sério erro de interpretação dos factos. Tenha dito ou não que ia trabalhar como presidente a tempo inteiro, e esteja ou não a tempo inteiro (pelo que sei de fonte segura, não é tempo inteiro, mas parcial), desde quando o serviço a uma freguesia tem de ser não remunerado? E desde quando a remuneração transforma o serviço à freguesia em "servir-se da freguesia"?
Não compreendo... A maioria dos serviços públicos, no nosso país democrático, são remunerados. Isso acontece na administração central, distrital, municipal... porque não deveria acontecer a nível local?
Queixamo-nos de falta de dedicação de tantos presidentes de junta... e depois queixamo-nos de... dedicação a mais? Que gente estranha que somos...
A administração local exige sacrifício de quem a assume. Mas se a remuneração existe - e é bom que exista; pena é os valores serem tão reduzidos - parece-me totalmente justo e indicado. Afinal, o trabalho remunerado não é crime em Portugal.

Anónimo disse...

Os que criticam era de todo desejável que se candidatem e trabalhem à pala... Que eu saiba ninguém trabalha para aquecer e ainda por cima corre sempre o risco de ser injustamente criticado...

Lobomau disse...

É que 600 euros é uma pipa de massa...

http://www.cga.pt/Legislacao/Lei_1996041811.pdf

se está na lei pq nao cumprir?

Anónimo disse...

É Falso.

Nunca foi dito por ninguém que o Presidente da Junta se iría dedicar a tempo inteiro, mas sim a em REGIME DE MEIO TEMPO.

Não percebo, nem compreendo onde é que o Sr. Administrador foi buscar esta informação!?

Anónimo disse...

É Falso.

Nunca foi dito por ninguém que o Presidente da Junta se iría dedicar a tempo inteiro, mas sim a em REGIME DE MEIO TEMPO.

Não percebo, nem compreendo onde é que o Sr. Administrador foi buscar esta informação!?

Anónimo disse...

é so palhassos em caldas de s.jorge ...

Anónimo disse...

Esta noticia deve ser verdadeira.
Pelo que ouvi dizer o Ramiro vai reformar-se, por isso ele deve ir candidatar-se ao seu lugar.

E até lhe fica bem a enchada na mão e é preciso cantoneiros nesta Vila, pois as valetas necessitam urgentemente de quem as limpe.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL