segunda-feira, 30 de junho de 2008

OLHO VIVO...


Antiga Estrada Real, zona das Airas, entre S. João de Ver e S. Jorge.

Hoje Assembleia de Freguesia...

Hoje pelas 21:00h, haverá a Assembleia de Freguesia ordinária, para apresentação e discussão do relatório de contas, bem como as obras que tem sido levadas a cabo pela autarquia. Não sei se está assente, a apresentação da licença das esplanadas, visto não saber se o Partido Socialista fez um requerimento assim pretendido pelo presidente da Junta de Freguesia.


É lamentável que a página oficial da freguesia nada conste desta Assembleia, (talvez seja melhor ninguém saber!!!).

domingo, 29 de junho de 2008

Nove detidos por conduzirem com excesso de álcool

A operação, realizada por militares do Destacamento Territorial da GNR de São João da Madeira, incidiu na fiscalização de trânsito, com especial atenção na condução sob influência de álcool e falta de habilitação legal para conduzir, e na inspecção de estabelecimentos de diversão nocturna, adianta a GNR em comunicado.
Durante a acção de fiscalização, foram detidos nove automobilistas por conduzires com uma taxa de alcoolémia igual ou superior a 1,2 gramas de álcool por litro de sangue, o que configura uma situação de crime.
Foram ainda identificadas sete mulheres estrangeiras por se encontrarem em situação irregular no país, das quais três foram detidas e quatro notificadas para abandonar Portugal voluntariamente.
A GNR aplicou ainda 20 contra-ordenações por condução sob influência de álcool (com uma taxa e alcoolemia entre 0,50 e 1,20 gramas por litro de sangue), 27 multas por violações ao código da estrada e 10 coimas a estabelecimentos de diversão nocturna. Os militares detectaram ainda um crime de usurpação de direitos de autor.
Os detidos por excesso de álcool e por falta de habilitação legal para conduzir serão presentes segunda-feira no Tribunal de Santa Maria da Feira. As cidadãs estrangeiras estão detidas nas instalações da GNR até segunda-feira, dia em que também irão ser ouvidas no Tribunal de Santa Maria da Feira.

AS FACES DA LEI..."Tribunal da Feira"

Os deuses decidem o destino dos homens pela mediação de um juiz de Direito. Com as magras (mas tremendas) excepções da fisiologia do cósmico e da má têmpera das grandes massas humanas (o clima, as catástrofes naturais, as invasões, os genocídios), a alta gestão das nossas vidas jaz - transida, frágil e ansiosa - no regaço negro de uma beca. É claro que nem só os juízes nos condicionam. Desde logo, porque cada eu esbarra no outro. E depois porque há o polícia autoritário, que diminui e humilha o cidadão, e há o político que se fecha com a sua consciência para resolver se somos mais amigos do Kosovo ou da Sérvia (ou qual a amizade que mais nos convém, o que é quase, quase, o mesmo). Mas são coisas que pouco mais fazem do que decorar o quotidiano: questões de Fabergé na vitrina ou de naperon debaixo da fruteira. Não resistem a três dias de conversas de roda de amigos, num total de três bicas pela manhã e três imperiais ao fim da tarde. Talvez atrapalhem a monitoria fina da qualidade de vida. Mas não mais. Porque quem nos liberta e prende; quem nos atribui ou denega a herdade do avô; quem decide da infância dos nossos filhos no divórcio; quem sabe dos ocultos critérios para a fruição de um riacho entre vizinhos de sequeiro; quem, enfim, com a ponta plebeia de uma bic, faz a gestão da felicidade individual em sociedade, são os juízes. E se o juiz não faz a lei, que apenas interpreta e aplica, e isto mais não for do que a percepção popular do cargo que ele habita e do mandato que lhe cumpre, acreditem: não há outra percepção que valha a pena.E vem de longe, do mais remoto da memória que ainda guardo. De tempos em que o juiz partilhava as dificuldades materiais da classe média e só dela sobressaía pelo prestígio social que a independência funcional lhe dava. Não seria, claro está, a independência que a democracia lhe confere: tinha por óbvio limite o que fosse caro à ditadura (num exemplo extremo, um juiz que aceitasse funções no Tribunal Plenário bem sabia o que vendia e a que preço). Mas, contido no crime ou no cível, ele pairava por sobre todas as cabeças da comarca, no pobre Portugal de então. Onde isto vai… Em bem menos de três décadas, julgando que os espíritos são linearmente tão mais livres quanto mais os corpos estiverem a salvo das contingências materiais do dia-a-dia, o regime democrático tomou a classe nos seus desvelos e deu-lhes um estatuto de excepção: os melhores ordenados do Estado e as mais singulares regalias (no activo e na reforma). E o que é mais: o silêncio das instituições, enquanto na classe iam grassando as piores ilusões - como a de a independência ser um direito seu (em vez de um dever para connosco), ou a de, substituindo a sujeição ao sufrágio por um rápido curso no Centro de Estudos Judiciários, se tornarem titulares de um órgão de soberania (em vez de estarem ao seu serviço). É verdade que muitos magistrados houve a alertar-nos para estes e outros riscos. Mas também o é que a vontade profissionalmente organizada e o desleixo do Estado democrático consentiram que se chegasse aos protagonismos que costumam prenunciar a república dos juízes. Com a singular agravante de, nem por aspirarem a ar fresco na cabeça, renunciarem aos pés devidamente aquecidos. E daí o permanente ziguezague - por vezes, numa sobreposição que nem sequer se interroga - entre o impulso de co-autoria das leis e a reivindicação corporativa dos seus direitos adquiridos.
Só isso explica termos chegado ao ponto de, perante uma agressão (nem percebi se consumada, mas não importa) aos julgadores, cometida por dois condenados na própria sala de audiências (improvisada, ao que parece), a reacção dos juízes de Santa Maria da Feira ser a de deixarem de julgar. Cavaco não pode deixar de promulgar enquanto não lhe concertarem o ar condicionado. O Governo não deixa de reunir porque há uma Hi-Ace a vender T- -shirts na Gomes Teixeira. E o cidadão não deixa de pagar os seus impostos porque um vizinho o agrediu impunemente. O que há de tão especial em Santa Maria da Feira?
Descansem os intranquilos. Não é preciso ser devoto do que há de académico e laboratorial e precário na corrente reforma da Justiça. Nem sequer - vejam lá - é necessário reconhecer, a este propósito, o absurdo de ser quem mais se ornamenta em soberano quem mais exige direitos de funcionário. Nada disso. Basta tão só que quem existe para meter juízes na ordem o faça, em vez de ir à Feira recobri-los com a sua "soberana" solidariedade. Como fez o presidente do Conselho Superior da Magistratura.
Nuno Brederode Santos
jurista
brederode@clix.pt

sábado, 28 de junho de 2008

Junta trabalha em várias frentes...


São três, as obras que a Junta de Freguesia tem empenhado neste curto mandato.

- Campo de Futebol Relvado

- Fontanário de Casaldoído

- Calvário

Ambas as obras estão a avançar, sendo visível que já se está a proceder à cobertura do lavadouro de Casaldoído, bem como à pavimentação do calvário, em que a primeira fase deve estar pronta para as festas da terra. Quanto ao campo de futebol relvado é visível o seu atraso principalmente na zona envolvente do mesmo.

quinta-feira, 26 de junho de 2008

Assembleia aprova moção contra alegada abertura antecipada de esplanada


A assembleia foi marcada por uma troca de palavras “azedas”.

Socialistas afirmam que o estabelecimento foi ilegalmente aberto; Junta alega que tudo foi feito de forma legal e que a terra sai beneficia.

O Partido Socialista de Caldas de S. Jorge viu aprovada pela assembleia de freguesia uma moção contra a abertura antecipada da esplanada em funcionamento no parque das Termas. A sessão extraordinária de segunda-feira, pedida pelo próprio PS, resultou numa condenação da Junta de Freguesia, beneficiando da abstenção de uma eleita pela lista independente que suporta o Executivo da Junta.
O presidente da Junta de Freguesia, José Martins, disse-se disposto a mostrar a licença emitida pela Câmara Municipal para a abertura antecipada da esplanada, mas apenas mediante um requerimento.

Leia relato da sessão na edição impeessa do "Terras da Feira"

Ver para confirmar...

Há por ali, talvez a meia distância entre a Malaposta e o tal caminho Lage/Arcozelo, uma zona mais plana que mais não é do que uma fossa aberta por onde se não poderá passar sem ficar atolado na trampa.

Foi altamente ouvido em conversas tertulianas, em cafés ou bancos de jardim, que em determinado local da freguesia, nos matos entre Arcozelo e a Malaposta, indo-se por aquele caminho que vindo da Malaposta (entre o complexo do Pedra Bela) conflui com o outro caminho que atravessa a quinta da Lage e chega à Fonte Fria, haveria um atoleiro de águas de fossa que estavam a tomar conta daquele chão e a largar um fedor nauseabundo.
Atoleiro que a não ser dominado, haveria de fazer correr todo aquele mar de trampa até lá abaixo, quiçá à zona da Fonte Fria. É para lá que desce. E, claro, saíam logo insinuações de quem seriam os culpados e logo se apontavam dedos para quem é dito ser o poluidor- mor da região. Sem que haja a coragem de ir confirmar. Acusa-se.

Sem ter a veleidade de ser muito exaustivo, fui passar por perto para tentar ver o que pudesse haver de verdade e, a haver, ver, ou fazer por isso, onde seria a origem. E, efectivamente, há por ali, talvez a meia distância entre a Malaposta e o tal caminho Lage/Arcozelo, uma zona mais plana que mais não é do que uma fossa aberta por onde se não poderá passar sem ficar atolado na trampa.

Olhando de longe e tentando medir a olho a cota onde estão as fossas sumidouras do que se insinua ser o grande causador do desmando, pareceu, e parece, que as águas teriam que contrariar o princípio da gravidade, porque, para virem para aquele ponto, teriam que subir. Mas saltando um murete existente fui até ao ponto de saída das águas sujas e vêem-se ali dois tubos de plástico, de razoável calibre, e que estão orientados exactamente de sentido contrário às fossas dos suspeitos.

Salvo qualquer erro de análise orientadora, parece poder deduzir-se que são águas extravazantes de fossas vindas ou de habitações domésticas ou de estabelecimentos comerciais que estão, esses sim, num nível bastante superior, por conseguinte a favor do cumprimento da lei da gravidade.

Sendo, como se julga, extra vazamento de fossas, domésticas ou comerciais e não havendo por lá ainda a rede de saneamento, se é que não há, só há dois caminhos a seguir. Ou se constroem fossas de maior capacidade ou se chamam as cisternas vazadoras de fossas, as municipais ou particulares, que é o que fazem todos quantos estão em igualdade de circunstâncias. O que não é tolerável é que sejam os efluentes fecais atirados para o exterior e, no caso em questão, para terrenos privados.

Ao dar este caso à estampa, espera-se que a Câmara Municipal fique alertada, como alertada fique a Delegação de Saúde Municipal e que o alerta caia também na Junta de Freguesia que deverá ir confirmar no local e chamar a atenção a todos, pela ordem que entender.


♦ José Pinto da Silva
(In terras da feira)

quarta-feira, 25 de junho de 2008

Termas S. jorge - Concurso Quadras Populares...


Dado que estamos no mês das festividades dos Santos Populares, as Termas de S. Jorge lançam o concurso Quadras Populares desafiando os termalistas da estância termal a colocarem à prova a sua veia poética.
Os interessados deverão elaborar as suas quadras e inscrevê-las até ao dia 28 do mês corrente. A quadra vencedora será revelada no dia 30 e o vencedor habilita-se a ganhar uma massagem facial, mediante marcação no atendimento.


Para mais informações deverá contactar a secretaria do balneário.

terça-feira, 24 de junho de 2008

Assembleia de Freguesia de Caldas de S. Jorge...

Ontem decorreu a assembleia Extraordinária, para debater as esplanadas.
Os elementos da Assembleia do Partido Socialista, levaram uma moção para ser votada, a moção é a seguinte:

MOÇÃO


PREÂMBULO:


Há muito era defendido que, como alternativa temporária ao então previsível encerramento do Ilha/bar para atracção de gente à freguesia, se poderia pensar na instalação, no período de Verão, do novo conceito de Bar Aberto, designado ESPLANADA.
Para tal tornar-se-ia imperiosa a abertura de um Concurso, que poderia ser Público ou Restrito, com normas claras e a abrir pelo dono do espaço público a utilizar.
A ideia foi posta em prática, mas verificaram-se anomalias gritantes no desenvolvimento do concurso, as quais merecem a condenação pública, também, porque há sinais evidentes de que a Junta de Freguesia foi parte nas anomalias, dando ordens e permissões fora da sua capacidade de intervir, e o ruidoso silêncio da Câmara toma-a conivente.
ASSIM:
CONSIDERANDO que, ao que é do conhecimento público, a indicação do prazo de funcionamento patente no Caderno de Encargos, levou a que potenciais candidatos não apresentassem as suas propostas (prazo de 1 de Julho a 30 de Setembro);
CONSIDERANDO que o concorrente único, ao apresentar a sua proposta, se sujeitou a TODAS as condicionantes escritas no Caderno de Encargos e no Programa do Concurso, incluindo o respeito pelo período de ocupação do espaço público;
CONSIDERANDO que à total revelia do que naqueles documentos consta, com a conivência activa da Junta de Freguesia ou do seu Presidente e mesmo com o seu apoio explícito, o concorrente iniciou a ocupação do espaço no dia imediato à abertura das propostas, exactamente UM MÊS antes da data imposta no Caderno de Encargos e verificando-se que se chegou ao extremo desplante de no placard publicitário da Esplanada se ter mandado destacar: COMO APOIO DA JUNTA
DE FREGUESIA DE CALDAS DE S. JORGE, esquecendo que se trata de um estabelecimento comercial inteiramente privado, exactamente igual a outros que laboram ao lado;
CONSIDERANDO que o concorrente não cumpriu com outras exigências da documentação suporte do Concurso, nomeadamente arcar com as despesas de ramal de ligação de energia eléctrica e respectivo consumo, despesas de ligação à rede de água e despesas com montagem de sanitários amovíveis; há uma clara fraude de ligação clandestina que à EDP deve ser dado conhecimento, com as inevitáveis consequências.
CONSIDERANDO que os outros potenciais concorrentes, em tais condições de incumprimento da Lei, se tal soubessem ou sequer adivinhassem, teriam concorrido, com evidente beneficio público, até na diversidade de preços que seriam apresentados:
CONCLUSÃO:
Os Eleitos do PS na Assembleia de Freguesia de Caldas de S. Jorge, exigem esclarecimentos da Junta de Freguesia e propõem uma CONDENAÇÃO PÚBLICA da sua actuação, mais ainda porque é dito que, sobre um dos potenciais concorrentes, foi exercida uma chantagem insistente para que retirasse uma queixa entretanto apresentada na Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, o que, sendo verdade, e vergonhosa e definidora do carácter de quem a fez.
Caldas de S. Jorge, 23 de Junho de 2008
Nota: Que esta moção fique anexa à Acta da Reunião e que seja remetida à Câmara Municipal de S M Feira uma cópia
Os subscritores:
Manuel Jorge F Pinto:
Maria de Fátima Bastos Oliveira
Manuel Fernandes Costa

*********************

Quando todas as pessoas julgavam que a moção ia ser recusado, eis que surge um elemento da bancada do “futuro Já” que se absteve, sendo assim aprovada com Três votos a favor (PS); 4 abstenções (PSD; e 1 do Futuro já); e dois contra (futuro Já).

Esta votação vem alimentar o que já se dizia sobre o mau estar entre elementos do Futuro Já e a junta de freguesia. Também foi notada o nervosismo do Presidente da Junta de Freguesia, um pouco pelo nº de jornalistas, que vão alimentar esta polémica, e transformando a primeira grande derrota do Presidente da Junta pública.

Também serviu para dar entrada na Assembleia de Freguesia, o Sr. Manuel Costa, que substitui o Sr. Alcino, que pediu suspensão de mandato por estar ausente do país.

segunda-feira, 23 de junho de 2008

HOJE ASSEMBLEIA DE FREGUESIA ÀS 21:00H NA JUNTA DE FREGUESIA.

Contributos históricos…


Foto de crianças da Comunhão Solene em Caldas de S. Jorge, que se julga ser do ano de 1930.
Há ainda algumas dessas"crianças" vivas, ainda que não fáceis de identificar.

José Pinto da Silva

domingo, 22 de junho de 2008

MINI-OLIMPIADAS NAS CALDAS.

Este ano Caldas de S. Jorge vai receber a 33ª edição das Mini-Olimpiadas. Pelo segundo ano consecutivo o Orfeão da Feira, entidade organizadora das Mini-Olimpiadas, preferiu Caldas de S. Jorge, a outras freguesias que se candidataram. Ao que o Blog sabe está-se a preparar uma equipa para representar a freguesia nesta edição, visto que na do ano transacto a freguesia que acolheu esta prova que trás centenas de pessoas, à nossa pequena vila termal, não tinha uma única equipa a representar a freguesia.

Municípios Sem Fronteiras...

Dias 3, 4 e 5 de Julho o Município de Santa Maria da Feira vai promover o evento desportivo “Municípios Sem Fronteiras”, com a participação de 16 equipas, sendo duas delas das Caldas de S. Jorge, em que a melhor vai representar o Município nos jogos intermunicipais, a realizar em Setembro.

sábado, 21 de junho de 2008

Posto Médico - Encerramento é para breve!!!


Governo vai dizer ‘sim’ à Carta da Saúde de Santa Maria da Feira
Secretário de Estado da Saúde está a estudar as soluções financeiras necessárias para dotar todo o município de instalações adequadas para os cuidados primários de saúde

O município de Santa Maria da Feira foi “pioneiro” ao apresentar no Ministério da Saúde uma proposta de protocolo visando dotar-se das melhores soluções em termos das instalações necessárias à prestação dos Cuidados de Saúde Primários (CSP) à sua população.
Manuel Pizarro disse que a Câmara feirense apresentou uma autêntica “Carta de CSP” ao seu Ministério. E, o secretário de Estado da Saúde informou que, no momento, a tutela está “a tentar encontrar as soluções financeiras” que deverão consubstanciar um futuro protocolo, neste domínio, entre a autarquia de Santa Maria da Feira e o Governo.
Mas vincou que “seguramente” será possível chegar a um acordo. Diga-se que o governante falava, ontem, na inauguração da Unidade de Saúde Familiar (USF) de Fiães, que vem prestar cuidados médicos de proximidade a 11.000 utentes. Espera-se que, a curto prazo, esta unidade também possa permitir a atribuição de médico de família a 1.900 utentes da freguesia de Caldas de S. Jorge.
No futuro, poderá alargar os seus serviços também a Sanguedo. A USF fianense, cuja coordenação está a cargo de Coelho Macedo, conta com seis médicos, seis enfermeiros e cinco administrativos. Vai funcionar entre as 8 e as 20 horas. De seguida, Pizarro presidiu à inauguração da USF Cuidar, que veio servir Rio Meão e S. João de Ver, ficando o seu pólo principal na freguesia são-joanense. Prevista para servir 12.900 utentes, a Cuidar integra oito médicos, oito enfermeiros e cinco administrativos, sendo coordenada por Almeida Leitão.
O pólo de Rio Meão estará aberto das 8 às 18 horas e o pólo de S. João de Ver das 8:00 às 20 horas. Neste modelo das USF, os médicos que integram as respectivas equipas disponibilizam períodos do seu horário de trabalho para consulta aberta e consulta programada, atendimento telefónico, consulta não presencial e actividades não assistenciais.
Assim, todos os utentes poderão ter uma consulta em horário pós-laboral e com o seu médico de família, assim como, cuidados de enfermagem. As situações de doença aguda terão resposta no próprio dia.
Refira-se que com as duas USF em Santa Maria da Feira se elevou a 130 o número destas unidades já em funcionamento no nosso país. O secretário de Estado disse-se crente de que o objectivo governamental de ter 150 a funcionar até ao final do ano será atingido “antes” de Dezembro.
Manuel Pizarro realçou que 1.600.000 portugueses “já são tratados pelas USF” e que 180.000 conseguiram encontrar nelas o seu médico de família. Por seu lado, Emídio Sousa realçou a “boa parceria existente” entre o poder local e o poder central.
Salientando que a Câmara comparticipou as obras das USF, o vereador feirense salientou ter-se tratado de “dinheiro muito bem empregue”. E, referiu-se a negociações “muito adiantadas” com o Governo para o tal protocolo que – acentuou – virá permitir “uma revolução na prestação de cuidados e saúde” no concelho. Quem também destacou a colaboração prestada pelas autarquias foi o coordenador da USF de Fiães.
Coelho Macedo realçou, em especial, o empenho da Junta de Freguesia fianense. O responsável ainda assegurou a motivação da equipa que dirige, definindo-a como “uma equipa rica e variada”.

APROVADO NA PROVA...


Os m/ respeitosos cumprimentos.

Pelo presente sou a informar que fiquei aprovado na prova que efectuei no dia 9 de Junho de 2008.

Tentei recolher alguma informação e fotografias que foram publicadas nos jornais e revistas a nível nacional que estão ligadas à tauromaquia que provam o acontecimento.

Quero agradecer a todas as pessoas que comentaram.

O meu muito obrigado.

Com os melhores cumprimentos.
José Carlos Costa

sexta-feira, 20 de junho de 2008

Festival das Termas reúne quatro ranchos folclóricos...

O XVII Festival de Folclore das Termas de Caldas de S. Jorge já tem data marcada. Este sábado, dia 21, o parque das Termas de S. Jorge recebe os ranchos folclóricos “As florinhas” de Caldas de S. Jorge, o A.C.R.S. das Termas do Carvalhal, o de Flor do Monte de S. Tiago da Carreira e ainda o grupo da Alegria de Alqueidão de Santo Amaro. Danças e cantares tradicionais a partir das 21h30. O Festival incluiu-se no programa de animação das Termas de Caldas de S. Jorge, numa organização do rancho “As florinhas” com os apoios da Câmara Municipal e da Junta de Freguesia de Caldas de S. Jorge.


A Animação Termal tem mais uma actividade na agenda. Ou seja, o III Concurso de Vestidos de Chita que terá lugar a 13 de Julho no parque das Termas, a partir das 15h00. As inscrições estão abertas até amanhã, dia 20, e podem ser feitas através do 96 5336696. O regulamento explica as condições de acesso. Podem concorrer pessoas do sexo feminino dos quatro aos 10 anos e dos 13 aos 100 anos. Na confecção dos trajes e seus acessórios só serão permitidos tecidos de chita, algodão, rendas e espiguilha. Criatividade do modelo, graciosidade no desfilar, tipo de confecção e rigor no cumprimento do regulamento são os aspectos valorizados na hora da escolha dos vencedores. Serão premiadas as três melhores concorrentes na categoria dos 13 aos 100 anos. As mais pequeninas serão todas distinguidas. A iniciativa está a ser organizada pelo rancho “As florinhas” e conta com a colaboração da Junta de Freguesia de Caldas de S. Jorge, da Câmara Municipal e da Sociedade de Turismo da Feira.

Quatro escolas podem ser encerradas...

“É a altura certa para que as associações de pais e as entidades locais se juntem com os agrupamentos para que façam redes aceitáveis” - afirma Octávio Soares, coordenador da CAE.



Em andamento, estão quatro centro escolares que representam um investimento global de 3,12 milhões de euros.
As contas ainda não foram feitas em definitivo e não há uma decisão tomada a esse respeito, mas há o risco de três a quatro escolas do Concelho virem a ser encerradas no próximo ano lectivo. Os agrupamentos escolares têm até amanhã, sexta-feira, para entregarem os mapas que traçam o reordenamento da rede escolar.
Sabe-se, no entanto, que Fiães e Caldas de S. Jorge têm perdido alunos e que os pais de Fornos andam insatisfeitos com algumas alterações. Defende-se que grandes deslocações não fazem sentido e que a rede deve, acima de tudo, favorecer pedagogicamente os alunos.
Leia mais na edição impressa do "Terras da Feira"

quinta-feira, 19 de junho de 2008

Contar como foi...

É de entendimento geral que a Câmara Municipal da Feira deveria tornar público o seu entendimento sobre tamanha anormalidade.

Há muito se vinha falando da possível instalação de uma Esplanada de Verão na envolvente das Termas, para colmatar a quebra de atractividade ao local, depois do encerramento do Ilha Bar. E a ideia não foi sequer de quem se arroga agora de ter iniciativas.

A ideia foi abraçada e a Câmara Municipal da Feira, a dona de todo o espaço envolvente, criou e tornou público um Caderno de Encargos para suportar um Concurso Público para montagem e exploração de quatro Esplanadas de Verão, em quatro freguesias do concelho. O Caderno de Encargos era igual para os quatro espaços, excepção para o preço base, que variava de freguesia para freguesia.

Numa leitura apressada do CADERNO DE ENCARGOS do CONCURSO PÚBLICO para CONCESSÃO DE ESPAÇO PÚBLICO PARA ESPALANDAS DE VERÃO 2008, vê-se no Artº. 1º. - O presente concurso visa a concessão de uso privativo com vista à instalação de um equipamento amovível para desenvolver a actividade de snack-bar/esplanada em diversas freguesias… E no Artº. 5º. diz que O prazo de concessão é de 1 de Julho a 30 de Setembro de 2008.

No Programa de Concurso, onde se determinam as verbas base e outros normativos, diz, no Art.º. 8º. Nº. 6 que: Não é permitida a apresentação de propostas com alteração de cláusulas do C. Encargos e no Artº. 9º. Nº. 1 diz que: Não é admitida a apresentação de propostas com variantes.

Daqui se infere que, em nenhuma circunstância poderia ser alterado o prazo de funcionamento do estabelecimento instalado ao abrigo deste concurso, independentemente de concorrerem um ou muitos candidatos aos espaços.

É voz corrente que nas outras freguesias o concurso ficou deserto, tendo aparecido, em Caldas de S. Jorge UM único concorrente, sabendo-se de fonte certa que haveria outros candidatos disponíveis para se candidatarem (terão mesmo elaborado processos de candidatura) se tivessem algum lamiré indicativo de que seria possível fazer funcionar a esplanada logo no início de Junho para beneficiar da sinergia provocada pelo Campeonato Europeu de Futebol. Isto mesmo se sabendo que o Programa do Concurso IMPEDIA qualquer alteração.

Os possíveis candidatos, chegados ao último dia, sem esse lamiré, retiveram os processos e não o apresentaram a concurso. Mas, tendo a abertura das propostas ocorrido no dia 30 de Maio (sexta-feira) logo no dia seguinte se ficou a saber que houvera um só concorrente e que iria imediatamente iniciar a montagem do tal equipamento amovível, porque, afinal, a esplanada iria abrir no sábado seguinte, dia 7, exactamente no dia do arranque do Europeu de futebol com um jogo da selecção portuguesa. Os candidatos não concorrentes apresentaram protestos queixas contra tão frontal transgressão do Caderno de Encargos e do Programa de Concurso, queixas entregues na entidade emitente do Concurso, a Câmara Municipal.

Soube-se, então, que o concorrente ganhador recebera autorização directa e pessoal do presidente da Junta de Freguesia e tudo leva a crer, ou a lógica é batata, que o ganhador sabia de ciência certa que, se ganhasse o concurso, o prazo previsto não seria para cumprir. O desenvolvimento do processo relativamente a, pelo menos, um candidato desistente, é demasiado sujo, direi abominável, para ser escrito em letra de imprensa. Conspurcaria e deixaria cheiro no papel. Ficará para ser dirimido noutras circunstâncias e noutros locais. É que um desses candidatos (dizem-me que foram três), é dito que o mais credível, retirou a queixa. Vá-se lá saber porquê. Aos outros, saiba-se também porquê, não foi dada resposta à queixa.

Foi o presidente da Junta que autorizou e a gente interroga-se como é que a Câmara, sendo espaço da sua jurisdição, e tratando-se de concurso por si lançado não impede semelhante transgressão às regras de equidade. Ou terá sido a Câmara que autorizou que autorizasse? E se autorizou durante um mês, para quê ter lançado um Concurso Público e não ter só autorizado para 3 ou 4 meses? E ficam mais um mês pelo preço oferecido em concurso. Diz-se à boca grande que se trata de pagamento de débito antigo. E imagina-se de quê.

É de entendimento geral que a Câmara Municipal da Feira deveria tornar público o seu entendimento sobre tamanha anormalidade.

♦ José Pinto da Silva
In terras da feira online.

As Intrigas do Zouvineiro!!! "TERMAS S. JORGE"

Estava eu a navegar, por páginas normalmente desconhecidas aos cidadãos das Caldas de S. Jorge, e reparo numa publicidade das Termas de S. Jorge, que é esta:

Termas de São Jorge
Animação Turística Turismo de Saúde

Com longa tradição termal, as Termas de S. Jorge apresentam-se como um refúgio para cuidar e revigorar o corpo, descansar e proporcionar um bem-estar duradouro, num ambiente de beleza natural. Conjugar natureza, património e prazer é o que oferece esta estância termal, associando a actividade terapêutica ao bem-estar e ao turismo. As suas águas - do tipo cloretado sódico sulfúrea - estão indicadas para o tratamento de doenças do aparelho respiratório, reumáticas, músculo-esqueléticas, da pele e do foro nervoso. Os meios utilizados são, entre outros: duche escocês, irrigação directa, aerosol sónico, banho de imersão com duche subaquático, duche circular, hidromassagem, irrigação nasal ou vaporização geral. Paralelamente podem praticar-se diversas actividades desportivas e e lazer: o complexo dispõe de parques, piscinas, praia, ténis e tiro aos pratos.
Reconhecidas pelas qualidades terapêuticas da sua água mineral natural, as Termas de S. Jorge estão indicadas no tratamento de doenças das vias respiratórias, pele e do foro músculo-esquelético.Possui novos programas como: de bem estar Termalfit e o Termalfit plus e de anti-stress - Termalbalance ou Termalbreak.Apresentar uma oferta termal integrada, num ambiente acolhedor e com o profissionalismo de técnicos qualificados, é a missão das Termas de S. Jorge.

Não sei se repararam na parte que está diferenciada em que diz “o complexo dispõe de parques, piscinas, praia, ténis e tiro aos pratos.”, Agora é caso para perguntar se estamos a falar das termas S. Jorge! ou se já estamos no futuro! pois se assim for ainda falta o campo de golf... esta publicidade pode ser vista AQUI...

Faça parte da bandeira humana na EuroZone

Com a chuva que se verificou no domingo passado, a Feira Viva, Cultura e Desporto, E.M. e o Gabinete de Desporto da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira adiaram para o próximo jogo de Portugal, quinta-feira, dia 19 de Junho, a realização da bandeira humana, com as cores de Portugal, para empurrar a Selecção para mais uma vitória.

Apoio à Selecção Nacional não tem faltado na EuroZone, que está a decorrer na zona envolvente às Piscinas Municipais de Santa Maria da Feira. Com os jogos de Portugal a ser transmitido em ecrã gigante, o público têm-se reunido para em conjunto apoiar a equipa de todos nós, partilhando as emoções vividas antes, durante e após os jogos. No domingo passado, a Feira Viva, Cultura e Desporto, e.m. e o Gabinete de Desporto da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira estavam a preparar a “construção” de uma bandeira humana, no recinto da EuroZone. No entanto, a iniciativa foi adiada, devido à chuva, para quinta-feira, antes do jogo de Portugal com a Alemanha.

O objectivo desta iniciativa é empurrar, ainda com mais força, a equipa das Quinas rumo à vitória, e demonstrar o apoio incondicional da população do concelho da Feira e de outros concelhos vizinhos que têm assistido aos jogos neste recinto.

As inscrições para participar na bandeira humana são gratuitas e deverão ser feitas na Tenda Nintendo, localizada no espaço da EuroZone, ou então no Gabinete de Desporto da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira (tlf.: 256 370 887 fax: 256 370 839 )indicando o nome, idade, contacto e a altura.

A concentração dos participantes está marcada para as 18h00 de quinta-feira.Participe! Junte-se a nós na bandeira humana e apoie Portugal! Viva o Euro 2008 em Santa Maria da Feira!
In Correio da Feira online.

quarta-feira, 18 de junho de 2008

Assembleia extraordinária segunda-feira, dia 23-06-2008


A Assembleia Extraordinária, que era para ser esta quinta-feira, afinal passa para segunda-feira, dia 23-06-2008.
A Assembleia tem os seguintes:

- Ponto Um: Tomada de posse do novo elemento da Assembleia no seguimento da renuncia ao cargo de um dos elementos do Partido Socialista.

-Ponto Dois: Pedido de esclarecimento sobre a abertura e funcionamento da Esplanada no lugar da Sé.



Opinião do Administrador do Blog:
Só não entendo qual a razão de esta Assembleia de Freguesia, não ter o espaço aberto ao público. É sabido que se haveria Assembleia em que esse espaço devia de existir era esta, em que está em causa queixas efectuadas na Câmara Municipal, por cidadãos e alegadas ameaças e chantagens por elementos da Câmara e junta de Freguesia a estabelecimentos.

Não deixa de ser curioso que quando paira no ar que os elementos da Junta de Freguesia, bem como os da assembleia do PSD, tenham sido chamados à Câmara Municipal, com o objectivo de camuflar possível ilegalidade, estas atitudes deixam antever que afinal de contas existe gato escondido com rabo de fora.

É lamentável que se ponha a politica à frente da população, principalmente dos comerciantes que se sentiram lesados, e que muito já deram à terra. Não entendo como para abrir um estabelecimento de 3 ou 4 meses, “criem terror” em quem já trabalha à mais de 15 anos. Fique bem expresso que não sou contra as esplanadas, e no meu entender elas estão muito bem.

Para este caso existe uma frase “não basta ser sério, tem de parecer” O que é certo, estas atitudes fazem de um caso que acredito que tenha sido levado com seriedade, mas que com o desenrolar da situação, pareça o contrário. Aguarda-se as explicações e o confirmar ou não, das bocas entre abertas, que se ouvem em cada estabelecimento que passo, para a próxima Assembleia de Freguesia segunda-feira dia 23.

terça-feira, 17 de junho de 2008

Assembleia Extraordinária...

Na próxima quinta-feira, vai decorrer uma assembleia extraordinária, que foi marcada pelo grupo do PS, a fim de se debater as possíveis ilegalidades, na abertura de uma esplanada no lugar da Sé, junto ao Ilha Bar.

Esta assembleia também vai servir para dar conhecimento do pedido de demissão, de um elemento do Partido Socialista “Nini”, que por motivos pessoais, apresentou a sua demissão.

A Assembleia de Freguesia, terá início pelas 21:00h, estando a decorrer ainda o importante jogo de futebol entre Portugal e a Alemanha. Agora pergunto eu, será que as pessoas vão estar presentes???!!!

Calvário em bom ritmo…


As obras do calvário estão a andar em bom ritmo. Devo dizer que ontem fui ver o ritmo das obras e em que fase se encontram, verifiquei que estão a seguir o projecto inicial, havendo apenas algumas alterações no terreno e a bom ritmo.
Esta obra que já estava projectada à vários anos, e que esta Junta de Freguesia está a concretizar. Este projecto é do arquitecto autóctone das Caldas, Pedro Castro e Silva.
Esperemos que esta primeira fase termine quanto antes a fim de se iniciar o passeio que liga o calvário à igreja.
Esta primeira fase e a mais importante, vai tentar ficar pronta antes das festas da freguesia.

segunda-feira, 16 de junho de 2008

“Dá-me um gozo particular quando uma fotografia sobressai”

O gosto nasceu muito cedo e já lhe perdeu a conta.Fotografias grátis do EuroZone na Casa do Moinho


“O gosto pela fotografia começou por volta dos sete anos”, revela o caldense Manuel Azevedo, natural de Angola, radicado no nosso país há trinta anos, que recorda um episódio que se passou com o pai. “Estraguei-lhe uma máquina a fingir que era repórter”. Integrado no EuroZone 2008, na Casa do Moinho, está patente uma exposição de fotografia deste repórter que já calcorreou o país de Norte a Sul, à procura de um “boneco”.
“Por força das circunstâncias comecei a trabalhar com dezassete anos, como operário na Sobrinca, e a estudar à noite, foi aí que despertou verdadeiramente a paixão..."
Conheça, mais em pormenor, o percurso de Manuel Azevedo, na edição impressa
In correio da feira online.

AS INTRIGAS DO ZOUVINEIRO !!!

Posto Médico Vai Fechar???!!!

Esta semana chegou mais uma notícia que vem alarmar e muito toda a população de Caldas de S. Jorge. Após a saída da Dr. Alice, foi prometido que haveria médicos de reforço, e que não estava nos planos o fecho eminente do Posto Médico, mas a realidade é cada vez mais o oposto do prometido quer pelo presidente da Junta de Freguesia, quer pelo Delegado de Saúde de Santa Maria da Feira.
Todos nós sabemos que as pessoas se deslocam ao Posto Médico, para vagas, só com muita sorte as conseguem, e para as consultas só nos longínquos meses, demonstrando que todas as promessas eram falsas, e que existe uma tentativa de “matar” aos poucos o Posto Médico da Caldas de S. Jorge, com o único objectivo de o encerrar.
Esta semana deu-se mais uma “facada” na pouca vida que o Posto Médico parece ter, chegou a notícia que a enfermeira vai abandonar este Posto, terminando a valência de enfermagem no Posto Médico das Caldas de S. Jorge.

A realidade, é que os autarcas andam muito preocupados com campos relvados, e esplanadas, mas olhar verdadeiramente para o que o povo necessita, não se olha, pois não são obras que se Vêem, mas são obras que principalmente os idosos e os mais desfavorecido precisam.

Será este o principio do fim do Posto Médico???!!! Julgo que sim…

sábado, 14 de junho de 2008

III Concurso de Vestidos de Chita



Regulamento:
Podem concorrer pessoas do sexo feminino: dos 4 aos 10 anos, e dos 13 aos 100 anos;
A aquisição e confecção dos trajes serão da responsabilidade dos concorrentes;
Na confecção dos trajes e seus acessórios só serão permitidos tecidos de chita/algodão, rendas, espiguiha e outros;
Serão valorizados os seguintes aspectos: criatividade do modelo, graciosidade no desfilar, tipo de confecção e rigor no cumprimento do regulamento;
Serão premiadas as três melhores concorrentes (após decisão do júri), dos 13 aos 100 anos.
As mais pequeninas serão todas premiadas.
A todas as concorrentes e elementos do júri, ser-lhes-á atribuído um diploma de participação;
Será constituído um Júri, (pessoas idóneas não pertencentes à organização), revelado e apresentado no início do desfile, pela apresentadora.

Inscrições até ao dia 20 de Junho, através do
telemóvel: 96 533 66 96

sexta-feira, 13 de junho de 2008

CARTAS DE LEITORES...

Senhor Administrador,

Á cerca de blogues e Blogosfera em geral, retirei esta semana de um jornal diário, da autoria do jornalistaJosé Leite Pereira, um pedaço de texto que merecerá ser meditado por quantos passaram este meiopara passar mensagens.

Diz então:
".. A liberdade que um blogue dá ao seu autor de falar para toda a gente tem que ter uma única limitação:o respeito pela liberdade dos outros. Se há blogues que devemos todos consultar porque são úteis como informaçãoou entretenimento, outros mais não fazem do que atacar terceiros, lançar insultos e atoardas que, muitas vezes, fazem caminho ..."

Assim o é, de facto. Talvez por isso que, sobretudo quando se criticam ou atacam posições tomadas não importa porquem, seria de toda a dignidade que os críticos ou atacantes se identificassem e dessem a cara.

Fica a mensagem para quantos usam o "Caldas de S. Jorge".

José Pinto da Silva

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Câmara Municipal atribui 35 mil euros de Subsídios extras para Caldas de S. Jorge…

A Câmara deliberou atribuir um subsídio de 25 mil euros para o restauro da igreja paroquial.

Ainda foi atribuído um subsídio de 10mil euros para as obras efectuadas no parque desportivo, no restauro da casa mortuária e um aspirador de folhas para operar na zona do parque das termas.

Preço da água nas torneiras volta a subir para os feirenses

Em causa está a fixação do preço da água em alta, pela “Águas do Douro e Paiva”, que obriga a Indaqua a actualizar o tarifário vigente desde o início do ano.

Preços por m3 de água consumida:
Para um consumo entre 0 - 5 m3, sobe de 0.422€ para 0.44€
Para um consumo entre 6-10 m3, o aumento verificado é de 1.251€ para 1.269€

Em sessão do executivo municipal, o vereador socialista Sérgio Cirino sugeriu que, há semelhança de outros municípios, seja criado um tarifário para famílias numerosas.

Sá Correia, vice-presidente da autarquia, lembra que o concelho de Santa Maria da Feira é dos maiores, em termos de território, do país. “Para fazer circular água no concelho são precisos milhares e milhares de kms de ligações, o que implica investimentos avultados. Não é justificação para o preço elevado, mas não temos outra solução”, admite.

“Conquiste a Boa Forma”

Aeróbica, insufláveis, parede escalada, slide, skills, target shoot, jogos tradicionais e rastreios. As “Manhãs Vivas” estão de regresso no próximo domingo, dia 15 de Junho, e prometem conquistar a boa forma de todos aqueles que quiserem participar. Este ano, as actividades decorrem, em simultâneo, nos dias 15, 22 e 29 de Junho, e ainda 6 e 13 de Julho, nas freguesias de Argoncilhe, Caldas de S. Jorge, Lourosa, Milheirós de Poiares e Mozelos, entre as 10h00 e as 12h00. As “Manhãs Vivas” são organizadas pela Câmara Municipal de Santa Maria da Feira e têm o apoio das juntas de freguesia envolvidas. A participação é gratuita.

Em Argoncilhe, as actividades realizam-se na Praceta do Eleito Local e, em Caldas de S. Jorge, junto às Termas. Em Lourosa, o Parque da Cidade foi o local escolhido para dinamizar as várias actividades, enquanto que em Milheirós de Poiares as “Manhãs Vivas” decorrem na Zona de Lazer do Outeiro e, em Mozelos, no Parque do Coteiro.

As “Manhãs Vivas” fazem parte do programa municipal de actividade física “Conquiste a Boa Forma”, promovido pela Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, que dinamiza ainda passeios de cicloturismo e caminhadas em várias freguesias do concelho. O objectivo é incentivar a população a praticar actividade física, melhorando o seu bem-estar físico e mental e, consequentemente, a sua qualidade de vida

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Festa vista pela objectiva...

Caldas de S. Jorge é notícia...

PINTO DA COSTA E A PEDOFILIA
Pinto da Costa, suspenso por dois anos pela Comissão Disciplinar da Liga, voltou ontem a falar aos sócios, em Caldas de São Jorge, em Santa Maria da Feira. 'Se os milhões gastos no ‘Apito’ fossem canalizados para outros processos, quantos problemas seriam resolvidos? Centenas de crianças foram violadas e ninguém é apanhado', afirmou o dirigente.
O dirigente apontou ainda baterias a Maria José Morgado e à justiça portuguesa, relembrando que o próprio PGR disse desconhecer que estava sob escuta telefónica. In Correio da Manhã

Milhões mal gastos com o Apito
PINTO DA COSTA DISPAROU COM TODA A FORÇA
O presidente do FC Porto voltou a ser mordaz na defesa do seu clube, numa visita que fez, ontem, à freguesia das Caldas de S. Jorge. Pinto da Costa recuperou um dos temas da actualidade desportiva, o Apito Dourado, colocando em ponto de mira toda a condução do processo.“É pena que não se diga na UEFA que o marido da procuradora, que dirige o famigerado Apito Dourado, veio para a televisão dizer, dias após ela ter sido nomeada, que o presidente do FC Porto disse em tribunal que ganhava 400 euros por mês. Isso é completamente falso”, reforçou, sem se ficar por aqui.De resto, o presidente do tricampeão nacional ainda lançou novas farpas, desta vez às despesas gastas com o processo do qual tem sido um dos principais alvos. “Se estes milhões fossem todos canalizados para resolver e apanhar os pedófilos deste país...”, sugeriu, concluindo: “Há centenas de crianças que foram violadas ano após ano por gente indecorosa e ninguém é apanhado. Se esses meios fossem realmente para esse pasteloso processo, quantos problemas não estariam resolvidos.”Por fim, refira-se que, acompanhado pela sua mulher, Pinto da Costa foi recebido na Junta de Freguesia das Caldas de S. Jorge pelo autarca local. Seguiu-se um almoço de confraternização, onde deixou a promessa de voltar “caso o FCPorto conquiste o tetracampeonato.”Reinaldo Teles, Alípio Jorge Fernandes, Júlio Marques e Fernando Gomes, o bibota, acompanharam-no nesta visita a uma localidade com grande massa adepta do FC Porto.
In Record
O presidente portista fez várias acusações sobre o processo
"Apito Dourado"Foi em Caldas de S. Jorge, numa homenagem ao FC Porto pela conquista do tri-campeonato, que Pinto da Costa lançou acusações em várias direcções, começando pelo Procurador-Geral da República, que dissera não saber se tinha o telemóvel sob escuta: "É pena que não diga na UEFA que essa afirmação foi feita pelo procurador-geral da República. É pena que não se diga na UEFA, que o marido da procuradora, que dirige o famigerado "Apito Dourado", veio para a televisão dizer, dias após ela ter sido nomeada, de que o presidente do FC Porto disse em tribunal que ganhava 400 euros por mês. Falso".Pinto da Costa aproveitou ainda para dizer que o dinheiro gasto na investigação do "Apito Dourado", devia ser gasto em outros processos mais graves: "Se estes milhões todos fossem canalizados para resolver e apanhar os pedófilos deste país. Centenas de crianças que foram violadas ano após ano por gente indecorosa e ninguém é apanhado. Se esses meios fossem para esse pasteloso processo, quantos problemas não seriam resolvidos."
In Renascença

terça-feira, 10 de junho de 2008

Assembleia extraordinária para debater a esplanada das termas...

Ultima hora...

O Blog sabe que após uma retirada de queixa de um estabelecimento de diversão nocturno, sobre alegadas irregularidades no caderno de encargos da esplanada das termas, uma pessoa, foi à Câmara Municipal, apresentou uma nova queixa.

O blog também sabe que o partido socialista das Caldas de S. Jorge, esteve reunido, para recolher as assinaturas necessárias para a convocação de uma assembleia extraordinária, que poderá levar ao encerramento coercivo da esplanada.

Vamos ver o que os próximos dias nos reservam...

domingo, 8 de junho de 2008

A derradeira prova de José Carlos Costa…

O único cavaleiro tauromáquico a residir em Caldas de S. Jorge, vai dia 9 de Junho de 08 ser submetido a mais uma importante prova, que será na praça de touros de Santa Eulália (Portalegre), pelas 22:00h.

José Carlos Costa, que é natural da freguesia de Pigeiros, mas que reside em Caldas de S. Jorge há vários anos, ficando aprovado nesta derradeira prova, poderá usar a partir dessa data as roupas de cortesia.

Desde já o Blog aproveita para desejar as maiores felicidades a este amigo da terra, e aproveita-se para fazer um pedido muito especial; para quando uma prova tauromáquica, aqui nas Caldas de S. Jorge?

SEGUIR O BLOG POR E-MAIL