quinta-feira, 30 de abril de 2009

Presidente da Junta mantém tabu sobre próximas autárquicas...


Diz que tem convites de “dois partidos”
José Martins é apontado localmente como provável candidato do PSD, mas continua a afirmar que ainda não decidiu se se recandidatará como independente ou sob sigla partidária.
José Martins, presidente da Junta de Caldas de S. Jorge, eleito em lista independente, afirma ter convites de “duas forças políticas” para encabeçar as respectivas listas nas próximas eleições autárquicas, mas garante que ainda não tomou uma decisão definitiva, não excluindo sequer o cenário de se recandidatar sem sigla partidária.
Leia mais na edição impressa do "Terras da Feira"

Onda de Assaltos nas Caldas veio para ficar…

Mais dois estabelecimentos comerciais foram assaltados.

Desta feita, foram os dois no lugar da Sé.


Parece que teima em não terminar, os delitos em Caldas de S. Jorge.

Ainda o mar das especiarias


Do Jornal Terras da Feira
Mar das especiarias vai ter apresentação pública nas Caldas de S. Jorge…
Parabéns aos escritor
Joaquim Magalhães de Castro
Será um momento grande desta Vila Termal!
se coincidirem comas Festa da Vila Termal
será ouro sobre azul

Notas da Assembleia de Freguesia…

- O Presidente da Junta recusou responder às questões financeiras, levantadas pela bancada socialista, relacionadas com as contas do primeiro trimestre de 2009.

- O relatório de contas relativas ao ano transacto fora aprovado.

- Ficou-se a saber que as novas casas de banho, irão ser veladas pelos exploradores do quiosque.

- Sabe-se que a água de Casaldoído ainda continua contaminada.

- Em cada Assembleia que passa, o nº de cidadãos a presenciar as mesmas, tem sido cada vez menos, ou melhor quase nulos.


Notas Externas á Assembleia:
Em conversa externa á Assembleia, ficou-se a saber que existe uma pessoa que poderá impugnar o Concurso do Ilha Bar, caso não veja o seu projecto aprovado para a mesma zona.
Ao que segundo ele ainda fará correr muita tinta, até a construção do mesmo.

Mar das especiarias vai ter apresentação pública nas Caldas de S. Jorge…



Caríssimos amigos,


ATM, Horácio, Pinto da Silva e Gomes(do Pinheiro),

Agradeço as vossas palavras de incentivo e desde já asseguro que será feita uma apresentação da obra na NOSSA terra, em data a anunciar.
Teremos então oportunidade para falarmos dessa e de outras aventuras.

Eis os meus contactos:

E-mail: aolume@yahoo.com
Telefone: 91 89 26 124


Um grande abraço e... até lá

Joaquim


Humor Da Terra...

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Correio de leitores...

Quinta do areeiro ao abandono


A quinta do areeiro, situada na Freguesia de S. João de Ver está votada ao abandono pelos vários organismos autárquicos.

A Junta de Freguesia esqueceu esta zona da freguesia, aliás, esqueceu toda a Freguesia.

A única acção que o actual executivo faz, é ter um presidente que se passeia por toda a freguesia no carro da Junta. Esperava-se que andasse a fazer um levantamento dos problemas, mas ao fim de três anos de passear-se os resultados não se vêm.

A política não pode ser uma feira de vaidades. Para o BE o exibicionismo revela atraso e uma forma de esconder a falta de realização das promessas eleitorais.

A inexistência de passeios é a demonstração de falta de planeamento da autarquia.

O BE questiona, por onde podem andar os peões em segurança na quinta do areeiro?

O piso das estradas está degradado, revelando o desmazelo total a que este local está votado.

A sinalética de trânsito, tanto horizontal como vertical é inexistente. Pondo em causa a segurança de peões e automobilistas.

São já vários os edifícios abandonados e alvo de vandalismo. Esperava-se da Autarquia a vedação desses edifícios para dar a segurança adequada a moradores e particularmente às crianças.

O BE exige que a autarquia proceda à devida vedação deste local para evitar qualquer tipo de acidentes.

Os silvados são a imagem de marca deste local, o BE espera que a autarquia obrigue os proprietários a limpar os seus terrenos, ou que a autarquia assuma a responsabilidade da limpeza enviando a conta para os proprietários.

As falta de recipientes para os moradores colocarem os lixos é lastimável, nem papeleiras existem. Será que os moradores da quinta do Areeiro não são feirenses? Pagam os seus impostos como os outros.

A quinta do Areeiro não está dotada de zonas de lazer e de prática de desporto. Esta urbanização é o exemplo da falta de planeamento urbanístico, o desordenamento urbanístico continua a ser umas das marcas da gestão laranja da Câmara.

Decididamente a terra dos sonhos onde vive o Presidente da câmara Alfredo Henriques, não fica no Concelho de Santa Maria da Feira!

Contactos: Joaquim Dias

Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

segunda-feira, 27 de abril de 2009

O que é isso da "Gripe Suína"?

Guia rápido do vírus da gripe suína

Saiba o que é o vírus da gripe suína, quais são os sintomas da doença, como se pode proteger e o que fazer em caso de suspeita de ter contraído o vírus.

Sintomas
Febres altas, superiores a 38ºc, tosse frequente e intensa, dor de cabeça, falta de apetite, congestionamento nasal, mal estar geral.

O que fazer
Se esteve numa área afectada e adoecer no prazo de 10 dias, dentro de um quadro de gripe (febre alta e súbita, tosse, dores musculares), deve telefonar para a linha de saúde pública (808 24 24 24).

Precauções
Não cumprimentar com beijo ou aperto de mão, não compartilhar alimentos ou utensílios, manter limpas toalhas de cozinha e de banho, lavar as mãos frequentemente com água e sabão, evitar alterações bruscas de temperatura.

Como tratar
Os portugueses que se vacinaram contra a gripe estão parcialmente protegidos contra o vírus H1N1. O virologista Jaime Nina acrescentou que a gripe suína pode ser tratada com antíviricos já existentes no mercado.

Conselhos
Vários governos, incluindo o português, desaconselham as deslocações à cidade do México.

Combate mundial
Vários países accionaram células de crise, indo da França a Espanha e à Nova Zelândia, passando pelo Reino Unido e Israel. Muitos países reforçaram o stock de Tamiflu, o medicamento utilizado contra a gripe das aves e que é igualmente eficaz contra a gripe suína.

-------------------------------------

Genebra, 27 Abr (Lusa) - Nenhuma região do mundo está imune à propagação do vírus da gripe suína, que terá provocado já 149 mortos no México, advertiu hoje o número dois da Organização Mundial de Sáude (OMS), Keiji Fukuda.

"Numa época em que as pessoas viajam de avião muito rapidamente por todo o mundo, não há nenhuma região do mundo onde o vírus não se possa espalhar", explicou hoje Keiji Fukuda.

Fonte: JN

Assembleia de freguesia quarta-feira…

Igreja usa MySpace para recrutar religiosos...Vocação



Igreja usa MySpace para recrutar religiosos
RITA CARVALHO
Novas tecnologias são cada vez mais usadas pela Igreja Católica para chegar aos jovens. Na semana das vocações, com início ontem, a Internet é a ferramenta para a selecção de padres, freiras ou leigos.
A Igreja está a usar a Internet para cativar os jovens a seguirem a vida religiosa. A crise de vocações assim o dita, apesar de os seminários começarem a receber mais alunos. A rede social escolhida é o MySpace. No portal ontem lançado, a propósito do início da semana das vocações, podem ser vistos testemunhos de padres, de religiosos e de leigos. Mas há ainda orações para descarregar no ipod e um espaço onde comunicar com outros jovens e realizar actividades em família ou em grupo.
"A grande novidade deste ano é o MySpace. Os jovens são a geração digital, e esta é a forma de nos sintonizarmos com eles e de os confrontarmos com esta realidade", confirmou ao DN o secretário da comissão episcopal das vocações e ministérios. Jorge Madureira lembra que a Igreja tem sempre procurado utilizar os meios de cada época. "E a Internet é um espaço privilegiado, porque é livre. Aí os jovens podem interagir e recolher elementos de forma informal, quando estão sozinhos no seu computador, sem compromisso."
No entanto, "estes meios não substituem, mas apenas complementam os que já são habituais e que passam pelo relacionamento pessoal, o acompanhamento feito nos grupos e na paróquia",disse.
Nesta 46ª semana de vocações, que termina no domingo, a pastoral vocacional disponibiliza também um guião com propostas de actividades que podem ser feitas em família, com as crianças ou nos grupos de jovens, e que se destinam a fazê-los reflectir sobre o sentido da vocação. "São propostas de dinamização das comunidades", explica Jorge Madureira, sublinhando que é no seio das comunidades cristãs que as vocações para a vida religiosa têm de surgir.
"Um problema que é de todos, deve ser resolvido por todos", diz o secretário das vocações, referindo-se à falta de padres e à responsabilidade dos católicos na inversão deste problema. "Não basta apenas pedir padres ao bispo quando eles não existem. Temos de ter consciência de que uma comunidade só está suficientemente evangelizada quando dela nascem vocações para o serviço da Igreja. Ou seja, quando gera frutos", alertou. A forma como as dioceses se aproximam dos jovens para lhes propor o sacerdócio ou a vida consagrada tem mudado nos últimos anos. Se antes a Igreja ficava à espera que os seminaristas lhe fossem bater à porta, agora tem adoptado uma atitude mais pró-activa, acompanhando de modo personalizada os jovens que se mostram cativados por esta opção de vida.
Muitos estão no pré-seminário, uma estrutura com actividades para jovens ainda novos para entrar no seminário mas que querem fazer o percurso de discernimento.
Esta semana vários seminários e ordens abrem portas para os jovens experimentarem o dia a dia de uma comunidade. Nalguns locais, também já há grupos organizados a rezar pelas vocações.
Esta Vila Termal já teve sacerdotes com fartura noutros tempos
Cf
Esta freguesia no tempo do Abado Inácio António da Cunha tinha 5 padres:

Em 1805 (Clérigos em Caldas de São)
Abade Inácio António da Cunha.
Cura Manuel António de Sousa
P. Manuel Francisco Alves Preda
P. João Caetano Pereira de Magalhães.
P. José Pinto Ferreira

Anteriormente em 1769 (Clérigos em Caldas de São)
Abade Caetano de Azevedo
P. José Bastos
P. Manuel Francisco de Sousa
P. João Bastos
P. Manuel António Bastos
Valério José de Almeida leitor
José Pereira
Outros tempos outras vintades

sábado, 25 de abril de 2009

25 de Abril


25 de Abril
35 Anos de... Liberdade!!!
"Fazer" e colaborar com o http://www.caldas-sao-jorge.blogspot.com/ também é COMEMORAR ABRIL.
Mais um ano que passou. E mais uma vez que esta efeméride fica esquecida nesta nossa terra.
É pena... É mesmo muita pena...
Atento73

Sexta-feira!

Sexta-feira! Estava a ver que nunca mais chegava este bendito dia!

Nada como uma boa sexta-feira à noite, sentadinho no sofá em frente do nosso “Plasma” ou “LCD” e quem tiver, pode e deve ligar também o poderoso sistema de surround, colocamos o ambiente com pouca luminosidade…20 horas…. hora do Telejornal na TVI…. “Boa noite, eu sou a Manuela Moura Guedes”… Porreiro pá!!

Por falar nisso, vamos já para o terceiro episódio da que por agora é uma espécie de trilogia “boa noite eu sou a MMG”! Obra assinada pelo nosso estimado Caldinhas. Será impressão minha ou neste intervalo de episódios em que ele “enfiou” no seu blog ,“Certas Confidências”, uma carrada de musica para …. Dar-nos música?!

Vamos então ao terceiro episódio:

“Boa noite. Eu sou MMG – Parte III”

Na sequência da entrevista de José Sócrates à RTP1, transmitida na passada Terça-Feira, a jornalista Manuela Moura Guedes anunciou que irá processar o Primeiro-Ministro por difamação.

Nessa entrevista, Sócrates referiu-se ao telejornal das 20h de Sexta-Feira na TVI, apresentado por MMG como sendo “travestido” e feito “de ódio e perseguição”. “Aquilo não é um telejornal, é uma caça ao homem”, afirmou Sócrates.

Para a jornalista, estas frases demonstram "que a pessoa que exerce o cargo de primeiro-ministro lida muito mal com a liberdade de informação".

Ainda nessa sequência, pelos vistos, o director da TVI e marido da jornalista (coincidência), José Eduardo Moniz, também irá processar o Primeiro-Ministro.

Dizem os senhores da (des)informação que, sobre o caso Freeport, “a TVI só relatou factos e não inventou imagens, sons ou afirmações, que o país tem assistido com espanto".

Ora muito bem...

Lembram-se do que aqui eu escrevi há uns dias?

Nem mais... Sócrates não disse nada que eu (e muitos portugueses) já não tenhamos pensado.

Não é o caso Freeport que a mim, particularmente, me incomoda. O que me incomoda é o histerismo irritante da senhora MMG e o facto do referido telejornal ser quase exclusivamente dedicado ao Primeiro-Ministro (que por acaso é o Sócrates). De jornalismo aquilo não tem nada. Aliás, o tom depreciativo e brejeiro leva-me a pensar que existirá um indisfarçável ódio de estimação que a MMG nutre pelo Primeiro-ministro.

Que a Justiça funcione é o que todos necessitamos. Que a justiça seja feita pelos tribunais é o que desejamos.

Por isso, na ausência de provas claras e documentadas, que ninguém seja levianamente julgado à Sexta-Feira à noite, num qualquer televisor perto de si.

(Nota: Se, como diz MMG, o Primeiro-Ministro lida mal com a liberdade de expressão, já a referida jornalista parece lidar mal com a liberdade de opinião...)

In http://kouzaselouzas.blogspot.com/

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Directo do padrão de descobrimentos...

Livro o mar das especiarias

Particular contrata “cantoneiro” para limpar as ruas de Caldas de S. Jorge…

Após várias queixas à autarquia local, o Sr. Hermínio Mota, contratou uma pessoa para limpar as ruas da Urbanização da colina.

Diga-se que desde a entrega desta urbanização ao domínio público, nunca mais foi limpa. Como tal, o Sr. Hermínio Mota, pagou do seu bolso a uma pessoa para limpar algumas ruas da colina, que são neste momento as mais conspurcadas da freguesia.

Mais um acidente grave na curva da Morte…

A curva com mais acidentes da EN223, voltou a ser alvo de mais um caricato acidente.

Um enfermeiro do hospital de Santa Maria da Feira, por volta das 2:00h, não contornou a curva, e mais uma vez destruíram o muro acabado de ser reconstruído, após mais um acidente.

Obras na EN 223…


Finalmente estão a ser levantadas algumas tampas de saneamento da EN223.
Após várias pessoas, incluindo o blog, terem feito queixa sobre esta situação, está finalmente a ser corrigido este grave erro de construção.

Lançamento do livro...


quinta-feira, 23 de abril de 2009

Viva o Agrupamento 901 de Caldas de São Jorge!!!

Robert Stephenson Smyth Baden-Powell
Londres, 22 de Fevereiro de 1857
Quénia. 8 de Janeiro de 1941
foi um tenente-general do Exército Britânico, fundador do escutismo.
Seu pai era o reverendo Baden Powell, professor catedrático em Oxford. Sua mãe era filha do almirante inglês W. T. Smyth. Seu bisavô, Joseph Brewer Smyth, tinha ido como colonizador para Nova Jérsei (Estados Unidos) mas voltou para a Inglaterra e naufragou na viagem de regresso.
Seu pai morreu quando Robert tinha aproximadamente 3 anos, deixando a sua mãe com sete filhos, dos quais o mais velho não tinha ainda 14 anos. Robert viveu uma bela vida ao ar livre com seus quatro irmãos, excursionando e acampando com eles em muitos lugares da Inglaterra.
Em 1870 Baden-Powell (B-P) ingressou na Escola Chatohouse em Londres com uma bolsa de estudos. Não era um estudante que se destacasse especialmente dos outros, mas era um dos mais vivos. Estava sempre metido em tudo que acontecia no pátio do colégio, e cedo se tornou popular pela sua perícia como goleiro da equipe de futebol de Charterhouse.
Seus amigos da escola muito apreciavam suas habilidades como actor. Sempre que pediam ele improvisava uma representação que fazia a escola toda morrer de rir. Tinha também vocação para a música, e seu dom para o desenho permitiu-lhe mais tarde ilustrar todas as suas obras.

Livros:
Escutismo para rapazes (Scouting for Boys)
A Caminho do Triunfo
Lições para a escola da vida
Aids to Scouting
Viva o Escutismo
Viva o Agrupamento 901 de Caldas de São Jorge
23 de Abril Dia Internacional do Escutismo!
No Mundo há 20.000.000 ( vinte milhões) de Escutas!
Em Portugal 78.000 Escutas
Neste ano decorre o 102 º Aniversário da Fundação dos Escuteiros
Nesta Vila Termal de Caldas de São Jorge
Decorre este ano 20 anos da sua fundação, 20º Aniversário!
Parabéns Senhores Alberto Inácio, José Maria Costa, António Avelino e Mª Inês Santos e Vítor Pereira.
E ao Assistente P. António Machado
PARABÉNS!

No Vaticano S. Nuno... Dia 26 de Abril 2009!!!


Beato Nuno de Santa Maria



Nasceu a 24 de Junho de 1360 no Castelo do Bonjardim.
Aos 13 anos fazia parte do séquito do rei Dom Fernando e por essa altura foi armado Cavaleiro.
Por obediência a seu pai casa com D. Leonor de Alvim, rica dama de Entre-Douro-e-Minho.
Do casamento nasceu uma filha: Dona Beatriz. Após a morte de D. Fernando e porque a filha deste era casada com o rei de Espanha, vendo ameaçada a independência nacional entra em actividade política.
Em Santarém dá-se o estranho encontro com o Alfageme de Santarém. Convidado pelo Mestre de Avis foi eleito Regedor e Defensor do Reino.
Após vencer várias batalhas (Atoleiros, Aljubarrota) e já viuvo lança ombros à construção do Convento do Carmo, em Lisboa.
Em 1422 partilha seus bens e professa no Carmo, em 1423 a 15 de Agosto. Sempre o dia de Nossa Senhora da Assunção a presidir aos momentos culminantes de sua vida.
Ei-lo agora o asceta despegado de toda as ambições terrenas, frivolidades, entregue por completo ao único fito de adorar e servir Deus: o herói de outra batalha que, depois de se ter mostrado invencível nas lutas do mundo, abandona tudo para se tornar apenas, humilde e feliz, Frei Nuno de Santa Maria.
A 15 de Janeiro de 1918 a Sagrada Congregação dos ritos, em sessão plenária, aprova e reconhece o culto do Santo condestável, que o Papa Bento XV confirma, no decreto de 23 de Janeiro do mesmo ano.

Dia 26 de Abril 2009
ao altar da Santidade
Em 1976 foi elevada aos altares Santa Beatriz da Silva.
Última santa portuguesa.
Agora S. Nuno de Santa Maria
Presentes o Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa,
D. Carlos Azebedo
D. Duarte Numa de Bragança
Paulo Portas
O Sr Ministro Jorge Amado
E outros… muitos escuteiros
e Povo de Portugal !
PARABÉNS!!!


PORTUGUESES FORAM ASSISTIR À CANONIZAÇÃO
Acompanhado pela mulher e dos filhos, Nuno da Câmara Pereira, com laços
familiares directos com o novo santo português, chegou a Roma na tarde de sexta-feira.
Segundo explicou ao 24horas, mais que razões familiares, esta deslocação ao Vaticano — que terminou ontem com a canonização de Nuno Álvares Pereira pelo Papa Bento XVI — teve sobretudo motivos religiosos. “Sou devoto do Santo Condestável e quis assistir de perto à colocação de um português no mais elevado altar do mundo:
a Santa Sé”, contou Nuno da Câmara Pereira.
Tal como os Câmara Pereira, também Jaime Nogueira Pinto e a mulher, Maria José, quiseram acompanhar de perto a canonização de Álvares Pereira. “Decidimos vir até Roma porque somos devotos e quisemos assistir à oficialização de uma santidade que já tinha sido atribuída pelo povo português há muito tempo”, sublinhou Nogueira Pinto, que está a preparar uma biografia do santo português e que recorda que, “desde o momento da sua morte, Nuno Álvares Pereira reuniu muitos seguidores e admiradores em Portugal”.
Generosidade
Paulo Portas foi outra das figuras portuguesas que esteve ontem na Praça de S. Pedro para assistir à canonização de Nuno Álvares Pereira. Fonte próxima do presidente do CDS - PP contou ao 24horas que a deslocação de Portas a Roma foi realizada a título pessoal, por “uma simples questão de devoção”.
Na cerimónia de canonização de Álvares Pereira, o Estado português esteve representado ao mais alto nível —
o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, representou o Governo e Cavaco enviou o chefe da Casa Militar, general Carlos Carvalho dos Reis.
O Papa elogiou ontem na saudação final da eucaristia a generosidade do agora São Nuno, o Condestável,
considerando-o exemplo de “igualdade fraterna” para a sociedade actual. Depois de na homília Bento XVI ter destacado somente as virtudes militares de Álvares Pereira, as palavras proferidas em português no “angelus” foram apenas dedicadas à sua “paixão e despojamento” porque “deu os seus bens aos mais desfavorecidos”.
Bento XVI ontem na cerimónia que fez Álvares Pereira santo
Em Roma peio Santo Condestável.
( Da Revista 24 Horas)

Grande S. Jorge ... Grande Mártir!!


Devotos no mundo inteiro comemoram no dia 23 de abril, o Dia de São Jorge, o santo padroeiro da Inglaterra, de Portugal, da Catalunha, dos soldados, dos escoteiros, dos corintianos e celebrado em canções populares de Caetano Veloso, Jorge Ben Jor e Fernanda Abreu. No oriente, São Jorge é venerado desde o século IV e recebeu o honroso título de "Grande Mártir".
Guerreiro originário da Capadócia e militar do Império Romano ao tempo do imperador Diocleciano, Jorge converteu-se ao cristianismo e não agüentou assistir calado às perseguições ordenadas pelo imperador. Foi morto na Palestina no dia 23 de abril de 303. Ele teria sido vítima da perseguição de Diocleciano, sendo torturado e decapitado em Nicomédia, tudo devido à sua fé cristã.
A imagem de todos conhecida, do cavaleiro que luta contra o dragão, foi difundida na Idade Média. Está relacionada às diversas lendas criadas a seu respeito e contada de várias maneiras em suas muitas paixões. Iconograficamente, São Jorge é representado como um jovem imberbe, de armadura, tanto em pé como em um cavalo branco com uma cruz vermelha. Com a reforma do calendário litúrgico, realizada pelo papa Paulo VI, em Maio de 1969, tornou-se opcional a observância do seu dia festivo. Embora muitos ainda suspeitem da veracidade de sua história, a Igreja Católica reconhece a autenticidade do culto ao santo. O culto do santo chegou ao Brasil com os portugueses. Em 1387, Dom João I já decretara a obrigatoriedade de sua imagem nas procissões de Corpus Christi. O Sport Clube Corinthians Paulista foi outra grande contribuição para a popularização de São Jorge, primeiro no Estado de São Paulo e depois no País, ao escolher o santo como seu padroeiro e protetor, em 1910.
A quantidade de milagres atribuídos a São Jorge é imensa. Segundo a tradição, ele defende e favorece a todos os que a ele recorrem com fé e devoção, vencendo batalhas e demandas, questões complicadas, perseguições, injustiças, disputas e desentendimentos.
São Jorge é venerado desde o século IV
O culto a São Jorge vem do século 4 dC. O soldado foi martirizado na Palestina no dia 23 de abril de 303, vítima da perseguição do imperador Diocleciano. Foi torturado e teve a cabeça cortada, em Nicomédia, devido a sua fé cristã.
Os restos mortais de São Jorge foram transportados para Lídia (antiga Dióspolis), onde foi sepultado, e onde o imperador cristão Constantino (que depois de vários imperadores anti-cristãos converteu-se e a império à religião cristã) mandou erguer sumptuoso oratório aberto aos fiéis. Seu culto espalhou-se imediatamente por todo o Oriente. No século V, já havia cinco igrejas em Constantinopla dedicadas a São Jorge. Só no Egito, nos primeiros séculos após sua morte, foram erguidas quatro igrejas e quarenta conventos dedicados ao mártir. Na Armênia, na Grécia, no Império Bizantino (a região oriental do Império Romano, que tinha capital em Bizâncio, depois, Constantinopla) São Jorge era inscrito entre os maiores Santos da Igreja Católica. No Ocidente, na Idade Média, as Cruzadas colocaram São Jorge à frente de suas milícias, como Patrono da Cavalaria. Na Itália, era padroeiro da cidade de Gênova. Na Alemanha, Frederico III dedicou a ele uma Ordem Militar. Na França, São Gregório de Tours era conhecido por sua devoção a São Jorge; o rei Clóvis dedicou-lhe um mosteiro, e sua esposa, Santa Clotide, erigiu várias igrejas e conventos em sua honra. A Inglaterra foi o país ocidental onde a devoção ao santo teve papel mais relevante. O monarca Eduardo III colocou sob a protecção de São Jorge a Ordem da Cavalaria da jarrateira, fundada por ele em 1330. Por considera-lo o protótipo dos cavaleiros medievais, o inglês Ricardo Coração de Leão, comandante de uma das primeiras Cruzadas, constituiu São Jorge padroeiro daquelas expedições que tentavam conquistar a Terra Santa aos muçulmanos. No século 13, a Inglaterra celebrava sua festa como dia santo e de guarda e, em 1348, criou a Ordem dos Cavaleiros de São Jorge. Os ingleses acabaram por adoptar São Jorge como padroeiro do país, imitando os gregos que também trazem a cruz de São Jorge na sua bandeira. Ainda durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918) muitas medalhas de São Jorge foram cunhadas e oferecidas aos enfermeiros militares e às irmãs de caridade que se sacrificaram ao tomar conta dos feridos da guerra. As artes, também, divulgaram amplamente a imagem do santo. Em Paris, no Museu do Louvre, há um quadro famoso de Rafael (1483-1520), intitulado "São Jorge vencedor do Dragão". Na Itália, existem diversos quadros célebres, como o de autoria de Donatello (1386-1466).
São Jorge e a morte do dragão
A imagem conhecida de todos, do cavaleiro que luta contra o dragão, está relacionada às lendas criadas a partir da Idade Média. Há uma grande variedade de histórias relacionadas a São Jorge. O relato e a imagem de todos conhecidos, do cavaleiro que luta contra o dragão, começaram a ser difundidos na Idade Média . A imagem atual do santo, sentado em um cavalo com uma lança que atravessa um dragão, está relacionada às diversas lendas criadas a seu respeito, contadas de várias maneiras em suas muitas paixões. A versão mais corrente dá conta que um horrível dragão saía de vez em quando das profundezas de um lago e atirava fogo contra os muros de uma longínqua cidade do Oriente, trazendo morte com seu mortífero hálito. Para não destruir toda a cidade, o dragão exigia regularmente que lhe entregassem jovens mulheres para serem devoradas. Um dia coube à filha do Rei ser oferecida em comida ao monstro. O Monarca, que nada pôde fazer para evitar esse horrível destino da tenra filhinha, acompanhou-a com lágrimas até às margens do lago. A princesa parecia irremediavelmente destinada a um fim atroz, quando de repente apareceu um corajoso cavaleiro vindo da Capadócia, montado em um cavalo branco, São Jorge. Destemidamente, enfrentou as perigosas labaredas de fogo que saíam da boca do dragão e as venenosas nuvens de fumaça de enxofre que eram expelidas pelas narinas do monstro. Após um duro combate, finalmente São Jorge venceu o terrível dragão, com sua espada de ouro e sua lança de aço. O misterioso cavaleiro assegurou ao povo que tinha vindo, em nome de Cristo, para vencer o dragão. Eles deviam converter-se e ser baptizados. Para alguns, o dragão (o ‘demónio) simbolizaria a idolatria destruída com as armas da Fé. Já a donzela que o santo defendeu, representaria a província da qual ele extirpou as heresias. A relação entre o santo e a lua viria de uma lenda antiga que acabou virando crença para muitos. Diz a tradição que as manchas apresentadas pela lua representam o milagroso santo e sua espada pronto para defender aqueles que buscam sua ajuda.
Desde 1969, Igreja Católica tornou opcional a celebração a São Jorge
Embora muitos considerem que sua história não passe de um mito e outros até mesmo acreditem que o santo tenha sido cassado pela Igreja Católica, o martírio de São Jorge e o seu culto continuam sendo reconhecidos pelo catolicismo. A lenda do guerreiro que matou o dragão havia sido rejeitada no século 5 por um concílio, mas persistiu e ganhou enorme popularidade no tempo das Cruzadas. "A imagem atual é fruto de uma lenda. Isso não quer dizer, no entanto, que esse santo não existiu e que o martírio dele não foi significativo", diz o monsenhor Arnaldo Beltrami, vigário episcopal de comunicação da Arquidiocese de São Paulo. No dia 9 de maio de 1969, a observância do Dia de São Jorge tornou-se opcional, com a reforma do calendário litúrgico, realizada pelo papa Paulo VI. A reforma retirou do calendário litúrgico as comemorações dos santos dos quais não havia documentação histórica, mas apenas relatos tradicionais. Daí ter-se falado, naquele tempo, em "cassação de santos". Mas o fato da celebração do Dia de São Jorge tornar-se opcional não significa o não reconhecimento do santo.
São Jorge é o padroeiro da Inglaterra
O "Santo Guerreiro" é também o padroeiro da Inglaterra, de Portugal e da Catalunha (região da Espanha que reivindica identidade nacional, onde se localiza Barcelona). Não há consenso, porém, a respeito da maneira como teria se tornado patrono da Inglaterra. Seu nome era conhecido na Inglaterra e na Irlanda muito antes da conquista normanda, o que leva a crer que os soldados que retornavam das Cruzadas influíram bastante na disseminação de sua popularidade. Acredita-se que o santo tenha sido escolhido o padroeiro do reino quando o rei Eduardo III fundou a Ordem dos Cavaleiros de São Jorge, em 1348. Em 1415, a data de sua comemoração tornou-se um dos feriados mais importantes do país. Em 1970, a festa anual do santo nas igrejas católicas foi tornada opcional, com a reforma do papa Paulo VI. Entretanto, na Inglaterra e em outros lugares onde São Jorge é especialmente venerado, tal festa guarda ainda toda a sua antiga solenidade. Os ingleses acabaram por adoptar São Jorge como padroeiro do país.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Rusgas da GNR apanham crianças de Caldas de S. Jorge…

No Sábado passado foram feitas várias rusgas pela GNR, a vários estabelecimentos de diversão nocturna.

Um estabelecimento na freguesia de Guisande, foi fechado, pois encontravam-se lá vários menores, sem os pais, bem como foram apanhados duas crianças de Caldas de S. Jorge a jogarem em máquinas de diversão. Vários menores ficaram detidos na esquadra, até a chegada dos tutores. Os dois menores das Caldas de S. Jorge, não ficaram detidos, visto estar o encarregado de educação presente no local.

Excesso de manganés obriga a limpeza da fonte de Casaldoído

A água do fontanário de Casaldoído, Caldas de S. Jorge, está imprópria para consumo devido à limpeza da mina, após ter sido detectado excesso de manganés. Os trabalhos estão praticamente concluídos, tendo a Junta de Freguesia aproveitado para fazer outras obras para permitir a captação da água a uma distância. Mesmo com o aviso colocado pela autarquia na fonte, ainda são muitos os que ali enchem garrafões.
Leia mais na edição impressa do "Terras da Feira"

Prédio que viola PDM por demolir...

Em Lourosa há um prédio que violou o PDM e tem de ser demolido. O autor da acção teme que, ao fim de 13 anos nos tribunais, a Câmara de Santa Maria da Feira não cumpra a sentença, como aconteceu em Paços de Brandão.

A Câmara Municipal tem cerca de dois anos para cumprir a sentença que a obriga a demolir parcialmente, ou na totalidade, um prédio que foi construído irregularmente na Freguesia de Lourosa. Mas o autor da acção em tribunal teme que, à semelhança do que aconteceu em Paços de Brandão, onde não foi cumprida uma ordem semelhante, a autarquia faça vista grossa das decisões do tribunal.


Pode ler o resto da notícia aqui Prédio que viola PDM por demolir - JN

domingo, 19 de abril de 2009

Natural de Caldas de S. Jorge Acusado de Abandonar Filhos no Brasil…



As crianças, de 10, 12 e 13 anos estão agora numa casa de acolhimento em Coimbra, depois de terem sido alegadamente abandonadas pela mãe no Brasil, aos cuidados de uma empregada.

A mãe mudou de cidade para procurar e emprego e acabou por não regressar.
Os três irmãos chegaram a Portugal na passada quinta-feira.

O caso foi entregue ao Ministério Público e os pais arriscam uma pena de prisão por abandono.

Em declarações à agência Lusa, o pai das crianças garante que os filhos não estavam abandonados e estavam até inscritos numa escola brasileira. Quanto à ausência da mãe das crianças, o pai diz que houve dificuldades de comunicação.

Nota:

Só quem não conhece a pessoa em causa é que poderia acusar de tal acto. Venho por este meio mostrar a minha solidariedade para com o pai em causa, estando disponível para o ajudar no que for possível. Este de facto é um mau momento para uma família que pode ter cometido uma falha, mas acusar de abandono, acho que é uma verdadeira aberração para quem sabe que o pai em causa, deu tudo o que podia para criar aqueles filhos…

Espero que os recuperes o mais rápido possível, para ver a alegria de vós todos Juntos novamente.

Material furtado aparece na “Fabruíma”…

As fábricas abandonadas nas Caldas de S. Jorge, continuam a ser uma verdadeira caixa de aparições. Primeiro foi na antiga “Sóbrica”, agora parece que os larápios voltaram-se para a “Fabruíma”. Foi furtada uma mota de uma habitação, hoje ela aparece milagrosamente na “Fabruíma”.

Estes dias uma residente do Lugar da Sé, foi violentamente assaltada por um jovem que se fazia transportar numa bicicleta. Curiosamente tem aparecido bastante material furtado nos prédios devolutos das Caldas de S. Jorge.

É caso para perguntar será que os larápios são de longe???

Porque não são apanhados???

Será que vale de alguma coisa as autoridades preocuparem-se em apanha-los???

Como será os próximos tempos, que se adivinham???

sábado, 18 de abril de 2009

Um bom exemplo…

Esta imagem exemplifica como se pode preservar o património da freguesia.
É bom que se diga, que está a ser preservado, por particulares sem qualquer apoios externos.
Fica aqui uma bonita imagem…

sexta-feira, 17 de abril de 2009

Apenas uma candidatura ao Ilha Bar…

O Ilha Bar vai estar de volta, pelas informações que tive, apenas se candidataram os exploradores das esplanadas do ano transacto.

Acho que as Caldas ficam a ganhar, com este novo investimento privado. Se tudo estiver dentro das normas, na próxima Reunião de Câmara deverá ser dada a autorização, a estes novos proprietários de um excelente espaço de lazer, que vem melhorar a zona envolvente das Termas.

Autor de S. Jorge lança “Mar das especiarias”

A 24 de Abril no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa



A eurodeputada Ana Gomes apresenta a obra e assina o prefácio.





“Quase quinhentos anos depois de os primeiros portugueses terem chegado às ilhas Molucas, Joaquim Magalhães de Castro embarca numa viagem de contornos e sabores exóticos com o objectivo de seguir o rasto dos nossos antepassados no arquipélago indonésio”. “Mar das especiarias” é o último livro do jornalista free-lancer, fotógrafo e investigador da História da expansão portuguesa, Joaquim de Castro, natural de Caldas de S. Jorge.
A apresentação da obra acontece no próximo dia 24 no Padrão dos Descobrimentos, em Lisboa, entre as 19h00 e as 20h00. A eurodeputada Ana Gomes apresenta o livro, lançado pela Editorial Presença, e assina o prefácio.
Leia mais na edição impressa do "Terras da Feira"

Raptores de menina de 11 anos em preventiva...

O Tribunal de Santa Maria da Feira decretou esta quinta-feira prisão preventiva para três homens e uma mulher que a Polícia Judiciária (PJ) deteve por suspeita de rapto de uma menor de 11 anos, disse à agência Lusa fonte judicial.
As quatro pessoas cuja detenção foi agora confirmada por um juiz de instrução queriam que a menor casasse, contra a sua vontade e da sua família, com um indivíduo de 18 anos, indicou fonte da PJ.

Os detidos, com idades entre os 17 e os 41 anos, são assim dados pela PJ como presumíveis autores dos crimes contra a liberdade e autodeterminação sexual da menor.
A menor terá sido raptada, domingo, na zona de Santa Maria da Feira e esteve retida pelos arguidos, «contra a sua vontade e a da família, por um período de perto de três dias», adianta a PJ.
De acordo com aquela fonte policial, a criança foi «subtraída para efeitos de casamento com um indivíduo de 18 anos». A menina foi resgatada pela PJ durante a intercepção dos arguidos, na zona de Montemor-o-Velho.
Dois dos detidos têm antecedentes criminais por crimes contra o património e um deles encontrava-se na situação de evadido e com mandados de captura pendentes.
IN IOL

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Em 16 de Abril de 1972, foi chamado a discípulo de Deus…


Faz hoje 37 anos que o Exmo. Sr. Abade das Caldas de S. Jorge, foi ordenado Padre.

Foi este ano que completou as bodas de prata à frente desta freguesia.

Homem com uma grande força e com um espírito empreendedor, que luta com toda a garra, para que Caldas de S. Jorge seja cada vez mais uma freguesia de referência.
Normalmente, pessoas assim não são compreendidas, pois sonham, mas a realidade é que deixam obra. Um escritor em tempos disse; “Deus quer, o Homem Sonha e a Obra Nasce”, é caso parar dizer que Deus quis que Caldas de S. Jorge fosse abençoado com uma pessoa que tem uma visão futurista, e agora pergunto será mau?
O Centro de Dia, o ATL estariam construídos se fosse com outro pároco?
E a Igreja, estaria nestas magnificas condições, que enche de orgulho quem lá frequenta?
Já agora, alguém se apercebeu que o Abade doou aproximadamente 2000€ estes dias para as obras da Igreja?
Alguém sabe que o Lar da Terceira Idade está quase aprovado, pronto para ser construído?

Grandes obras são construídas por Grandes Homens, este pároco é um deles…

Feliz aniversário Exmo. Sr. Abade, e esperemos por muitos e largos anos…

Ainda a Reportagem do Correio da Feira

Ainda a Reportagem do Correio da Feira

Parabéns pela reportagem

Pelo Reporter e entrevistados

O texto para reflexão ( com a devida vénia):

“Ou a vontade dos autarcas muda ou as Caldas vão ficar exactamente iguais . Queremos obras e não projectos”
( Convicção de Comerciantes , com mais de 20 anos de experiência local, a respeito desta Vila Termal de Caldas de São Jorge)

Correio da Feira 13 de Abril de 2009 – Ângelo Pedrosa

Elogiam as ideias do arquitecto Pedro Nuno “é da terra e tem feito um trabalho meritório”, mas garantem que, mais do que ideias “as Caldas precisam é de obra, de intervenção no terreno, de forma a valorizarmos as capacidades únicas que a vila termal tem para o Turismo”.
Nos comerciantes caldenses há quem reclame a construção de um parque de campismo.

A construção de uma unidade hoteleira é de vital importância para toda a
zona envolvente das Termas de S. Jorge. No passado já surgiram interessados, mas a obra nunca se chegou a consumar. Entre diversas sensibilidades, os comerciantes da Vila Termal mostram a satisfação pelas ideias que têm surgido, mas asseveram que o fundamental é a acção e não as palavras.

José Godinho é comerciante no local há 10 anos, responsável pela adega típica «o Lavrador”, a escassos metros das Termas de S. Jorge.
“A sessão que decorreu nas Termas, na minha opinião, serviu para justificar os traços gerais que vinham do Plano Director Municipal (PDM) e as opções tomadas para esta zona do concelho. Penso que não alterou muito o que as pessoas responsáveis já tinham em mente. Foi um bocado para reforçar o que já estava traçado’ opina, O mais importante, ressalva, é que “se faça, mesmo com a certeza que o projecto será, sempre, a longo prazo e não para o imediato, ou seja para este ano, por exemplo, mesmo o arranque. Quanto mais não seja, o que já foi feito, vai obrigar as pessoas a pensarem melhor no que poderá ser feito, daqui para a frente. A curto, médio prazo não dará frutos. Não está nada projectado, foram apenas ideias que se deram na sessão que decorreu recentemente’ preconiza, em declarações ao Correio da Feira.

Acima de tudo “tudo isto veio realçar que esta área, de grande potencialidade turística, está realmente carenciada de algum investimento. Vem confirmar a ideia que já tínhamos que existe uma carência de algumas coisas, não de tudo. Concordo que se faça uma construção ordenada, mas sempre com a ideia que não se verá nada no imediato”, atira José Godinho.
A necessidade número um, seria fixar as pessoas, releva. “Actualmente, mesmo os aquistas não se fixam nas Caldas. Em toda esta zona até às Caldas da Rainha não conheço nenhumas termas com tão pouca oferta, na zona envolvente. Quem vier para as Termas da Caldas e quiser fazer umas mini férias não tem grande oferta, até para ficar a dormir, porque a Pensão S. Jorge, existente, não resolve todos os problemas”, observa.
A concluir uma outra ideia. “Há anos que se anda para aprovar o PDM. Dizem que para o ano é que é, mas não acontece e já seria altura de ser aprovado. Penso que obra, no imediato, em redor das Termas de S. Jorge não vamos, mas desejo estar enganado, para bem de todos”, consolida.

Joaquim Sousa tem, já, uma vasta experiência como comerciante da vila termal. Já lá vão 27 anos no Café Beira Rio, com as Termas e o Rio Uíma tão próximos. “Faz falta um hotel, de forma a cativar quem vem de fora e mesmo quem procura as Termas. A construção de uma unidade hoteleira seria uma mais-valia para toda a área envolvente e mesmo para o comércio. Não só um hotel, como piscinas e campos de ténis. Esta é uma zona turística de excelência e que pode, efectivamente, crescer’ assegura.
Joaquim Sousa adianta ser importante que as pessoas que procuram as Caldas voltem, depois de uma primeira visita, mas haja uma outra oferta que, de momento, não existe.
“De Aveiro para sul ou para norte do Porto praticamente não vem ninguém para aqui, também porque não existe essa oferta hoteleira. Se as pessoas não têm hotel em redor das Termas, se têm que se deslocar para os existentes, não se fixam nas Caldas e como tal o comércio não ganha com isso, bem pelo contrário”.
Mais importante que os projectos é a questão do investimento. “Se não houver dinheiro, se não existir uma grande empresa que invista, não vejo como irão fazer toda a intervenção.
Depois é preciso perceber se será ou não rentável, mas seria bom que existisse um empresário que se virasse para as Caldas de S. Jorge. Sem investimento privado, vejo tudo muito difícil. O que sinto é que as pessoas passam por aqui, vêm rio, vão ao parque, mas não ficam muito tempo, porque a oferta é escassa’ acrescenta.

No que respeita à apresentação que ficou para trás. “Acho que não se vai fazer nada, mas era muito bom que estivesse enganado e que fizessem mesmo algum coisa. Também ajuda este ser ano de Eleições Autárquicas, mas par mim acho que não se vai fazer nada, não acredito que se faça mas que haja terrenos para se fazer, há possibilidades para se fazer mas é preciso saber quem vai investir. Quem tem possibilidades, hoje, quem tem capital para avançar com algo de tão significativo questiona Joaquim Sousa.
O mni mercado Uíma encontra-se há 25 anos na zona envolvente das Termas de S. Jorge. Debate-se com uma grande dificuldade, a questão do estacionamento. Com as termas tão próximas, o referido estabelecimento viu-se limitado no aparcamento para os seus clientes, que, como não encontram solução, procuram outros locais, onde não sintam essa adversidade. Eduardo Rocha, responsável pelo mni mercado, não quis prestar declarações, apesar de toda a cordialidade revelada ao Correio da Feira.
Na Pensão S. Jorge “do vizinho”, António Silva tem uma experiência, acumulada, de nove anos em espaço central. “Faltam locais próprios para quem gosta de caminhar e para os aquistas que procuram as Termas de S. Jorge. Seria necessário mais comércio e outro problema é o estacionamento. Há muita gente que nos visita, que fica na pensão, e queixa-se de existir pouca oferta, pouco comércio, para além da própria ausência de um hotel”, refere.
Depois de afiançar que: “falta aqui muita coisa”, atira, de forma consciente. “Sei que estamos a falar de investimentos significativos e com as dificuldades que existem não é fácil. Acredito que as pessoas têm boas ideias, mas podem faltar os meios para que consigam executar o que está pensado. Espero que o projecto de requalificação da zona envolvente das Termas de S. Jorge vá mesmo para a frente, mas não sei se vai, ou não”. Joaquim Silva “o vizinho” adianta a importância de valorizar todo o espaço do coração das Caldas. Mesmo a área da Fabruíma, que continua em, acentuado, estado de degra-dação e que já representou papel relevante no passado na indústria da Puericultura.
“Esta é uma área muito boa para o Turismo. Seria importante a criação ie áreas de lazer, até para as pessoas seniores”. Elogia as sugestões do arquitecto Costa Lobo. “Como pistas para cicloturistas, áreas para as pessoas que gostam de caminhar e a valorização da beira rio, no Uima. A verdade é que em relação ao estacionamento isto está bastante apertado. E preciso escolher os locais apropriados, porque há espaços, há terrenos que foram adquiridos pela Câmara Municipal, o que poderá dar um grande ponto turístico”.
Há uma necessidade no desenvolvimento das próprias Termas de S. Jorge.
“Caldas tem potencialidades únicas. Mais do que palavras, são importantes actos, obras. Acredito nas pessoas, vamos aguardar”.
Angelo Miguel acompanha todo o pulsar da freguesia termal, está há oito anos na Taverna, adega restaurante, mas tem 18 anos de experiência profissional. Admite que é fundamental abrir novas visões, mas “crucial mesmo é criar as condições necessárias para que haja investimento nas Caldas. Há que apostar a sério no Turismo, tirando partido das potencialidades únicas que temos”. Em terra de Termas, fixar quem visita as Caldas fará toda a diferença. “As termas perdem por não terem um hotel no espaço envolvente, as pessoas não se fixam aqui, o que faz com que as Termas percam para outros espaços no País, com resposta hoteleira. Quando um aquista vem cá, percorre a vila em pouco tempo, porque há pouca oferta para quem nos visita. As Caldas têm um atraso iminente, faltam-nos infra-estruturas básicas para que as pessoas fiquem mais tempo e regressem”.
Ângelo Miguel continua com uma ideia fixa. “As Caldas vão ficar, exactamente, iguais , enquanto não mudar a vontade dos autarcas. Ou isso sucede, ou fica tudo igual. Não se fez, até hoje, por exemplo um Parque de Campismo, que seria uma obra de agarrar com unhas e dentes, até porque esta região tem todas as condições. Só precisamos que haja vontade, ou então investimento privado”, sentencia.



Termina hoje o prazo para a entregas das candidaturas ao Ilha Bar…

ÚLTIMA HORA: ILHA-BAR TEM CANDIDATOS!

De acordo com informações recebidas nas últimas horas, haverá pelo menos uma entidade a candidatar-se à construção e exploração do "Ilha-Bar".

Embora esta notícia não tenha sido confirmada oficialmente, esperamos que, finalmente, possam arrancar as obras de construção de um dos mais emblemáticos espaços da freguesia.

Aguardam-se mais novidades para os próximos dias.

GRANDE REPORTAGEM ESTA SEMANA NO CORREIO DA FEIRA...

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Promessas escutistas 2009 - 20 ANOS DE ESCUTISMOS EM CALDAS DE S. JORGE..

Saudações bela vila de Caldas de S. Jorge!

É com muito agrado que o agrupamento 901 festeja este ano o seu vigésimo aniversário.
Como não podia deixar de ser, mais uma vez celebra-se a promessa escutista com vista a formar mais jovens e poder esperar pelo menos mais 20 bons anos deste agrupamento.
Vimos então, por este meio, convidar todos os Ex-escuteiros e comunidade a participar nesta festa!
A Velada de armas vai decorrer sábado, dia 18 ás 21:00h, e as promessas domingo, dia 19 às 10:00h
A Velada de armas, numa cerimónia diferente do habitual, vai ser um retroespecção aos 20 anos passados, com exibição de fotos desde 1989 até agora, e celebrando acontecimentos em maneira de agradecimento a Deus e a todas as pessoas que contribuiram para este 901.
As promessas serão mais uma vez animadas pelos escuteiros, onde se espera também a visita de alguns agrupamentos do Núcleo Terras de Santa Maria.
contamos com a presença de todos para encher a igreja de vozes a cantar nestes 20 anos!!
canhotas amigas!

CARTAS DE LEITORES...

Ministério do Ambiente reconhece atentado ambiental em Santa Maria da Feira, praticado pela empresa municipal

O ministério do ambiente veio dar razão à denúncia pública efectuada pelo bloco de esquerda a propósito da descarga ilegal de poluentes para o rio Cáster provenientes do pavilhão gimnodesportivo da Lavandeira. Com esta decisão o Ministério vem também dar resposta àqueles que optam por distrair os feirenses com cerimoniais redondos ao invés de se preocuparem com os graves problemas ambientais do concelho.

Na sequência das questões colocadas pela deputada do BE Alda Macedo ao Ministro do Ambiente, o ministério fez deslocar ao local uma equipa do SEPNA da GNR, onde foram constatadas as descargas de águas residuais e esgotos na linha de água, sem a respectiva licença, sendo levantado um auto de noticia à empresa municipal feira viva, remetido à ARH do Norte, I.P. para instrução do competente processo de contra-ordenação.

O Bloco de Esquerda recorda que o pavilhão gimnodesportivo da Lavandeira, assim como outros equipamentos de utilização colectiva do município, são geridos pela empresa municipal “Feira Viva”.

Por aqui se vê o exemplo confrangedor e totalmente irresponsável em matéria de política ambiental, que é seguido pela sua administração, diminuindo a qualidade de vida dos feirenses e que poderá custar muito caro ao município em coimas.

Numa sociedade onde a consciência ambiental e a defesa da qualidade de vida estão no centro das necessidades de todos, é inaceitável que uma empresa municipal se apresente com este tipo de práticas.

O Bloco de Esquerda pergunta ao executivo municipal com que legitimidade exige aos feirenses o pagamento de uma taxa de não ligação à rede de saneamento, quando nem sequer os edifícios públicos seguem esta prática.

Depois da instrução deste processo de contra-ordenação, o Bloco de Esquerda questiona se a administração da empresa Municipal “Feira Viva” tem a competência necessária para retirar ilações das suas más práticas, com prejuízos consequentes para todos os munícipes.

O Bloco de Esquerdo, como tem denunciado publicamente, considera que as práticas da Feira Viva têm acumulado várias irregularidades, sendo este o mais recente acontecimento.

Será que Alfredo Henriques e Amadeu Albergaria, membros da administração da Feira Viva, saberão tirar as consequências políticas destas práticas da Feira Viva e terão a coragem para proceder à exoneração do seu administrador executivo?

Depois disto, O Bloco de Esquerda desafia a administração da empresa municipal “Feira Viva” a evidenciar que tem a dignidade moral suficiente, para apresentar a sua demissão.
Ministério do Ambiente reconhece atentado ambiental em Santa Maria da Feira, praticado pela empresa municipal



Comissão Coordenadora Distrital do Bloco de Esquerda de Aveiro

terça-feira, 14 de abril de 2009

Olá! Olá ! Aqui Neuchatel...Da Suiça para a Vila Termal de Caldas de São Jorge!!!

Olá! Olá ! Aqui Neuchatel...Da Suiça para a Vila Termal de Caldas de São Jorge!!!

Alice de Jesus


Costureira.

Casada.

Natural, de Arcozelo (do pinheiro)

Nasceu, em 05- de Octubro de 1923.

Faleceu,a 30- de Junho de 1984.

Filha, de Albano Dias de Almeida Gomes de Adelina Joaquina de Jesus.

Avös Paternos,Joaö Gomes e Margarida de jesus.

Avös Maternos,Custodio Francisco e Margarida Joaquina de Jesus.

Encontra-se sepultada no cemitério de Sao Jorge S.M. da Feira.

Espöso,Benardino Francisco de Sousa.Natural,de Casaldoido Saö Jorge.

Do casamento,nasceram Oito filhos.

Maria Angelina de Sousa.

Carminda de Sousa.

Maria Dulce de Sousa.

Joaquim Francisco de Sousa.

Albano Francisco de Sousa.

Benjamim Francisco de Sousa.

Maria Francelina de Sousa.

José Benardino de Sousa.

Naturais de Arcozelo (do pinheiro) Saö Jorge


Largo (do pinheiro) 1956.

Albano Dias Pereira Gomes.



Olá! Olá ! Aqui Neuchatel... Suiça para a Vila Termal de Caldas de São Jorge!!!

Olá! Olá ! Aqui Neuchatel... Suiça para a Vila Termal de Caldas de São Jorge!!!
Maria Anunciaçao Pereira de Jesus


Espösa.
Costureira.
Natural,de Casaldoido Saö Jorge.
Nasceu,em 12 de Janeiro de 1931.
Faleceu, a 28-deOctubro de 1952.
21 anos.
Filha,de Antonio Gomes Pinto de Maria Pereira de Jesus.
Encontra-se sepultada no cemitério de Sao Jorge S.M. da Feira.
Do casamento nasceu um filho,Albano Dias PereiraGomes (do pinheiro).
Largo (do pinheiro) 1954.



Zelinda Cury Gomes


Segunda Espösa.
Natural, de Santos Brasil.
Nasceu, em 02-de Decembre de 1932.
Do casamento nasceram dois filhos,
Dimas Cury Gomes e Marcelo Cury Gomes
Ass: Albano Dias Pereira Gomes
( continua)

Olá! Olá ! Aqui Neuchatel... Suiça para a Vila Termal de Caldas de São Jorge!!!

Olá! Olá ! Aqui Neuchatel... Suiça para a Vila Termal de Caldas de São Jorge!!!


Albano Dias Almeida Gomes (júnior)


Empresàrio.

Casado.

Natural,de Arcozelo Säo Jorge,(do pinheiro).

Nasceu,em 24-de Fevreiro de 1930.

Faleceu,a 07-de Abril de 1971.

41 anos.

Era filho de Albano Dias Almmeida Gomes de Adelina Joaquina de Jesus.

AvösPaternos, Joäo Gomes e Margarida de Jesus.

Avös Maternos, Custodio Francisco e Margarida Joaquina de Jesus.

Encontra-se sepultado no cemitério de Santos Brasil.

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL